Gerenciamento de Redes

Top PDF Gerenciamento de Redes:

Uma ferramenta para auxílio no gerenciamento de redes com backbone ATM

Uma ferramenta para auxílio no gerenciamento de redes com backbone ATM

Este trabalho tem como objetivo apresentar uma ferramenta desenvolvida para auxiliar no gerenciamento de redes ATM que integram LANs tradicionais através de um backbone ATM. Inicialmente, será apresentada a especificação da ferramenta chamada de Gerenciamento de Backbone ATM - GBA, que provê geração de relatórios e alarmes sobre objetos coletados das MIBs residentes nos equipamentos ATM através do protocolo SNMP. Com base numa análise de MIBs pradonizadas, é sugerido um conjunto de objetos a serem monitorados e que formam um perfil básico para o gerenciamento de redes locais interligadas através de um backbone ATM. A ferramenta fornece relatórios de desempenho, relatórios de alarmes e um relatório com o inventário dos equipamentos ATM encontrados na rede. Finalmente, é apresentado a implementação de um protótipo da ferramenta, que teve como objetivo aplicar as especificações deste trabalho. A ferramenta pretende ser uma base para testes, além de contribuir para o desenvolvimento de novos trabalhos na área de gerenciamento de redes ATM.
Mostrar más

13 Lee mas

Núcleo multithreaded para agentes de gerenciamento osi: implementação e avaliação de desempenho

Núcleo multithreaded para agentes de gerenciamento osi: implementação e avaliação de desempenho

Este núcleo está atualmente implementado como parte de um Agent Toolkit, o qual tem como objetivo automatizar o processo de desenvolvimento de processos agentes, ficando a cargo do usuário somente a implementação dos comportamentos (behaviours) dos objetos gerenciados. Este Toolkit faz parte de um projeto maior, o qual visa a implementação de uma plataforma OSI de gerenciamento de redes. A implementação da plataforma está sendo desenvolvida para o Solaris 2 (SunOS 5.5). Vários recursos (mutex, semaphore, LWPs, etc.) pertencentes a este ambiente estão sendo utilizados. Toda manipulação de threads está sendo realizada usando a pthreads library [21] de maneira a tornar a implementação compatível com o padrão POSIX P1003.4a.
Mostrar más

16 Lee mas

Uma solução para gerenciamento de sistemas em linux.

Uma solução para gerenciamento de sistemas em linux.

A estação agente é o elemento ativo do sistema de gerenciamento de redes. Os nodos da rede como pontes, hubs, roteadores, dentre outros, têm que p ossuir o agente SNMP para que possam ser monitorados pelas estações gerente. O agente tem a função de receber, processar e responder os pedidos das estações gerente e, às vezes, enviar informações não solicitadas. Um agente deve ter acesso à base de inform ações gerenciadas para poder responder os pedidos feitos pelo gerente, e deve ser notificada de eventos internos para poder gerar informações e enviá -las a um gerente determinado.
Mostrar más

11 Lee mas

INTRODUCCION A LAS REDES

INTRODUCCION A LAS REDES

En términos del modelo OSI, las capas cinco a siete quedan comprendidas en la capa superior (la Capa de Aplicación). Las primeras cuatro capas de ambos modelos son idénticas. Muchos ingenieros de redes consideran todo lo que está por encima de la capa cuatro como “sólo datos”, que van a variar de aplicación a aplicación. Ya que las primeras tres capas son interoperables para los equipos de casi todos los fabricantes, y la capa cuatro trabaja entre todos los anfitriones que usan TCP/IP, y todo lo que está por arriba de la capa cuatro es para aplicaciones específicas, este modelo simplificado funciona bien cuando se construyen o detectan fallas en redes TCP/IP. Una manera de mirar al modelo TCP/IP es pensar en una persona que entrega una carta en un edificio de oficinas. Va a tener que interactuar primero con la calle (capa física), poner atención al tráfico de la misma (capa de enlace), doblar en los lugares correctos para conectarse con otras calles y arribar a la dirección correcta (capa Internet), ir al piso y oficina correcta (capa transporte) y finalmente encontrar el destinatario o recepcionista que puede recibir la carta (capa de aplicación). Una vez entregada la carta, el mensajero queda libre.
Mostrar más

