Cobertura de serviços de saúde.

Top PDF Cobertura de serviços de saúde.:

A SAÚDE DO TRABALHADOR NA REGIÃO DE FRONTEIRA DO RS: A EXPERIÊNCIA DO DIAGNÓSTICO SITUACIONAL

A SAÚDE DO TRABALHADOR NA REGIÃO DE FRONTEIRA DO RS: A EXPERIÊNCIA DO DIAGNÓSTICO SITUACIONAL

da participação das unidades de atenção bá- sica, considerando que os serviços estão pró- ximos dos trabalhadores, o que poderia gerar uma cobertura universal destes. As unidades de atenção básica têm a possibilidade de acessar a informalidade, podendo produzir informações sobre as condições de vida e saúde dos traba- lhadores, além de acessar as mudanças no per- fil de adoecimento e ter potencial de fomento a sua organização, principalmente daqueles in- formais. Constata-se a partir da manifestação de equipes dos CERESTs que as dificuldades devem ser enfrentadas com a necessária poli- tização desta discussão que está colocada hoje como grande desafio do SUS. Dentre as ações necessárias destacamos: reconhecer a diversi- dade das atividades produtivas no diagnóstico situacional do território; reconhecer as pessoas atendidas como trabalhadores; e incentivar a participação nestes processos. Assim, há ne- cessidade de adotarem-se medidas concretas que levem em consideração as diretrizes de vi- gilância a serem desenvolvidas em um territó- rio com características fronteiriças, respeitan- do-se assim as suas particularidades.
Mostrar más

15 Lee mas

Formação em Educação Física no Brasil: outros modos de pensar e intervir no serviço público de saúde . Education in Physical Education in Brazil: other ways to think and to intervene in the public health system

Formação em Educação Física no Brasil: outros modos de pensar e intervir no serviço público de saúde . Education in Physical Education in Brazil: other ways to think and to intervene in the public health system

Os processos de reorientação da formação no Pró-Saúde estruturam-se em três eixos de transformação. Orientação teórica (1): priorizar os determinantes de saúde e os biológicos e sociais da doença; pesquisa clínica-epidemiológica baseada em evidências para uma avaliação crítica do processo de atenção básica; orientação sobre melhores práticas gerenciais que facilitem o relacionamento e atenção especial à educação permanente, não restrita à pós-graduação especializada. Cenários de prática (2): utilização de processos de aprendizado ativo; aprender fazendo e com sentido crítico na análise da prática clínica; o eixo do aprendizado deve ser a própria atividade dos serviços; ênfase no aprendizado baseado na solução de problemas, e avaliação formativa e somativa. Orientação pedagógica (3): diversificação, incluindo vários ambientes e níveis de atenção; maior ênfase no nível básico com possibilidade de referência e contra-referência; importância da excelência técnica e relevância social; ampla cobertura da patologia prevalente; interação com a comunidade e alunos, assumindo responsabilidade crescente mediante a evolução do aprendizado, e importância do trabalho conjunto das equipes multiprofissionais.
Mostrar más

6 Lee mas

Reflexões sobre a possibilidade da despatologização da transexualidade e a necessidade da assistência integral à saúde de transexuais no Brasil

Reflexões sobre a possibilidade da despatologização da transexualidade e a necessidade da assistência integral à saúde de transexuais no Brasil

Ainda que para alguns o processo de transição seja nomeado “uma situação transitória”, a realidade atual dos serviços disponíveis no SUS é a da escassez de recursos técnicos e de vagas disponíveis, além de outras dificuldades institucionais para suprir uma demanda que é crescente. Além disso, o mercado privado da saúde, a chamada saúde suplementar, não foi ainda levado a assumir os procedimentos ligados ao processo transexualizador de seus usuários/clientes. Não há por parte da Agência Nacional de Saúde (ANS) qualquer iniciativa nesta direção. Assim, quanto aos procedimentos que não são experimentais, como no caso das MTF (Male to Female), os planos e os seguros de saúde não dão cobertura para os procedimen- tos, mesmo havendo um número na Classificação Internacional de Doenças (CID). Desta forma, a realidade da maioria dos programas é de filas para a realização de procedimentos que podem levar os indivíduos (após completarem os dois anos regulamentares para emissão de laudos de autorização) a permanecerem outros tantos anos até verem realizadas todas as transformações corporais necessárias. As repercussões sociais da espera são evidentes: prolonga-se desnecessariamente um estado de insatisfação e, em muitos casos, de ausência de cidadania em seus termos mais elementares (direitos civis, direito de propriedade, direito ao trabalho).
Mostrar más

