Enfermagem do trabalho

Top PDF Enfermagem do trabalho:

O ruído causando danos e estresse: possibilidade de atuação para a enfermagem do trabalho

O ruído causando danos e estresse: possibilidade de atuação para a enfermagem do trabalho

A exposição ao ruído vem sendo problema de saúde ocu- pacional cada vez mais presente na vida de profissionais, e reclamado como fator de estresse no trabalho. Diante disto, este estudo objetivou identificar os riscos ocupacionais que acometem trabalhadores que atuam em ambientes ruidosos, discutindo as consequências à saúde do trabalhador. A presen- te é uma pesquisa de natureza descritiva, que se deu por meio de revisão bibliográfica analítica baseada em obras publica- das no período de 1978 a 2010. Foi construído um quadro comparativo para discussão dos principais achados. Os riscos encontrados foram: estresse, distúrbios do sono, problemas em vários sistemas fisiológicos, com destaque para o neuro- lógico e circulatório e risco de acidentes laborais. O papel educativo do enfermeiro deve ser contínuo e com avaliação de risco das ações executadas pelo trabalhador. A enfermagem do trabalho, como especialidade, vem buscando desenvolver e aprofundar conhecimentos e ampliar seu papel junto à área de saúde do trabalhador. Os profissionais conhecem os riscos
Mostrar más

15 Lee mas

Educação e formação em enfermagem do trabalho

Educação e formação em enfermagem do trabalho

• No estudo do Grupo Educacional da Federação Europeia de Enfermeiros do Trabalho (FOHNEU, 2012) é possível constatar que de entre 21 países escrutinados, apenas 12 apresentam programas de formação especializada em ET, variando estes os 15 ECTS (Dinamarca), a que corresponde uma formação de 180 horas (140 horas teóricas e 40 horas práticas) e os 180 ECTS (Eslovénia) num percurso de três anos a que correspondem 4500 horas teóricas e 1500 horas práticas;

20 Lee mas

Acidentes de trabalho com trabalhadores de enfermagem e os avanços na legislação trabalhista

Acidentes de trabalho com trabalhadores de enfermagem e os avanços na legislação trabalhista

Foi desenvolvido em um hospital de referência em urgência e emergência em Trauma da cidade de João Pessoa. Possui o referido hospital aproximadamente 1.550 funcionários, constituido por diversas especialidades. A escolha pelo local do estudo se deu por se tratar de minhas atividades laborais no serviço de saúde do trabalhador como funcionária efetiva, e colaboradora da equipe de enfermagem do trabalho, o que me chamou atenção pelos constantes acidentes de trabalho ocorridos no referido hospital, nascendo assim a proposta de implementar um material educativo para minimizar a exposição que os trabalhadores de enfermagem enfrentam durante sua jornada de trabalho.
Mostrar más

24 Lee mas

Qualidade de vida e capacidade para o trabalho de profissionais de enfermagem

Qualidade de vida e capacidade para o trabalho de profissionais de enfermagem

A experiência profissional vivenciada em âmbito hospitalar pela pesquisadora, há seis anos na função de gerente de enfermagem, e sua formação na área de enfermagem do trabalho permitiram-lhe perceber o quanto os profissionais de enfermagem encontram-se com a saúde fragilizada e desgastada, o que tem sido observado pelo expressivo número de afastamentos por doenças. Tendo em vista a complexidade do trabalho em ambiente hospitalar e, principalmente, as relações de trabalho/ambiente em unidades nas quais o trabalhador de enferma- gem executa suas atividades em condições adversas, estando exposto ao iminente risco de morte do paciente/cliente, o presente estudo propõe-se a avaliar a qualidade de vida e a capacidade para o trabalho dos profissionais de enfermagem lotados nas unidades hospitalares descritas como críticas (unidade de terapia intensiva para adultos, centro cirúrgico e pronto socorro) de um hospital de grande porte.
Mostrar más

24 Lee mas

Os nomes do trabalho

Os nomes do trabalho

Há em Catuçaba um número cada vez maior de fazendeiros que saem com a família: primeiro, da propriedade para a vila e, depois, dela para São Luis do Paraitinga ou uma cidade maior. Quando ainda em Catuçaba, o fazendeiro administra pessoalmente o traba­ lho “ de seu’” , ou dos seus empregados. Outros “ fecham a fazenda’” 6 Certas alusões minhas a uma aparente indiferenciação social, sem dú­ vida alguma, maior do que em outras áreas de economia agropastorll de São Paulo, poderiam dar a imagem de que trato uma sociedade de camponeses como uma “cultura de folk”. Isto nos termos em que há quase 40 anos atrás Emílio Willems, com base em Robert Redfield, tra­ tou a região de Cunha, ao escrever o primeiro estudo de comunidade no país (1948). Poderia dar, também, a impressão de que o substrato dessa indiferenciação seria um a “cultura da pobreza”, nos termos em que, a partir de Oscar Lewis, a expressão foi usada e discutida sem muito proveito na Antropologia norte-americana (Lewis, 1961) ou uma visão de mundo do estilo: “imagem dos bens limitados’ (Foster, 1965, Kennedy, 1966). Tais conceitos e o que eles implicam não são impor­ tantes aqui.
Mostrar más

