Difusão da Informação

Top PDF Difusão da Informação:

O problema do direito ao esquecimento como instrumento protetor da personalidade: a liberdade de imprensa e a difusão da informação sobre a pessoa

O problema do direito ao esquecimento como instrumento protetor da personalidade: a liberdade de imprensa e a difusão da informação sobre a pessoa

10. NÃO RECEPÇÃO EM BLOCO DA LEI 5.250 PELA NOVA ORDEM CONSTITUCIONAL. 10.1. Óbice lógico à confecção de uma lei de imprensa que se orne de compleição estatutária ou orgânica. A própria Constituição, quando o quis, convocou o legislador de segundo ADPF 130 / DF escalão para o aporte regratório da parte restante de seus dispositivos (art. 29, art. 93 e § 5º do art. 128). São irregulamentáveis os bens de personalidade que se põem como o próprio conteúdo ou substrato da liberdade de informação jornalística, por se tratar de bens jurídicos que têm na própria interdição da prévia interferência do Estado o seu modo natural, cabal e ininterrupto de incidir. Vontade normativa que, em tema elementarmente de imprensa, surge e se exaure no próprio texto da Lei Suprema. 10.2. Incompatibilidade material insuperável entre a Lei n° 5.250/67 e a Constituição de 1988. Impossibilidade de conciliação que, sobre ser do tipo material ou de substância (vertical), contamina toda a Lei de Imprensa: a) quanto ao seu entrelace de comandos, a serviço da prestidigitadora lógica de que para cada regra geral afirmativa da liberdade é aberto um leque de exceções que praticamente tudo desfaz; b) quanto ao seu inescondível efeito prático de ir além de um simples projeto de governo para alcançar a realização de um projeto de poder, este a se eternizar no tempo e a sufocar todo pensamento crítico no País. 10.3 São de todo imprestáveis as tentativas de conciliação hermenêutica da Lei 5.250/67 com a Constituição, seja mediante expurgo puro e simples de destacados dispositivos da lei, seja mediante o emprego dessa refinada técnica de controle de constitucionalidade que atende pelo nome de "interpretação conforme a Constituição". A técnica da interpretação conforme não pode artificializar ou forçar a descontaminação da parte restante do diploma legal interpretado, pena de descabido incursionamento do intérprete em legiferação por conta própria. Inapartabilidade de conteúdo, de fins e de viés semântico (linhas e entrelinhas) do texto interpretado. Caso-limite de interpretação necessariamente ADPF 130/D F conglobante ou por arrastamento teleológico, a pré-excluir do intérprete/aplicador do Direito qualquer possibilidade da declaração de inconstitucionalidade apenas de determinados
Mostrar más

52 Lee mas

O arquivo pessoal de Maria Judite Pinto Mendes de Abreu : análise, tratamento arquivístico e difusão da informação

O arquivo pessoal de Maria Judite Pinto Mendes de Abreu : análise, tratamento arquivístico e difusão da informação

85 fosse feita com seriedade e exatidão. Outra dificuldade sentida diz respeito à interpretação de alguma documentação, uma vez que procedemos ao tratamento da mesma até ao nível do item com o respectivo assunto. Todavia, todos estes obstáculos foram devidamente ultrapassados porque conseguimos resolver a situação através de datas e conhecimentos já adquiridos aquando do estudo do período histórico em que esta figura política esteve inserida ao longo da sua vida, facilitando, assim, a nossa análise arquivística. Em outros casos, a extracção do assunto foi um auxiliar precioso para não induzir em erro na separação e descrição uma vez que qualquer documento mal separado e integrado numa série diferente da mais provável poderia levar, no limite, a que o investigador não recupere a informação de forma adequada. Por vezes também nos deparámos com algumas caricaturas que não eram, numa primeira abordagem, fáceis de identificar e descrever. Neste caso, foi necessário pedir ajuda ao Arquivista do CD25, uma vez que já estava habituado a este género de documentação. Documentos houve, que apresentavam algumas assinaturas ilegíveis ou incompreensíveis. Todavia, todas estas dificuldades foram devidamente ultrapassadas com a ajuda mencionada.
Mostrar más