28 Lee mas

Interação transcultural nos serviços de saúde

Interação transcultural nos serviços de saúde

Um dos documentos oficiais mais citados sobre a presença dos bolivianos no município de São Paulo é o Relatório final Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instituída em 2005, a motivo de denúncias nos meios de comunicação, sobre a existência de trabalho escravo. Tal Relatório cita o Projeto Somos Hermanos, o qual concretizou o início de uma ação intersetorial iniciada em 2003, entre o setor Saúde (Coordenadoria de Saúde da SP-Mooca) e a Pastoral dos Migrantes. O objetivo do projeto, iniciado em 2004, era de construir uma rede de solidariedade em favor dos imigrantes. As ações propostas foram: ampliar acesso às informações sobre os direitos dos imigrantes; elaborar material informativo sobre saúde em espanhol; contratar agentes comunitários de saúde da mesma nacionalidade dos imigrantes; articular poder público e sociedade civil para ampliar a rede de apoio; sensibilizar profissionais sobre a problemática da migração; proporcionar noções básicas de língua e cultura dos imigrantes para os profissionais; acompanhar a evolução das ações de saúde(6,7). Desse modo, se antes o problema era favorecer o acesso, com a entrada dos estrangeiros no cotidiano dos serviços de saúde, outras questões começaram a surgir. É sobre tais questões, vivenciadas na interação entre os profissionais dos serviços de saúde e os usuários estrangeiros, que discorreremos neste artigo.
Mostrar más

11 Lee mas

Perfil socioeconmico de los usuarios y motivos por los que buscan atencin dental en clnicas de enseanza

Perfil socioeconmico de los usuarios y motivos por los que buscan atencin dental en clnicas de enseanza

A Cariologia Clínica é um componente curricular do 6º período do Curso de Odontologia da IES pública com 60 horas/aula e trabalha na perspectiva da promoção da saúde bucal com crianças. A teoria discute aspectos biológicos e comportamentais da cariologia, bem como os princípios filosóficos de promoção e prevenção em saúde bucal. Nas atividades clínicas articulam-se a teoria e a prática clínica. Utilizam-se parâmetros nacionalmente discutidos de diagnóstico de cárie e estabelece a melhor terapêutica, tendo em vista princípios dos procedimentos minimamente invasivos. De forma geral, o estudante está inserido em um cenário de percepções que culminam na visão integral, necessária para o entendimento de cada caso e da proposta terapêutica, levando-se em consideração os seguintes eixos: socioeconômico das famílias, hábitos de higiene, hábitos de dieta, e indicadores clínicos de biofilme dentário, como índice de sangramento gengival e de higiene bucal simplificado, registro de lesões ativas e inativas, e também a identificação de lesões não cariosas e/ou de origem não fluorótica. 6
Mostrar más

7 Lee mas

Avances y obstáculos en la prestación de servicios de salud en Brasil

Avances y obstáculos en la prestación de servicios de salud en Brasil

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.

34 Lee mas

Perfil da vítima e características da violência contra a mulher no estado de Rondônia - Brasil

Perfil da vítima e características da violência contra a mulher no estado de Rondônia - Brasil

Faz-se necessário ampliar os pontos de atenção e fortalecer os já existentes, além de qualificar os profissionais das diversas áreas de atendimento à mulher em situação de violência para o atendi- mento de humanizado e de qualidade. Além dis- to, consolidar os fluxos e contra fluxos de cada região, levando em conta a disponibilidade dos serviços oferecidos se torna necessário, princi- palmente ao observar que apenas 649 mulheres foram encaminhadas à unidade básica de saúde para acompanhamento subsequente.

12 Lee mas

Atencin a la salud humana: anlisis de su fuerza en busca de los servicios de salud

Atencin a la salud humana: anlisis de su fuerza en busca de los servicios de salud

população homens maiores de 18 anos, cadastrados na área da unidade básica de saúde João Ladeia Lobo do bairro Vila Nova, no município de Guanambi - BA que possui uma população de 4.632 pessoas. A unidade foi escolhida por realizar ações diferenciadas em relação a atenção à saúde do homem, em comparação com outras unidades do município, dedicando um dia no mês para atividades noturnas a este público.