31 Lee mas

Intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de saúde materno e obstetrícia junto dos pais durante o trabalho de parto

Intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de saúde materno e obstetrícia junto dos pais durante o trabalho de parto

De acordo com Danerek e Dykes (2008), Grobman et al (2010) Hildingsson et al (2011), Johansson et al (2012) citados por Johansson et al (2015), assim como Premberg et al (2011) citado por Poh et al (2014) afirmam que o suporte dado pelo EESMO é essencial para tornar a vivência dos pais, que acompanham o TP, numa experiência positiva. O nível de envolvimento do pai durante o TP é fortemente influenciado pela qualidade de comunicação e interação que partilham com os profissionais de saúde. Os pais apreciam receberem informações honestas e claras para que percebam claramente o que se está a passar e assim poderem participar nas decisões tomadas durante o TP. Premberg et al (2011) e Johansson et al (2013) citados por Johansson et al (2015) dizem que deve existir um comportamento positivo e uma linguagem respeitosa, Backstrom e Hertfelt Wahn (2011), Johansson et al (2013) citados por Johansson et al (2015), acrescentam que o pai deve ser informado continuamente. Hildingsson et al (2011) e Johansson et al (2012) citados por Poh et al (2014), referem ainda que pais chegavam mesmo a ficar menos satisfeitos quando são menos informados da evolução do TP.
Mostrar más

55 Lee mas

Percepção de puérperas sobre a assistência de enfermagem durante trabalho de parto: uma revisão integrativa

Percepção de puérperas sobre a assistência de enfermagem durante trabalho de parto: uma revisão integrativa

Já no estudo realizado por Ferreira et al. (2017), afirma que os profissionais devem permanecer presentes durante todo o processo do parto, oferecendo as mulheres atenção humanizada, uma vez que foi a ideia central apresentada nos discursos das parturientes como, interação da equipe com a mulher e comunicação, apontando que os profissionais de saúde eram presentes, esclareciam as dúvidas e orientavam sempre que necessário. O mesmo pode ser observado no estudo de Dias et al. (2016), que quando abordadas a respeito da presença do enfermeiro, orientações e esclarecimento de dúvidas, as puérperas responderam que tiveram um bom acompanhamento de todos da equipe, que foram bem recebidas e orientadas.
Mostrar más

16 Lee mas

Riscos ocupacionais relacionados ao trabalho de enfermagem: revisão integrativa de literatura

Riscos ocupacionais relacionados ao trabalho de enfermagem: revisão integrativa de literatura

Na segunda etapa, os critérios de inclusão e de exclusão devem ser estabelecidos. Foram selecionadas as pertencentes ao campo de pesquisa localizado no Brasil, com objeto de estudo ou temática concernente ao profissional de enfermagem. Centralizou-se a busca somente em textos completos publicados em português. Foram excluídos artigos encontrados em mais de uma base de dados – sendo estes contabilizados como apenas um -, artigos de acesso indisponível ou inconsistentes ao objeto de estudo proposto. Tendo em vista o número de publicações relacionadas à enfermagem em distintas áreas de conhecimento, optou-se por utilizar artigos completos publicados em todos os periódicos brasileiros da área de saúde disponíveis online. A coleta de dados do presente estudo foi realizada em junho de 2012. Em relação a recorte temporal foi delimitado o período compreendido entre 2005 e 2011, de forma a explicitar as produções científicas mais recentes sobre o tema e por já existir trabalho publicado acerca dessa temática em período anterior a este (MAGNAGO et al., 2007).
Mostrar más

12 Lee mas

A assistência humanizada da enfermagem durante o trabalho de parto e parto no serviço de materinidade do Hospital Regional João Morais

A assistência humanizada da enfermagem durante o trabalho de parto e parto no serviço de materinidade do Hospital Regional João Morais