105 Lee mas

As bibliotecas na era da informação - Os desafios das tecnologias da informação

As bibliotecas na era da informação - Os desafios das tecnologias da informação

A sociedade em rede é portanto a consequência mais visível da revolução das TIC e com ela surgiu também um novo conceito de espaço: o ciberespaço, que pela sua virtualidade se revela um espaço com grande impacto a nível económico, dado os baixos custos que possibilitou na produção e difusão da informação. Por outro lado, a sociedade em rede está a reconfigurar não apenas a vida das pessoas, mas também das empresas e organizações, incluindo as bibliotecas e arquivos. Com o ciberespaço, a documentação libertou-se da necessidade de um espaço físico que foi, ao longo dos séculos, um dos principais entraves ao armazenamento e recuperação da informação. O ciberespaço é virtualmente infinito. Mas a virtualidade, aliada à rápida mudança dos suportes de informação, o que hoje é novo depressa fica obsoleto, coloca problemas que até hoje não eram sentidos, sobretudo a salvaguarda da memória e o medo da perda irreparável de documentos, ou livros que não tenham a sua materialidade assegurada.
Mostrar más

10 Lee mas

Da disseminação da informação à disseminação seletiva da informação : contribuições para o serviço de referência nas bibliotecas

Da disseminação da informação à disseminação seletiva da informação : contribuições para o serviço de referência nas bibliotecas

Os recursos informacionais estão disponíveis em diferentes formatos; uso de novos recursos de informação (sites, blogs, fóruns temáticos); a incorporação de recursos tecnológicos que permitem a interação síncrona e assíncrona com os usuários , dispersos geograficamente; autonomia do usuário, como, por exemplo, para definir seu perfil e atualizá-lo; possibilidade de se fazer a comparação dos perfis dos usuários com os recursos informacionais a partir do texto completo em suporte digital e não mais por meio de sua representação; democratização da ação de disseminar, permitindo que os próprios usuários atuem de forma voluntaria disseminando a informações de forma seletiva; possibilidade de uso de diferentes software e tecnologias para a comparação dos perfis dos usuários com os recursos informacionais; uso de diferentes tecnologias para entrega do pacote informacional(e-mail, RSS, áreas pessoais de acesso à internet, quiosque); facilidade para envio do texto completo em formato digital; uso de diferentes recursos para retroalimentação (enquete, e-mail, formulário/questionário automatizado). (SOUTO, 2010, p.38)
Mostrar más

70 Lee mas

Avaliação de produtos de informação jurídica do tribunal da cidadania : um enfoque da ciência da informação

Avaliação de produtos de informação jurídica do tribunal da cidadania : um enfoque da ciência da informação

1.1 Produtos de informação jurídica na Web : a biblioteca digital Web, ou www é a forma abreviada de World Wide Web, parte da Internet com interface gráfica permitindo a navegação em hipertexto com um programa de navegação, ou browser, como o Internet Explorer, Mozila, Google Crome. De acordo com Hortinha (2001, p. 57), “é na Web que a maior parte das pessoas pensa, quando se refere à Internet”. Este autor esclarece que o formato HTML (Hypertext Markup Language) da Web disponibiliza hyperlinks que permitem ao utilizador mover-se rapidamente de um documento ou site para outro, procedimento conhecido como navegação. Os recursos da Web tornam os documentos fáceis de ler, permitem a integração de gráficos e animações bem como a disponibilização de formulários para captar dados pessoais do usuário num processo interativo. Há recursos tecnológicos de grande capacidade de relacionamento social como as redes sociais, facebook e twitter. A Web conduz uma economia eletronicamente processada que cria oportunidades para países, organizações e indivíduos. De fato, a e-economia adquiriu peso e importância comparáveis a setores com séculos de atividade como energia, transporte e, recentemente, telecomunicações. O impacto da economia via Web é global, atingindo o mercado e o governo, além do que, o mercado internacional reconhece o papel estratégico da Web na capacidade da organização sobreviver e manter agilidade e vantagem competitiva. Isto também ocorre nas organizações públicas, onde a informação tem papel determinante no posicionamento no contexto da Nova Economia.
Mostrar más