121 Lee mas

UM MODELO PROBABILÍSTICO DE ESTIMATIVA DE TEMPO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

UM MODELO PROBABILÍSTICO DE ESTIMATIVA DE TEMPO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

As redes bayesianas, Bayesian Networks (BN), são (Charniak,1991) uma rede Bayesiana é um gráfico acíclico dirigido, em que cada nó representa uma variável e cada arco uma dependência probabilística, na qual é especificada a probabilidade condicional de cada variável dado seus pais. Cada variável, no modelo é representada por um nó, é uma informação que pode ou não ser controladas pelos stakeholders (Pourret et al, 2008), como variáveis que podem ser observadas ou ainda variáveis que representam ações a serem tomadas. Também existem as variáveis não controláveis
Mostrar más

9 Lee mas

Ramón Martí Escalé Enric Peig Olivé Xavier Perramon Tornil XP049078600020

Ramón Martí Escalé Enric Peig Olivé Xavier Perramon Tornil XP049078600020

Nota Hay detractores acérrimos, así como defensores incondi- cionales de la filosofía best effort, aplicada a las redes y, seguramente, ambos grupos tienen una parte de razón. La red X.25 es un ejemplo casi opuesto a esta filosofía que proporciona a sus usuarios unos niveles de fiabilidad y fle- xibilidad razonablemente elevados, gracias a la utilización de la conmutación de paquetes con circuitos virtuales. De hecho, la historia da la razón a los defensores de la filosofía best effort, puesto que el X.25 actualmente se considera una tecnología casi obsoleta, mientras que el IP está de moda. Las razones deben buscarse, como siempre, en el coste. La filosofía IP permite implementar redes con un coste mínimo: pensad que el TCP sólo pre- cisa implementarse en los terminales de la red, y no enlos nodos de conmutación. Por tanto, los nodos de conmu- tación IP son mucho más simples que los de X.25.
Mostrar más

354 Lee mas

Redes de computadoras – cuarta edicion – tanenbaum

Redes de computadoras – cuarta edicion – tanenbaum

La conectividad doméstica tiene algunas propiedades diferentes a las de otro tipo de redes. Pri- mero, la red y los dispositivos deben ser fáciles de instalar. El autor ha instalado numerosas pie- zas de hardware y software en varias computadoras durante varios años con resultados diferentes. Al realizar una serie de llamadas telefónicas al personal de soporte técnico del proveedor por lo ge- neral recibió respuestas como: 1) Lea el manual; 2) Reinicie la computadora; 3) Elimine todo el hardware y software, excepto los nuestros, y pruebe de nuevo; 4) Descargue de nuestro sitio Web el controlador más reciente y, si todo eso falla, 5) Reformatee el disco duro y reinstale Windows desde el CD-ROM. Decirle al comprador de un refrigerador con capacidad de Internet que descar- gue e instale una nueva versión del sistema operativo del refrigerador, no conduce a tener clientes contentos. Los usuarios de computadoras están acostumbrados a soportar productos que no fun- cionan; los clientes que compran automóviles, televisiones y refrigeradores son mucho menos to- lerantes. Esperan productos que trabajen al 100% desde que se compran.
Mostrar más

914 Lee mas

Modelo general de comunicación Uso de las capas para analizar problemas en un flujo de materiales

Modelo general de comunicación Uso de las capas para analizar problemas en un flujo de materiales

Capa de Internet El propósito de la capa de Internet es enviar paquetes origen desde cualquier red en la internetwork y que estos paquetes lleguen a su destino independientemente de la ruta y de las redes que recorrieron para llegar hasta allí. El protocolo específico que rige esta capa se denomina Protocolo Internet (IP). En esta capa se produce la determinación de la mejor ruta y la conmutación de paquetes. Esto se puede comparar con el sistema postal. Cuando envía una carta por correo, usted no sabe cómo llega a destino (existen varias rutas posibles); lo que le interesa es que la carta llegue.
Mostrar más

11 Lee mas

Gerenciamento de projetos – ação empreendedora em órgãos públicos

Gerenciamento de projetos – ação empreendedora em órgãos públicos

Dentro dos órgãos do citado Governo, vimos que o EGP não foi visto como uma entidade meramente burocrática, pois quando na sua implantação o escritório interveio nas estratégicas para sanar as complicações nos processos de gerenciamento de projetos, portanto, podemos concluir que a unidade teve uma função de mudanças organizacionais. O EGP, também, serviu como um termômetro para mensurar a evolução da maturidade organizacional e como estava sua relação com o uso das ferramentas de gerenciamento de projetos necessários para torná-los mais eficazes e se estava efetivamente diminuindo os fatores de insucesso das implantações.
Mostrar más