Baseando nas investigações feitas, que mostram as vantagens, tanto para a mãe, como para o bebé, decorrente da presença dum acompanhante durante o parto, a OMS, desde 1985 tem aconselhado, que a mulher possua um acompanhante, durante esse período, proporcionando vantagens como: diminuição do tempo de trabalho de parto, autoconfiança, autoestima, menor necessidade de medicação ou analgesia, menor risco de parto cirúrgico ou instrumental, diminuição da dor, medo e esgotamento, menores suportes de Apgar abaixo de 7, melhor sucesso de amamentação, melhor laço afetivo entre a mãe-filho, aumento da satisfação, por parte da mulher, redução do cansaço, durante e após o P (Ciello et al, 2012). No HRJM o direito ao acompanhante, está suspendido temporariamente, segundo a Diretora do HRJM, afim de criar condições, para receber e acolher os acompanhantes das gestantes, pelo menos, durante o TP, uma vez, que a estrutura não permite mais do que isso. Para a humanização da assistência, durante o TP e P, o enfermeiro, deve prestar cuidados à mulher, em todos os níveis e de acordo, com a necessidade de cada uma, tendo em conta que, cada pessoa é uma pessoa.
Mostrar más

79 Lee mas

A OIT, o Ministério do Trabalho e Emprego, e o Ministério Público do Trabalho: o “trabalho decente” no Brasil

A OIT, o Ministério do Trabalho e Emprego, e o Ministério Público do Trabalho: o “trabalho decente” no Brasil

Um fator que favoreceu a manutenção do prestígio da instituição ao longo desses 96 anos de existência foi, entre ou- tros, o fato de sua organização ter uma composição tripartite, com representantes do governo, dos trabalhadores e dos empre- gadores. Esse tripartismo esteve presente desde a sua fundação e permanece como um elemento que lhe fornece legitimidade, proporcionando um diferencial em seu caráter representativo. Além do tripartismo, outro elemento importante se refere à pro- moção do chamado diálogo social, que tem se tornado um gran- de chamariz no campo do ideário dessa instituição. Para além da questão da legitimidade, a OIT também cresceu em importância principalmente por conta do alcance no âmbito jurídico, por meio de suas convenções. Uma vez ratificadas, elas se consti- tuem como fonte formal de direito, gerando direitos subjetivos individuais. Portanto, tornam-se instrumentos normativos de grande monta, em especial por tratarem de assuntos de interesse internacional. As convenções são tratados multilaterais que pre- cisam ter a ratificação dos Estados-membros para terem valor normativo. Uma vez ratificada, a convenção integra a respectiva legislação nacional (Süssekind, 1987, p. 174).
Mostrar más

14 Lee mas

Carga de trabalho Terapia intensiva Cuidados críticos Equipe de enfermagem

Carga de trabalho Terapia intensiva Cuidados críticos Equipe de enfermagem

Los sistemas con los que contamos para realizar esta valoración son diversos, y han evolucionado a lo largo de los años. De ser instrumentos que valoraban únicamente aquellas actividades de enfermería derivadas de los tra- tamientos médicos aplicados a los pacientes, han pasado a ser instrumentos elaborados con el fin de evaluar el trabajo real derivado de los cuidados propios de la enfer- mera y no sólo de aquellas actividades interdependien- tes o de colaboración que esta desarrolla. En este senti- do, en el momento actual, la escala NAS es la escala de medida que ha demostrado una mayor fiabilidad a la ho- ra de valorar la carga de trabajo enfermera en cuidados intensivos, utilizándose en la actualidad en multitud de países e instituciones, siendo cada vez más numerosas las publicaciones en las que se analiza la carga de trabajo con esta escala (2,21-26) .
Mostrar más

9 Lee mas

Mulher e trabalho: divisão sexual do trabalho

Mulher e trabalho: divisão sexual do trabalho

participação da mulher em cargos de chefia já é uma realidade no Brasil e no mundo. Como é apontado na tese da Andressa Paula Bauermann, essas mulheres são vítimas de imposições e julgamentos por ocupar posições de poder; ela traz relatos de mulheres em posição de chefia que, em seus discursos, revelam opressões do âmbito familiar, social, de conduta e estilo de vida, derivados de ideais machistas, assim como demonstram a luta e o crescimento feminino nesse campo, com discursos de igualdade entre os gêneros. Na sua tese de doutorado, Bauermann, traz um debate acerca da pseudo igualdade de gênero, na particularidade do ambiente corporativo enquanto uma das entrevistadas afirma que “Não entendo ser uma questão de gênero, uma pessoa não age desta ou daquela maneira por ser homem ou mulher. As pessoas tem personalidades e comportamentos diferentes, independente de gênero”, outra afirma que “Sim, algumas mulheres nos cargos de chefia demonstram virilidade nas atitudes (corpo) e comportamento masculinizado para serem respeitadas”. Logo, inserido no capitalismo podemos observar que,
Mostrar más