330 Lee mas

Difusão de tecnologia para melhoria da produção de abacaxi em Sergipe

Difusão de tecnologia para melhoria da produção de abacaxi em Sergipe

Além do A. comosus todas as outras espécies de Ananas são encontradas no Brasil, sendo este país um dos principais centros de diversidade genética. De um modo geral, a bromeliaceae trata-se de uma planta semiperene cujo ciclo produtivo pode variar de 14 a 24 meses, pois, além das condições climáticas, depende da época de plantio, do tipo e do peso das mudas utilizadas, e também das práticas culturais adotadas, e se compõe, basicamente de duas fases, uma de formação ou improdutiva e outra de produção principal, com apenas um fruto por planta (PONCIANO et al., 2006).
Mostrar más

9 Lee mas

Uma Análise da Infusão/Difusão em Hotéis de Lisboa

Uma Análise da Infusão/Difusão em Hotéis de Lisboa

Resumo A grande ascensão da atividade turística ao longo das últimas décadas é um dos fenómenos económicos, sociais e culturais mais notáveis de todos os tempos. Durante muitos anos os agentes económicos do sector ignoraram os impactos ambientais desta atividade, contudo, o crescimento expressivo que se tem verificado em conjunto com as alterações climáticas, tornaram evidentes algumas sérias ameaças sociais, ambientais e culturais nos destinos turísticos mais vulneráveis. A sustentabilidade na atividade turística e hoteleira é, por isso, um fator determinante para o turismo atual e futuro, que deve ser estudada e utilizada como fator de desenvolvimento e proteção ambiental. Este trabalho pretende aprofundar o estudo da sustentabilidade em hotelaria, determinando quais as medidas sustentáveis mais adotadas pelos hotéis de quatro estrelas da cidade de Lisboa e definindo os principais obstáculos à implementação de novas medidas ecológicas. Através da aplicação da Matriz de Sullivan concluiu-se que os departamentos com maior difusão e infusão de medidas eco- friendly são a energia e o controlo do ar, e embora o principal obstáculo à adoção de novas práticas ecológicas continue a ser o valor elevado de investimento, a falta de conhecimento sobre as alternativas disponíveis e seu impacto na rotina do hotel, foi também evidente. Num mundo que procura novos modelos de crescimento e desenvolvimento económico a grande velocidade, a luta contra as alterações climáticas e a adoção de boas práticas sustentáveis não é hoje em dia considerada apenas uma opção ou tendência, mas sim uma condição para a sobrevivência e sucesso do sector hoteleiro.
Mostrar más

57 Lee mas

A promoção e difusão da língua portuguesa: vozes de estudantes lusófonos

A promoção e difusão da língua portuguesa: vozes de estudantes lusófonos

parte é dedicada às minorias linguísticas em Portugal, tendo como ‘abertura’ um texto de um investigador francês, Henri Giordan (2002), sobre as línguas regionais e minoritárias na Europa, seguida de dois textos sobre as línguas minoritárias em Portugal (Mirandês 6 e línguas faladas pelos imigrantes, em particular o Cabo-verdiano). Esse percurso ideológico-linguístico já não nos isola do exterior, mas, pelo contrário, coloca Portugal e as línguas faladas nesse país dentro da Europa e do mundo. Aliás, o texto inicial da segunda parte coloca a LP entre as línguas da Europa e do mundo, não havendo mais a ilusão do “felizmente sós”, que caracterizou o regime político anterior ao 25 de abril de 1974. O prefácio da obra, da autoria de Mateus, é iniciado com esta afirmação que confirma a falta de estratégias acordada para uma PL: “A inexistência de uma política de língua em Portugal é uma afirmação que ouvimos a especialistas e professores, aos que trabalham sobre a língua portuguesa em Portugal e no estrangeiro” (MATEUS, 2002, p. 7). São referidas, contudo, algumas “medidas avulsas” tomadas então, mas sem grande enquadramento, porventura porque as decisões relativas à língua se encontravam a cargo de diferentes Ministérios (Ministério da Educação, Ministérios dos Negócios Estrangeiros – MNE, entre outros).
Mostrar más

13 Lee mas

Qualidade dos Serviços de Tecnologia da Informação: um estudo no Núcleo de Tecnologia da Informação da UFES

Qualidade dos Serviços de Tecnologia da Informação: um estudo no Núcleo de Tecnologia da Informação da UFES