18 Lee mas

Redes de Computadoras – 4ta Edición – Andrew S.Tanenbaum_bye_Axedrez

Redes de Computadoras – 4ta Edición – Andrew S.Tanenbaum_bye_Axedrez

La conectividad doméstica tiene algunas propiedades diferentes a las de otro tipo de redes. Pri- mero, la red y los dispositivos deben ser fáciles de instalar. El autor ha instalado numerosas pie- zas de hardware y software en varias computadoras durante varios años con resultados diferentes. Al realizar una serie de llamadas telefónicas al personal de soporte técnico del proveedor por lo ge- neral recibió respuestas como: 1) Lea el manual; 2) Reinicie la computadora; 3) Elimine todo el hardware y software, excepto los nuestros, y pruebe de nuevo; 4) Descargue de nuestro sitio Web el controlador más reciente y, si todo eso falla, 5) Reformatee el disco duro y reinstale Windows desde el CD-ROM. Decirle al comprador de un refrigerador con capacidad de Internet que descar- gue e instale una nueva versión del sistema operativo del refrigerador, no conduce a tener clientes contentos. Los usuarios de computadoras están acostumbrados a soportar productos que no fun- cionan; los clientes que compran automóviles, televisiones y refrigeradores son mucho menos to- lerantes. Esperan productos que trabajen al 100% desde que se compran.
Mostrar más

915 Lee mas

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRACIÓN DE REDES EDUCATIVAS - SIARED

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRACIÓN DE REDES EDUCATIVAS - SIARED

El sub módulo de Junta Directiva es la sección de SIARED donde se listan las juntas directivas con el nombre de las redes educativas que han sido ingresadas al sistema y que se encuentran actualmente activas a nivel nacional. Algunos usuarios solo podrán ver las juntas directivas que le competen.

121 Lee mas

Guía práctica para elaborar proyectos curriculares

Guía práctica para elaborar proyectos curriculares

Tercer Nivel: Los directores(as) de centros y Redes Educativas deben gestionar la programación de aula por parte de las y los docentes, para que el proceso enseñanza-aprendizaje se desarrolle según el DCNEB y el proyecto curricular. Existen buenas prácticas donde docentes del mismo grado o ciclo dentro del centro o de la Red Educativa, planifican de manera conjunta en una tarde las clases de la próxima semana, o una vez por mes o trimestre las clases del próximo periodo. Así se aprovecha del apoyo colegial, se realiza la planificación más eficientemente, y se asegura que cada docente sigue en la ruta acordada entre todos hacia la mejora de la calidad educativa. En los Centros de Educación Básica, particularmente en zonas rurales, existe un número limitado de docentes especializados para impartir las áreas previstas para Tercer Ciclo. Aquí es importante coordinar bien la asignación de áreas a impartir y para mejorar la calidad educativa se recomienda implementar metodologías innovadoras o la complementariedad con las modalidades alternativas.
Mostrar más

82 Lee mas

GUÍA PASO A PASO PARA LA ELABORACIÓN DE PROYECTOS ESPECÍFICOS EN LAS REDES EDUCATIVAS DE HONDURAS

GUÍA PASO A PASO PARA LA ELABORACIÓN DE PROYECTOS ESPECÍFICOS EN LAS REDES EDUCATIVAS DE HONDURAS

 Dinámicas. Las dinámicas permiten que algunos ejercicios se desarrollen de una manera más creativa y por lo tanto más atractiva para el grupo participante . Ejemplo: ¿Cuál es la realidad de nuestra Red? Esto se puede desarrollar a través de una dramatización, dibujo, mapeo de dificultades, entrevistas realizadas en las Redes, etc. Se recomienda que para la elaboración del Plan de Capacitación se desarrollen al menos las tres metodologías presentadas, de esta manera el equipo estará motivado y atento a la capacitación.

30 Lee mas

TítuloA formação dos profissionais que atuam com educação ambiental nosórgãos públicos do Extremo Oeste Paulista/Brasil

TítuloA formação dos profissionais que atuam com educação ambiental nosórgãos públicos do Extremo Oeste Paulista/Brasil