8 Lee mas

O trabalho da equipe de enfermagem nos serviços de urgência e emergência: uma revisão

O trabalho da equipe de enfermagem nos serviços de urgência e emergência: uma revisão

Colaboração interprofissional tem sido identificada como uma estratégia para um cuidado mais qualificado, ampliado, efetivo. O interesse nessa temática tem crescido nas últimas décadas, em parte pelo aumento da complexidade do cuidado e pela melhor compreensão dos determinantes do processo saúde-doença. A colaboração interprofissional também tem sido pauta nas discussões das políticas de saúde, a fim de melhorar a qualidade e o acesso aos serviços, na perspectiva de uma atenção à saúde mais contínua e abrangente. Esta tendência em adotar novas formas de organização dos serviços requer, não apenas, a implementação de novas áreas e funções nas estruturas organizacionais existentes, mas também o desenvolvimento de práticas de cuidado compartilhado (MATUDA et al., 2015).
Mostrar más

15 Lee mas

Direitos fundamentais do trabalho

Direitos fundamentais do trabalho

O Ministério Público do Trabalho e a tutela jurisdicional dos direitos fun­ damentais do trabalho no Brasil.... Auditoria-Fiscal do Ministério do Trabalho e Previdência SociaL...[r]

6 Lee mas

O trabalho e o tempo: comentário ao Código do Trabalho

O trabalho e o tempo: comentário ao Código do Trabalho

V. 1. Partindo do princípio interpretativo de que qualquer nomen iuris exprime sem excessivo formalismo ou distanciamento técnico uma certa realidade normativamente relevante, a expressão banco de horas parecia su- gerir a instituição de um mecanismo de fl exibilização do tempo de traba- lho em que trabalhador e empregador ocupariam reciprocamente a posição de credor e de devedor de determinados períodos de trabalho (employer/ employee-friendly working time fl exibility). Nesse contexto, poderia fun- cionar como um expediente que, por um lado, permitiria às empresas au- mentar o tempo de trabalho para além dos períodos normais, adquirindo os trabalhadores um crédito de descanso que poderia ser gozado em períodos de menor actividade, e, por outro, possibilitaria aos trabalhadores uma me- lhor conciliação entre a vida pessoal e profi ssional (art. 59º, n.º 1, alínea b), da CRP) através, designadamente, da obtenção de dispensas de trabalho ou da redução do tempo de trabalho em que aqueles assumiam um débito la- boral que poderia ser utilizado (descontado) posteriormente pela empresa, fora do período normal de trabalho, sem qualquer acréscimo retributivo.
Mostrar más

376 Lee mas

O trabalho, o direito do trabalho e o Protocolo de San Salvador

O trabalho, o direito do trabalho e o Protocolo de San Salvador

Referido artigo aborda os direitos dos trabalha- dores urbanos e rurais em trinta e quatro incisos e um parágrafo. São destacados direitos como a proteção da relação de emprego 2 , indenização, seguro-desemprego (Lei nº 7.998, de 11/01/1990), o fundo de garantia do tem- po de serviço (Lei nº 8.036, de 11/05/1990), salário mí- nimo nacionalmente unifi cado, piso salarial, garantias sa- lariais, gratifi cação natalina (Lei nº 4.090, de 13/07/1962), remuneração de horário extraordinário e noturno, participação nos lucros (Lei nº 10.101, de 19/12/2000), salário-família (Lei nº 4.266, de 03/10/1963), fi xação da duração semanal do trabalho em quarenta e quatro ho- ras, redução da jornada de trabalho nos casos de turno ininterrupto de revezamento, repouso semanal remune- rado (Lei nº 605, de 05/01/1949), direito a férias com remuneração acrescida de um terço, licença à gestante, licença paternidade, proteção do trabalho da mulher, proporcionalidade do aviso prévio 3 , redução dos riscos 2 O inciso I, do artigo 7º, reclama lei complementar inexistente até julho de 2014.
Mostrar más