O presente trabalho objetiva analisar os principais problemas do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) por meio da ava- liação da qualidade dos serviços prestados pelo setor, utilizando a matriz importância- desempenho e o método Servperf. Esta é uma pesquisa aplicada, de natureza quantitativa e qualitativa. As fontes dos dados analisados foram uma pesquisa realizada com 465 usuá- rios e documentos da Universidade que descrevem as características básicas do NTI. A pesquisa foi aplicada utilizando questionário on-line desenvolvido com base na escala Serv- perf e na matriz importância-desempenho, em pré-teste realizado com dez usuários, entre professores e técnicos-administrativos da Ufes. Foram consultadas informações instituci- onais divulgadas no catálogo de serviços do NTI e nos sítios do setor e da Universidade na internet. Todas as dimensões da qualidade dos serviços prestados pelo Núcleo indicam necessidade de melhorias nos serviços prestados. Os principais problemas apontados são: falta de empenho no atendimento aos usuários; atraso ou demora no atendimento das demandas e dificuldade de entender as demandas dos usuários; acesso à rede lento ou inexistente e rede sem fio (wifi) que não atende a todos os centros; falta de infraestrutura (computadores e impressoras defasados, falta de computadores, espaço físico inadequado); serviços de e-mail que não atendem às necessidades dos usuários; falta de recursos huma- nos; horário de atendimento do NTI, que não atende à demanda; divulgação insuficiente dos serviços disponibilizados. As metas prioritárias recomendadas ao Núcleo para solu- cionar os principais problemas são: corrigir problemas no Sistema de Informação para o Ensino (SIE ), melhorar a infraestrutura de computadores e impressoras, melhorar a in- fraestrutura de rede, concluir implementação da rede sem fio em todos os campi, otimizar o atendimento, diminuir a dificuldade de entender as demandas dos usuários e melhorar a divulgação dos serviços prestados.
Mostrar más

134 Lee mas

Complexidade da representação da informação arquivística

Complexidade da representação da informação arquivística

A teoria da complexidade visa rearticular a fragmentação que foi imposta às disciplinas científicas pela sua constituição epistemológica durante a prevalência do cartesianismo. A complexidade, ao contrario da linearidade cartesiana, respeita as diversas dimensões dos fenômenos estudados. Comporta a incerteza, a falibilidade e a incompletude para responder à crise instalada nas ciências na segunda metade do século XX, principalmente com a pós-modernidade. A conclusão de que a desordem e o acaso estão presentes no universo e incorporados à própria evolução nos leva a aceitar a incerteza.
Mostrar más

9 Lee mas

Informação digital: o vértice comum entre a Diplomática e a Ciência da Informação

Informação digital: o vértice comum entre a Diplomática e a Ciência da Informação

A garantia das características essenciais da informação, das quais salientamos a autenticidade, depende do sucesso de implementação destas medidas. No entanto, não depende só disso. Por vezes, as instituições/empresas nem têm de exibir nada, para além do seu nome, para conquistarem a confiança do público. Não raro, confiamos em determinada organização porque queremos e precisamos. Por exemplo, quando requisitamos um extrato de conta numa caixa multibanco, confiamos que o valor que vem apresentado no papel corresponde ao montante da nossa conta. Quando, em 2007, a Universidade do Minho promoveu, de forma inovadora, a criação de um repositório digital (RepositóriUM), assumimos que foi e é ainda capaz de manter a documentação disponível no longo termo. Ou como quando fazemos compras online, por exemplo de uma editora, sem que alguma vez tenhamos procurado uma política estratégica de gestão da informação dessa mesma editora. A verdade é que precisamos dos seus serviços e é-nos cómodo/necessário fazer a compra através da Internet, sem qualquer posição crítica sobre a documentação que advém dessa transação, ou dos mecanismos de segurança implementados. O questionamento só ocorre se algo correr mal — caso contrário, não damos importância. Neste sentido, tal como Clifford Lynch lucidamente avançou, também nós entendemos que a autenticação da documentação/informação é, em última instância, uma questão de confiança (Thibodeau, 2002: 14).
Mostrar más

120 Lee mas

Os múltiplos faces da filosofia da informação

Os múltiplos faces da filosofia da informação

lenguaje natural mediante la lógica y la filosofía del len- guaje (Bar-Hillel, 1964; Devlin, 1991) o en sus influencias éticas (Floridi, 2015), el enfoque no semántico o formal atiende [r]