Este artigo tem como objetivo analisar a formação em educação ambiental dos WYVÄZZPVUHPZ X\L H[\HT ULZZH mYLH KH NLZ[qV L LK\JHsqV HTIPLU[HS UVZ }YNqVZ públicos relacionados com essa temática e como eles desenvolvem programas, projetos e/ou práticas socioeducativas ambientais no processo de gestão ambiental. 7HYH V LZ[HILSLJPTLU[V KLZ[H WYVISLTm[PJH H PU]LZ[PNHsqV KL J\UOV X\HSP[H[P]V delimitou-se a uma área territorial localizada no extremo oeste do Estado de São Paulo/ Brasil, denominada, nas políticas ambientais estaduais, como Espigão Divisor Peixe- Aguapeí. Foram consideradas as prefeituras municipais e os órgãos públicos estaduais KLYLMLYvUJPHHTIPLU[HSLTX\H[YVT\UPJxWPVZZLKLKLTPJYVYYLNPLZHKTPUPZ[YH[P]HZ sendo eles Marília, Tupã, Adamantina e Dracena, constituindo, os denominados T\S[PJHZVZ (Z PU]LZ[PNHsLZ WLYTP[PYHT JVUJS\PY X\L LT Z\H THPVYPH VZ }YNqVZ WLZX\PZHKVZ UqV HWYLZLU[HT \TH LK\JHsqV HTIPLU[HS JVTV WYVJLZZV LK\JH[P]V permanente e não buscam a emancipação dos cidadãos e seus colaboradores. Há ]mYPHZWYm[PJHZHTIPLU[HPZHPUKHHKV[HKHZKLMVYTHWVU[\HPZLLZ[HUX\LZWLYKLUKV a essência conceitual da educação ambiental. A educação ambiental no processo de gerenciamento dos órgãos ambientais, em vários casos, está relacionada a um V\V\[YVWYVÄZZPVUHSX\L[LT\TVSOHYTHPZ]VS[HKVWHYHHX\LZ[qVHTIPLU[HSTHPZ WLYZVUPÄJHUKVKVX\LPUZ[P[\JPVUHSPaHUKVHWYm[PJHLTWYLLUKPKH
Mostrar más

17 Lee mas

Gerenciamento de resíduos em escola agrícola: mudança de paradigma

Gerenciamento de resíduos em escola agrícola: mudança de paradigma

No ano de 2010, através da Lei nº 12.305 foi instituída no Brasil a Política Nacional de Resíduos Sólidos, dispondo sobre seus princípios, objetivos e instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas à gestão integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos, incluídos os perigosos, às responsabilidades dos geradores e do poder público e aos instrumentos econômicos aplicáveis. Na gestão e gerenciamento de resíduos sólidos, deve ser observada a seguinte ordem de prioridade: não geração, redução, reutilização, reciclagem, tratamento dos resíduos sólidos e disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos.
Mostrar más

13 Lee mas

Gerenciamento da Integração do Projeto

Gerenciamento da Integração do Projeto

◦ O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para i dentificar, definir, combinar, unificar e coordenar os diversos processos e atividades de gerenciamento de projetos dentro dos grupos de processos de gerenciamento de projetos. ◦ O gerenciamento da integração inclui fazer escolhas sobre alocação de

24 Lee mas

GERENCIAMENTO DE PROJETOS: GERENCIAMENTO COM FERRAMENTAS WEB

GERENCIAMENTO DE PROJETOS: GERENCIAMENTO COM FERRAMENTAS WEB

Embasado no contexto de Gerenciamento de Projetos, destaca-se os recursos existentes para a realização dessa prática. À vista disso, ferramentas de gerenciamento WEB, tem se destacado progressivamente, devido aos seus inúmeros benefícios proporcionado aos seus respectivos usuários. Em um cenário tão delicado e importante para o desenvolvimento, as vantagens das ferramentas WEB são claramente constatadas, visto que, abrandam inúmeros contratempos. Dentre os diversos benefícios dessa prática, destaca-se a organização, lucratividade, praticidade, comunicação, colaboração, coordenação, e principalmente a produtividade. A metodologia utilizada para o desenvolvimento da pesquisa, ocorreu a partir da análise de trabalhos científicos voltados a temáticas, publicados em periódicos. Durante o desenvolvimento, foram abordadas (documentadas) duas elucidações de utilização de ferramentas WEB para a gestão de projetos, que por sua vez, obtiveram sucesso em suas performances. A primeira abordagem, se trata do caso INMANCO, que relata da utilização de um software de gerenciamento eletrônico de documentos, denomiado Project Informations Channel (PIC), desenvolvido pela empresa Information Warehouse Building. A segunda, se trada do caso CATHQUARTER, que envolve uma ferramenta colaborativa de projetos, denominada ProjectsOnline, da empresa Opidis (Formerly Mclaren Software). Findando, concluiu-se que softwares WEB para gestão de projetos, devem ser versáteis conforme ao contexto do projeto em questão. Pois, existe a possibilidade de haverem alterações ou imprevistos significativos no escopo do projeto, cujo a ferramenta utilizada não porte dos recursos para atender as novas mudanças. Ademais, finda-se também que, a gestão se encarrega de ministrar o projeto, a fim de deixa-lo mais rentável e eficiente. Entretanto, independente da gestão, o gerenciamento do projeto não é um fator significativo que remete a qualidade final do produto gerenciado. Portanto, o bom gerenciamento atrelado à uma ferramenta WEB apta ao contexto em que está sendo aplicada, implica diretamente no andamento do mesmo, ou seja, na produtividade.
Mostrar más