11 Lee mas

Entre el secreto y las posibilidades del cuidado: (re)pensando los silencios en torno a las narrativas de las travestis sobre VIH/SIDA

Entre el secreto y las posibilidades del cuidado: (re)pensando los silencios en torno a las narrativas de las travestis sobre VIH/SIDA

venção e Controle das IST, do HIV/AIDS e das Hepatites Virais. Nem mesmo os resultados dos inquéritos epidemiológicos serviram de argumentos para reafirmar a demanda para que o Ministério da Saúde alterasse o sistema de informação e possibilitasse as informações desagregadas sobre a prevalência de casos de aids en- tre as travestis no Brasil. Apesar de ser uma demanda histórica e integrar o Plano Operativo da Política de Saúde Integral LGBT, até o momento em que finalizáva- mos este trabalho, a solicitação ainda não havia logrado êxito.

16 Lee mas

Saúde mental na atenção básica: possibilidades e fragilidades do acolhimento

Saúde mental na atenção básica: possibilidades e fragilidades do acolhimento

Tendo isso em vista, foram mencionadas estratégias que os(as) voluntários(as) aspiram para que culmine na melhoria do acolhimento a demanda de saúde mental no município, como a interlocução entre os serviços, a elaboração de um fluxograma municipal em saúde mental, educação permanente para os(as) profissionais atuantes nos serviços e o apoio qualificado do NASF-AB junto às UBS. Diante das fragilidades expostas, torna-se possível à construção e implementação de intervenções que objetivem o aperfeiçoamento da assistência de enfermagem para esse público no campo da AB.
Mostrar más

12 Lee mas

Datos demográficos básicos y estudio descriptivo de las emergencias atendidas en el área de cobertura de una U.C.I. Móvil

Datos demográficos básicos y estudio descriptivo de las emergencias atendidas en el área de cobertura de una U.C.I. Móvil

Los resul tados de nuestra revisión tras el primer año de experiencia en la asistencia y transporte medicalizado de la emergencias ocurridas en el Área 01 de Servei Valencia de Salut muestran la eficacia y rentabilidad de estas uni­ dades, aunque las características de localización de los recursos, las dispersión de la población y la extensión donde presta su cobertura la hacen parecer insuficiente para alcanzar los niveles óptimos' de asistencia,

6 Lee mas

Pagamentos por serviços ambientais: uma inflexão paradigmática no desenvolvimentismo desterritorializador?

Pagamentos por serviços ambientais: uma inflexão paradigmática no desenvolvimentismo desterritorializador?

Abre-se espaço para o mercado vermelho (de destruição) pintado de verde, abre-se espaço para a mercantilização dos serviços essenciais a vida, abre-se espaço para o aumento da desigualdade entre os países, abre-se espaço para o desrespeito a cultura ecológica. Um exemplo profícuo da ineficácia do mercado de carbono foi constatado na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Juma, localizada no município de Nova Aripuanã (Barata et al., 2013). Os residentes evidenciaram que a política do PSA não tem assegurado a conservação da biodiversidade e nem beneficiado os povos tradicionais, apresentando inúmeros entraves.
Mostrar más

7 Lee mas

Diagnóstico da Situação Atual em Gestão de Resíduos Sólidos na CEASA/DF

Diagnóstico da Situação Atual em Gestão de Resíduos Sólidos na CEASA/DF

Todo este aparato legal, se empregado corretamente, deverá permitir o resgate da capacidade de planejamento, e de gestão mais eficiente, dos serviços públicos de saneamento básico, fundamentais para a promoção de um ambiente mais saudável, com menos riscos à população. As questões ligadas ao problema dos resíduos sólidos e ao seu gerenciamento estão intimamente conectadas, à legislação, suporte legal e essencial para o desenvolvimento de ações a fim de maximizar o aproveitamento das matérias-primas e minimizar a geração de resíduos. Qualquer projeto ou programa que envolva o gerenciamento dos resíduos deve estar adequado às Leis, Decretos, Resoluções e Normas. (MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PLANOS DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS 2012, p. 17).
Mostrar más

73 Lee mas

TítuloO tráfico de pessoas em Portugal: a contemporânea exploraçao sexual de mulheres