12 Lee mas

O contributo diagnóstico da imagem ponderada em difusão no estudo da próstata

O contributo diagnóstico da imagem ponderada em difusão no estudo da próstata

51 nomeadamente entre lesão confinada ao orgão (T1-T2) versus lesão com extensão extraprostática (T3 ou T4). A MRSI não está incluída no PI-RADS v2, sendo que na orientação anterior (PI- RADS v1) também já era referida como opcional. No entanto, a sua utilização pode fornecer informação na detecção do tumor, caracterização do mesmo (grau de agressividade), avaliação de recidiva e resposta terapêutica. Porém, não fornece informação para o estadiamento devido à sua baixa resolução espacial. Questões relacionadas com a complexidade no pós-processamento e tempo de execução limitam o potencial desta sequência [4,5,91,108]. A MRSI avalia os níveis metabólicos na zona da próstata em estudo. Os níveis da concentração de colina e creatina aumentam no CaP em função do grau e volume tumoral. A análise quantitativa é feita através de ratio colina (Cho) + creatina (Cre)/citrato (Cit), sendo que o citrato representa um marcador de tecido benigno. Uma redução significativa do Cit, elevação da Cho e aumento dos ratios Cho/Cit e Cho + Cre/Cit, têm sido medidos em adenocarcinomas em comparação com HBP e tecido normal, sendo que o ratio Cho/Cit pode ser usado como indicador do grau de malignidade, especialmente na zona periférica (figura 14). Trata-se de uma sequência tecnicamente desafiadora e de longa duração, que normalmente não é incluída no protocolo de RMMP [4,26,57,100].
Mostrar más

217 Lee mas

A difusão científica em agências governamentais de fomento à pesquisa : contribuição para uma estratégia de gestão da difusão para o CNPq

A difusão científica em agências governamentais de fomento à pesquisa : contribuição para uma estratégia de gestão da difusão para o CNPq

- Nesta entrevista consideramos difusão como “todo e qualquer processo usado para comunicação da informação científica e tecnológica”, a qual “pode ser orientadas tanto para especialistas (neste caso sinônimo de disseminação científica), quanto para o público leigo em geral (aqui tem o mesmo significado de divulgação)”. (ALBAGLI,1996, p.397). (ALBAGLI, Sarita. Divulgação científica: Informação científica para a cidadania. Ciência da Informação, Brasília, v.25, n. 3, p. 396-404, set./dez. 1996) Especificando melhor o conceito de divulgação e disseminação utilizamos o referencial apresentado por Bueno (1985, apud Reis, 2002, pg.40): divulgação “entendida pelo autor como uma atividade ampla, que inclui o jornalismo científico, e que pressupõe o relato das ações no campo da ciência e tecnologia em linguagem acessível ao grande público”, e disseminação como a “comunicação de ciência e tecnologia entre especialistas, transcrita em códigos especializados”. (REIS, Arley. Assessoria de Imprensa,
Mostrar más

161 Lee mas

A ciência da informação e a transição paradigmática

A ciência da informação e a transição paradigmática

A partir desta perspectiva conceptual pode-se admitir que a instituição ou serviço museu é, entre os três “lugares de memó- ria” clássicos da modernidade, o único que acolhe documentos e coisas convertidas em semióforos. Na biblioteca, centro de docu- mentação e arquivo não há lugar para coisas, mas só para docu- mentos que são, também, potecialmente semióforos. Nota-se que o museu se distingue por ser um espaço metadocumental e se seguirmos este trilho, de forma demasiado rápida, podemos ten- der a achar que a museologia integra no seu objecto de estudo algo que escapa aos binómios mentefacto-artefacto e informação- -documento. Mas se tivermos em conta que qualquer coisa que vai parar a um museu é trabalhada como semióforo e geradora de muita e variada informação, uma vez que é descrita, classifi- cada, arrumada, exposta e comunicada, não é dificil concluir que todo o trabalho museográfico feito tem paralelo ao trabalho tén- cico arquivístico, bibliográfico e “documentalístico”. E é possível, aqui chegados, irmos um pouco mais longe, retomando a defi- nição operatória de ci exposta atrás: constrói o seu objecto em
Mostrar más