5 Lee mas

Uma proposta de arquitetura para ambientes de desenvolvimento distribuído de software

Uma proposta de arquitetura para ambientes de desenvolvimento distribuído de software

Esta seção apresentou o projeto da arquitetura de um ambiente de desenvolvimento de software distribuído. Essa arquitetura é baseada no estilo camadas, sendo composta pelas camadas dinâmica, de aplicação e da infra-estrutura. A camada dinâmica é responsável pelo controle e gerenciamento da configuração do ambiente, bem como dos serviços que podem ser acrescentados ao ambiente em tempo de execução. A camada de aplicação possui um gerenciador de objetos, um gerenciador de workspace e um gerenciador de agentes, contendo também o repositório para armazenamento das informações necessárias ao ambiente. E, a camada da infra-estrutura provê funcionalidades e suporte para as tarefas de nomeação, de persistência e de concorrência e, também, incorpora o canal de comunicação. A comunicação entre as camadas de aplicação e da infra- estrutura se dá através do canal de comunicação, ou seja, este canal é responsável pela comunicação entre os elementos da arquitetura.
Mostrar más

10 Lee mas

O FUTURO DO CARREGAMENTO DE VEÍCULOS ELÉTRICOS COM A TECNOLOGIA V2G

O FUTURO DO CARREGAMENTO DE VEÍCULOS ELÉTRICOS COM A TECNOLOGIA V2G

Devido ao crescente aumento de interesse do mundo com o meio ambiente, com o objetivo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa, a dependência de combustíveis fósseis, melhorar a eficiência energética e mudar para geradoras renováveis e menos poluentes. Os veículos elétricos são energeticamente eficientes e terão papéis importantes em um futuro pouco distante, serão responsáveis por uma diminuição significativa nas emissões de gases de efeito estufa. Os veículos elétricos também possuem benefícios indiretos através da melhoria da operação de sistemas de energia que são dependentes de fontes renováveis. O aumento de fontes renováveis pode ocasionar problemas, como incerteza na geração e falta de reservas de capacidade. Quando conectados a rede os veículos elétricos podem ser aliados às fontes renováveis, reduzindo as perdas do alimentador, tem a capacidade de melhorar o fator e a variação de carga. Tendo em vista um melhor gerenciamento dos recursos elétricos, os veículos elétricos podem ser grandes auxiliares as redes de distribuição de energia por terem a capacidade de armazenar energia e depois devolvê-la para a rede na forma de potência ativa ou reativa, assim pode compensar harmônicos da corrente gerados por equipamentos elétricos não lineares. Aplicação de carregamento de um veículo elétrico utilizando controle e modelagem fuzzy foi implementado neste artigo.
Mostrar más

6 Lee mas

Dispositivos para monitoramento e predição de falhas no gerenciamento de infraestrutura de Datacenter

Dispositivos para monitoramento e predição de falhas no gerenciamento de infraestrutura de Datacenter

A tendência da indústria de hardware em produzir equipamentos como chip, unidades de processamentos e módulos de controle cada vez menores combinado com o aumento do volume da dissipação de calor de dentro das máquinas, tem colaborado substancialmente para o aumento no fluxo de ar quente nos Datacenters através dos equipamentos e servidores aumentando a carga de calor por metro quadrado. [Ashrae05] indica que no período 2000-2004, a carga de calor para servidores de armazenamento dobrou, enquanto no mesmo período, carga térmica para os computadores servidores triplicou. A confiabilidade é métrica crucial na avaliação dos múltiplos modelos e arquiteturas de gerenciamento da infraestrutura de Datacenters presentes na literatura. Segundo [Sahai03], as redes comerciais precisam de uma confiabilidade maior que em operações "best effort" (melhor esforço), técnica comumente utilizada em TI. Grande parte dos problemas nos serviços de TI é decorrente, dentre outras razões, de uma gerência ineficiente das mudanças, da sobrecarga de processamentos e procedimentos mal executados. [Kumbakara08] explorou questões relacionadas a padrões e gerenciamento e afirma que as organizações tornaram- se cada vez mais dependentes de TI. Essa dependência tornou o gerenciamento e a implementação de um ambiente de infraestrutura com a visão de serviços de TI, uma atividade complexa e desafiadora.
Mostrar más

7 Lee mas

Show all 10000 documents...