TítuloO tráfico de pessoas em Portugal: a contemporânea exploraçao sexual de mulheres

g) A extração de órgãos e tecidos: a Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou que cerca de 50.000 dos 70.000 órgãos e tecidos sólidos transplantados anualmente, são os transplantes de rins e mais do que um terço ocorre nos países de baixo e médio desenvolvimento 78 . O diário estadunidense The Washington Post apontava numa edição de novembro de 2006, que numa aldeia da República Moldova, do total de 40 homens, 14 teriam vendido os seus órgãos em condições fora da Lei, impelidos pela pobreza. Contudo, países como o Brasil, a Rússia, a China, a Roménia, a Estónia, a Turquia, o Iraque, a África do Sul e a Índia são excelentes polos de recrutamento para a remoção de órgãos. Ademais, quem recebe os transplantes ilícitos, são em grande medida os cidadãos dos EUA, do Irã e principalmente do Israel 79 . Na esteira do estudo da Amnesty International, levado a cabo em novembro de 2008, no mundo, 5.300 pessoas foram executadas após condenação judicial, das quais 5.000 ocorreram na China. A Agência de notícias chinesa Xinhua precisou que num só ano, na China efetuaram-se 11.000 transplantes de rins e algumas dezenas de milhares de outros órgãos. Neste trilho, o Diário Open Magazine de Hong Kong confirmou aquilo mesmo, ao publicar dados clínicos, legais e financeiros, bem como aludiu que a maioria das execuções de prisioneiros da China, efetuam-se para o comércio de órgãos, visando o transplante 80 . Assim, os jovens presos com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos, seriam selecionados em função do seu vigor e saúde, a fim de serem fuzilados na cabeça. Ergo, após tal ocorrência, uma equipa médica especializada na compra dos direitos sobre os corpos executados, coletava os órgãos necessários, pelo que, em menos de duas horas depois da execução, os transplantes seriam realizados na Clínica do Partido Comunista Chinês. Nesta medida, um rim era vendido a um preço de cerca de
Mostrar más

673 Lee mas

LESÕES POR PRESSÃO EM PACIENTES HOSPITALIZADOS: FATORES DE RISCO

LESÕES POR PRESSÃO EM PACIENTES HOSPITALIZADOS: FATORES DE RISCO

localizada na pele e que normalmente se origina sobre uma saliência óssea. Dentre os autores estudados o fator prevalente é a debilidade, ou seja, a necessidade da ajuda de terceiros para o desenvolvimento de suas atividades diárias. As lesões de pele representam um problema para os serviços de saúde, pois é associado à má qualidade da assistência prestada ao paciente.

6 Lee mas

A reforma sanitária brasileira: a vitória sobre o modelo neoliberal

A reforma sanitária brasileira: a vitória sobre o modelo neoliberal

Além desses Conselhos, há ainda o Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, que não constam do organograma oficial do SUS, mas que estão alocados junto ao Ministério da Saúde, e que funcionam como instâncias intermediárias de negociação entre as unidades da federação no que diz respeito não só às questões relativas à equidade federativa na distribuição de recursos, mas também às questões mais gerais das políticas de saúde. Esses espaços vêm se transformando, cada vez mais, em preciosas instâncias de consolidação de uma prática democrática de decisão entre gestores responsáveis pelos seus respectivos sistemas de saúde, já que são compostos exclusivamente por eles, sem participação da sociedade. Mas no caso brasileiro, dada a diversidade do tamanho e da riqueza dos municípios, esses espaços de se congregar gestores tornam-se extremamente importantes para trocas de experiências e formulação de pautas de negociações junto às instâncias superiores (estaduais, no caso dos poderes locais, e nacional, no caso dos estaduais). Além disso, a existência desses mecanismos de exercício do controle público previstos na Constituição Brasileira como componente do SUS possibilitou a emergência de inúmeros novos atores e sujeitos sociais mobilizados em torno da questão da saúde. De fato, a partir de 1988, o que se verificou no país foi uma multiplicação acelerada de novos atores sociais, que extrapolaram os quadros dos segmentos organizados da sociedade, e passaram a abranger inclusive usuários dos serviços de saúde, que a partir dessa experiência começaram a atuar junto aos movimentos sociais de saúde, transformando o Brasil num grande laboratório de experiências de participação social da mais variada natureza.
Mostrar más

13 Lee mas

TIPAGEM DE SCCMEC DE CEPAS MRSA ISOLADAS EM TRÊS ANOS EM HOSPITAL ESCOLA BRASILEIRO

TIPAGEM DE SCCMEC DE CEPAS MRSA ISOLADAS EM TRÊS ANOS EM HOSPITAL ESCOLA BRASILEIRO

Devido à natureza complexa e a crescente diversidade dos SCCmec, que refletem em constantes mudanças na epidemiologia dos MRSA nos serviços de saúde em todo o mundo, o objetivo do presente estudo foi o de determinar os tipos de SCCmec mais prevalentes em cepas MRSA isoladas em três anos, em hospital escola da cidade de Santa Maria, no sul do Brasil.