7 Lee mas

Terceirização e precarização do trabalho

Terceirização e precarização do trabalho

O uso da terceirização consiste no repasse de atividades acessórias da empresa para outros empreendimentos supostamente especializados, prometendo tornar aquelas menores e mais eficientes, cortando gastos e permitindo ao tomador do serviço focar-se em sua atividade principal. A prática ganhou terreno rapidamente e em ritmo constante até hoje, estimando-se que atualmente doze milhões de trabalhadores formais atuam em regime de subcontratação. O tema é regulamentado pela Súmula nº 331 do TST. No entanto, tramita no Senado Federal o Projeto de Lei da Câmara nº 30, de autoria do empresário e ex-deputado Sandro Mabel, que pretende dispor sobre a terceirização e as relações de trabalho dela decorrentes, inovando o ordenamento jurídico pátrio ao legalizar a prática da terceirização também nas chamadas “atividades-fim” do contratante. Ademais, em 2014 o Supremo Tribunal Federal reconheceu Repercussão Geral ao Recurso Extraordinário nº 713.211/MG, interposto por empresários sob o argumento de que a Súmula nº 331 violaria a liberdade de contratar e a livre iniciativa. Por outro lado, é amplamente aventada pelos operadores do direito trabalhista a precarização das condições de laborais trazida pelo instituto, como a excessiva exploração do obreiro, menor remuneração e jornada de trabalho mais longas e penosas, com maior ocorrência de acidentes de trabalho, entre outras mazelas. Diante deste cenário, busca-se estudar as consequências da terceirização nas relações de trabalho e seus efeitos sobre os direitos e garantias dos obreiros.
Mostrar más

90 Lee mas

Desafios do trabalho contemporâneo

Desafios do trabalho contemporâneo

Convenção n. 189 (C- 189) bem como a Recomendação 201 (R- 201) estabelecendo normas para assegurar o trabalho doméstico de forma decente. As discussões realizadas entre os que estavam presentes foram orientadas no sentido de criar regras práticas e de fácil adesão aos países membros, de forma a serem facilmente ratificadas, ao mesmo tempo em que se prezou pela proteção e dignidade dos trabalhadores domésticos. Para garantir maior efetividade, acordou-se ainda que seria acompanhada por uma Recomendação. Todo o esforço destinado para instruir, minuciosamente, a aplicação de tais normas, que seriam incorporadas pelo ordenamento jurídico dos países-membros. A forma de adesão não é taxativa, vez que como os Estados são soberanos e possuem autonomia, o que significa dizer que o estipulado tanto na Convenção quanto na Recomendação, são medidas mínimas, podendo os países irem além, mas nunca aquém. Ademais, deverão ser incorporadas na medida em que sejam compatíveis com a legislação nacional, para não criar normas anticonstitucionais e evitar qualquer conflito entre elas. Além de especificar medidas trabalhistas, o marco principal da Convenção supracitada foi igualar os trabalhadores domésticos aos outros trabalhadores, possibilitando, dentre outras, a liberdade sindical, a regularização das horas trabalhadas e das férias e as condições que regerão o término da relação de trabalho. Tais medidas causaram impactos no sistema juslaboral brasileiro, vez que o Brasil não possuía regramento específico para o trabalho doméstico.
Mostrar más

332 Lee mas

Avaliação da capacidade para o trabalho dos trabalhadores de enfermagem de pronto-socorro

Avaliação da capacidade para o trabalho dos trabalhadores de enfermagem de pronto-socorro

Os elevados percentuais para distúrbios mentais leves (ansiedade e depressão) sinalizam para as cargas psíquicas presentes nos ambientes de trabalho como: ritmo acelerado, atenção constante, pressão pelo tempo exíguo relacionado à complexidade das atividades, entre outras. Geralmente, essas cargas não são percebidas por grande parte dos trabalhadores, o que não demanda ações para eliminá-las ou minimizá-las. Em estudo realizado com 98 trabalhadores de higiene e limpeza de um hospital universitário público, verificou-se que 84,7% dos entrevistados julgavam que o seu ICT quanto à exigência mental era muito bom/bom. Porém, 15,3% dos funcionários relataram possuir distúrbio emocional leve/severo diagnosticado pelo médico (16) . Nesse sentido trabalhadores e gestores precisam estar atentos para a identificação dessas situações.
Mostrar más

10 Lee mas

O trabalho da enfermagem na Estratégia de Saúde da Família

O trabalho da enfermagem na Estratégia de Saúde da Família

O movimento pela Reforma Sanitária surgiu da indignação de setores da sociedade que vêm questionando as iniquidades no atendimento à saúde sobre o dramático quadro do setor no Brasil. Tais questionamentos referem-se às desigualdades de saúde que, apesar de serem um dos traços mais marcantes da situação de saúde do país, além de sistemáticas e relevantes são também evitáveis, injustas e desnecessárias. As primeiras articulações do movimento datam do início da década de 1960, quando foi abortado pelo golpe militar de 1964. O movimento atingiu sua maturidade a partir do fim da década de 1970 e princípio dos anos 1980
Mostrar más

46 Lee mas

Show all 10000 documents...