19 Lee mas

Intermediação da informação e preservação da memória digital

Intermediação da informação e preservação da memória digital

início do XX, foram Paul Otlet e Henri La Fonteine, que desembocou na proposição da Documentação como disciplina acadêmica (OTLET, 1934). O desenvolvimento do sistema produtivo nacional, somado ao alinhamento a demandas políticas e ideológicas do pós-guerra, foi o pano de fundo que auxiliou a catalisação de tais influências. Portanto, o aumento da capacidade industrial e a diversificação nos mercados, interno e externo, do país foram influentes para o desenvolvimento de um horizonte político que culminou na construção de infraestrutura técnica e científica e na capacitação de pessoal, tendo como horizonte a racionalização das condições de controle, disseminação, recuperação, acesso e uso da informação em ciência e tecnologia. A criação de uma infraestrutura nacional da ciência e tecnologia brasileira moderna, segundo Albagli (2009, p.417), conta com dois marcos históricos: a criação do Conselho Nacional de Pesquisa, em 1951, atual Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e a criação do Instituto Brasileiro de Bibliografia e Documentação (IBBD), em 1954, atual Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict). Com a criação do CNPq buscou-se promover o desenvolvimento científico e tecnológico no país, sendo a instituição responsável pelas primeiras experiências nacionais de planejamento e implementação de uma política em ciência e tecnologia. Parte significativa da infraestrutura, no campo da informação, estaria a cargo do IBBD. Esta instituição foi criada com o apoio e com as iniciativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) que, na época, estava incentivando o desenvolvimento de infraestruturas de informação e documentação em ciência e tecnologia nos países em desenvolvimento, sobretudo na América Latina.
Mostrar más

14 Lee mas

A Biblioteca Pública e os desafios da literacia da informação

A Biblioteca Pública e os desafios da literacia da informação

30 2.4. A biblioteca pública em Portugal A biblioteca pública em Portugal encontra-se num processo de mudança. Uma mudança que é urgente devido aos desafios lançados pela literacia da informação, mas que uma grande parte das bibliotecas já começou a preparar. Figueiredo (2004, p. 62) apresenta-nos uma visão do que podem ser os aspectos mais inovadores para operacionalizar a mudança: “um novo conceito de biblioteca pública, uma metodologia de acção assente na cooperação entre os dois níveis da administração do Estado, um conceito de rede”. Estes aspectos não são mais do que a política da rede de Bibliotecas Públicas, traduzida no Programa Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, criado em 1987. Precisamente devido a esta política e aos instrumentos criados para a sua concretização, hoje temos já em Portugal um panorama bastante positivo no que diz respeito às Bibliotecas Públicas. Vejamos, por exemplo, que, como diz Figueiredo (2004, p. 64), “em muitos concelhos deste país a biblioteca pública constituiu-se como o único espaço público de acesso à informação, à educação, à cultura e ao lazer”. A biblioteca pública é, de facto, um espaço privilegiado na oferta de produtos e serviços de informação, contribuindo para o aumento da literacia da comunidade em que está inserida, daí a importância da constituição de uma rede que leve mais e melhores bibliotecas a todos os concelhos de Portugal.
Mostrar más

95 Lee mas

Materialidade e os utilizadores da informação financeira

Materialidade e os utilizadores da informação financeira

O trabalho desenvolvido concluiu que o nível de materialidade apresentado no relatório e transmitido aos utilizadores da informação financeira poderia resultar numa maior eficiência do mercado. Assim, tomando como exemplo duas entidades economicamente idênticas, cotadas em bolsa, rentabilidade e perspetivas, assumiu-se que uma seria auditada com um nível de materialidade de 2 milhões (UM) e uma outra com um nível de 6 milhões (UM). Num mercado eficiente, os investidores investiriam, tendencialmente, na primeira, pelo facto da perspetiva das suas demostrações financeiras estarem mais “finely tuned”, isto é, com maior grau de segurança do que a segunda. Por outro lado, a comunicação clara com a administração do nível de materialidade – em oposição aos conselhos e comitês de auditoria - pode resultar em efeitos potencialmente desvantajosos. O estudo concluiu que este conhecimento pode ser usado pelos gestores como “pushback”, isto é, como forma de obter menos custo de auditoria e pode ser usado para pressionar os auditores a usar um método de investigação se o assunto em questão estiver sob um nível de materialidade pré-especificado. No mesmo sentido, se os níveis de materialidade tornarem-se conhecidos, aqueles que desejam cometer fraudes ou outros comportamentos oportunistas podem ter informações valiosas.
Mostrar más