5 Lee mas

Assistência a mulheres em situação de violência – da trama de serviços à rede intersetorial

Assistência a mulheres em situação de violência – da trama de serviços à rede intersetorial

O setor saúde evidencia serviços que realizam principalmente o atendimento à violência sexual, a qual difere bastante das características da violência doméstica, quanto ao agressor, atos praticados e natureza mais episódica ou crônica da situação. Esses serviços possuem uma nítida preocupação para com a prevenção de DST/Aids e a gravidez indesejada, podendo oferecer aborto legal. Mas, sobretudo, relativamente a esta última assistência, observou-se rara efetivação: nas 3 cidades, alguns dos serviços divulgados como de aborto legal não realizam o procedimento ou o serviço não era conhecido pelos próprios funcionários dos hospitais, que também atendiam como assistência à saúde em geral. Ficou-se com a nítida percepção de que esses serviços, que constituem centros específicos em hospitais mais gerais, são baseados em pessoas, por vezes a mesma em mais de um serviço da cidade, não parecendo ser uma prestação assistencial formal e legalmente instituída. Até mesmo os outros serviços específicos dessa potencial rede que estamos estudando, apresentavam pequeno reconhecimento da existência de atenção ao aborto legal nessa ‘rede’. Já os serviços que atuam em portadores de DST/Aids não reconhecem o problema da violência exatamente como de sua competência assistencial, daí realizarem a profilaxia desses possíveis agravos à saúde, mas só acompanham quem tem DST ou HIV e não sabem bem o que fazer diante dos casos que não apresentam tais agravos.
Mostrar más

18 Lee mas

Reflexão bioética sobre o acesso à saúde suplementar no Brasil

Reflexão bioética sobre o acesso à saúde suplementar no Brasil

Passado um período de intensas transformações e da promulgação da Constituição Federal de 1988, tem-se o atual sistema de saúde brasileiro, que se constitui em um mix público-privado, fi- nanciado principalmente por fundos privados. O sistema de saúde possui três setores: o setor pú- blico (SUS), em que os serviços são financiados e prestados pelo Estado; o setor privado (com ou sem fins lucrativos), com serviços financiados tan- to por fundos públicos quanto privados; e o setor de seguros privados de saúde (saúde suplemen- tar), com diferentes formas de planos de saúde, apólices de seguro e subsídios fiscais. Os compo- nentes público e privado do sistema são distintos, mas interligados, e as pessoas podem utilizar os serviços em todos os três setores, de acordo com a facilidade de acesso ou a sua capacidade de pa- gamento(2).
Mostrar más

9 Lee mas

RESIDÊNCIAS MULTIPROFISSIONAIS EM SAÚDE: UM RELATO DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS JUNTO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL

RESIDÊNCIAS MULTIPROFISSIONAIS EM SAÚDE: UM RELATO DAS PRÁTICAS PROFISSIONAIS JUNTO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL

No que diz respeito à reforma psiquiátrica no país um dos principais momentos do processo, segundo Heidrich (2007) foi a promulgação da Lei nº TXH ³GLVS}H VREUH D SURWHomR GDV SHVsoas acometidas de transtornos PHQWDLV H UHGLUHFLRQD R PRGHOR DVVLVWHQFLDO HP VD~GH PHQWDO´ (BRASIL, 2001). Essa OHL TXH WDPEpP p FRQKHFLGD FRPR ³/HL GD 5HIRUPD 3VLTXLiWULFD´ (HEIDRICH, 2007, s.p), é o marco histórico da luta pela reforma em saúde mental no país, visto que a mesma define a construção de uma rede substitutiva de cuidados em saúde mental em todo território brasileiro. Diversas Portarias definem sobre o papel do CAPS e a forma como os mesmos se organizam, valendo destacar as portarias nº 336/2002, nº 189/2002, nº 2.841/2010, nº 3.089/2011 e nº 130/2012, dentre outras portarias que tratam sobre a rede de cuidados em saúde mental.
Mostrar más

6 Lee mas

Show all 10000 documents...