126 Lee mas

Glossário de literacia da informação de A a Z

Glossário de literacia da informação de A a Z

sujeitos têm de um tal controlo, mas o funcionamento da regulação cognitiva em si. (47) | Metacognição refere-se à capacidade de refletir sobre o próprio pensamento ou os próprios processos cognitivos. Em geral, é entendida como a capaci dade de contemplar o próprio pensamento, de observar-se ao processar tarefas cogniti vas e de organizar os processos de pensamento e de aprendizagem envolvidos nessas tarefas. Alunos que se envolvem em pensamento metacognitivo são capazes de monitorizar e de regular a sua aprendizagem e, como resultado, assumem maior responsabilidade pelos seus progressos. O pensamento metacognitivo envolve a avaliação ou a revisão dos conheci - mentos atuais e anteriores, identificando falhas, planeando estratégias para preenchê-las, determinando a relevância de novas informa ções e, potencialmente, revendo crenças. Em termos psicológicos, a metacognição inclui: conhecimento metacognitivo (o que uma pessoa sabe sobre o próprio conheci mento e comportamento), habilidades metaco - gnitivas (como uma pessoa se comporta ou age em relação a determinada tarefa) e experiências metacognitivas, em termos de um julgamento cognitivo e/ou emocional da sua situação atual. O conhecimento metacognitivo também pode ser separado em duas classes principais: (a) o conheci mento metacognitivo declarativo inclui o conhecimento sobre o próprio pensamento, bem como o de outras pessoas, e o conhecimento sobre exigências sobre a própria cognição; (b) o conhecimento metacognitivo processual refere-se ao controlo e à regulação dos processos de execução envolvidos na realização de tarefas de aprendizagem. A metacognição depende de capacidades intelectuais gerais desenvolvidas ao longo de um tempo prolongado, com base em confrontações com muitos tipos diferentes de problemas. De um ponto de vista metacognitivo, os estudantes são os gestores do próprio conhecimento geral e específico. Entretanto, não devem possuir apenas os conhecimentos gerais e específicos do domínio relevantes para a transferência de aprendizagem; também devem saber como aplicar esse conhecimento no contexto de novos problemas. (11) (12)
Mostrar más

32 Lee mas

A gestão da informação e a competência em informação: subsídios para o âmbito empresarial

A gestão da informação e a competência em informação: subsídios para o âmbito empresarial

No entanto, em um contexto em que as organizações se deparam com um grande volume de informação e com a necessidade de usá-la como recurso estratégico, passa a ser importante selecionar informação de qualidade e que realmente possui valor. Diante deste cenário, torna-se necessário o desenvolvimento da gestão da informação e da competência em informação dos funcionários que necessitam gerenciá-las. Neste sentido, Moraes e Fadel (2009) corroboram que torna-se necessário que as organizações se adequem rapidamente às mudanças, mas que para isso, é importante dispor de informações de qualidade, oportunas e confiáveis, para que possam subsidiar as tomadas de decisões dos funcionários. Todavia, para que esse processo aconteça dois importantes constructos precisam ser eficientemente trabalhados: a gestão da informação e a competência em informação. A gestão da informação, de acordo com Valentim (2004), pode ser considerada como um conjunto de estratégias que objetivam identificar as necessidades informacionais, mapear os fluxos formais, coletar, filtrar, analisar, organizar, armazenar e disseminar informações para o desenvolvimento das práticas de trabalho dos funcionários e para o apoio na tomada de decisão. Em relação à competência em informação, tem-se Belluzzo, Kobayashi e Feres (2004) que a descrevem como um conjunto de comportamentos e habilidades dos funcionários que envolvem o acesso e o uso da informação de forma inteligente. Nessa conjuntura, há um complemento e uma inter-relação entre os processos de gestão da informação e competência em informação no desenvolvimento efetivo das organizações que estão inseridas no meio de uma acirrada concorrência empresarial.
Mostrar más

17 Lee mas

Show all 10000 documents...