Gestão da informação e do conhecimento

Top PDF Gestão da informação e do conhecimento:

Gestão da informação e do conhecimento e teoria da complexidade no contexto empresarial: um estudo no setor de comunicação e tecnologia

Gestão da informação e do conhecimento e teoria da complexidade no contexto empresarial: um estudo no setor de comunicação e tecnologia

A ausência de consciência organizacional a respeito da complexidade e a não introdução deste pensamento no cerne da organização – isto é, renegar a complexidade em suas políticas e diretrizes organizacionais que estabelecem a sua missão e determinam suas atividades cotidianas de planejamento e tomadas de decisões – pode levar as organizações a ingressarem em um ciclo de “inteligência cega [que] destrói os conjuntos e as totalidades, isola todos os seus objetos do seu meio ambiente” (Morin, 2005, p. 12), que culmina em uma visão “mutiladora e unidimensional” (Morin, 2005, p. 13). Na prática, por exemplo, uma organização que tem a complexidade, a gestão da informação e do conhecimento longe da sua cultura organizacional pode estar trabalhando sob modelos de gestão em diversas áreas, seja na produção, no financeiro ou no marketing, de forma aparentemente correta e clarificada, onde é possível mensurar dados, informações e conhecimentos sobre as variáveis organizacionais. Porém, se estes dados, informações e conhecimentos não são observados e analisados de maneira integrada e multidimensional, as interpretações da realidade apresentadas pelos mesmos podem ser errôneas e resultar em tomadas de decisão equivocadas.
Mostrar más

16 Lee mas

Núcleo de gestão da informação e inteligência da Escola Superior da Defensoria Pública do Estado da Bahia

Núcleo de gestão da informação e inteligência da Escola Superior da Defensoria Pública do Estado da Bahia

Esta comunicação apresenta o relato de experiência acerca da implementação do Núcleo de Gestão da Informação e Inteligência administrado pela Biblioteca da Defensoria Pública do Estado da Bahia. O Núcleo tem o propósito de corroborar com o estoque informacional, baseando-se na captação do conhecimento tácito dos Defensores Públicos da DPE. Ambiciona-se a inclusão social e preservação da memória dos direitos humanos empregada nas atividades defensoriais desenvolvidas. O maior benefício da criação do Núcleo de Gestão da Informação e Inteligência é proporcionar a disponibilidade de informação adquirida pelos Defensores, de maneira estruturada, a todas as pessoas interessadas nos temas defensoriais apreendidos através de vivências jurídicas, congressos, cursos de capacitação, seminários, workshops, dentre outros. O Núcleo de Gestão da Informação e Inteligência da Biblioteca da DPE constitui importante meio para conectar eficientemente “aqueles que sabem” com aqueles que “necessitam saber” e converter conhecimento pessoal em memória da organização. Para tanto, a proposta desenvolve a coleta, o armazenamento, gerenciamento e disseminação do conhecimento com uma metodologia baseada em modelos dos autores Nonaka e Takeuchi, com o auxílio de adolescentes “menores aprendizes” em cumprimento de medida sócio-educativa da Fundação Cidade Mãe.
Mostrar más

6 Lee mas

Un diálogo entre archivo, conocimento y tecnología

Un diálogo entre archivo, conocimento y tecnología

Neste contexto, a evolução da tecnologia da informação vem reformulando as organizações (SCHUSTER; SILVA FILHO, 2005), e para sobreviver é preciso inovar (SCHUSTER; SILVA FILHO; CALIL, 2005). Novas tecnologias como, por exemplo, os repositórios de dados, vêm sendo fundamentais para a tomada de decisão. Entretanto deve-se realizar um tratamento preliminar profundo que reduza as informações recuperadas e aumentando a qualidade das respostas (SANTOS, 2007). Não basta informatizar a administração e o arquivo, sem realizar um planejamento sobre bases sólidas, vale lembrar que “a informação desorganizada, quando informatizada, continua sendo apenas informação desorganizada” (LOPEZ, 2002, p. 48). Em outras palavras, para a gestão do conhecimento, é preciso garantir a qualidade da informação que circula em meio digital, o que pode ser alcançado através de uma gestão de documentos eficaz.
Mostrar más

8 Lee mas

A relação entre Gestão da Informação e Gestão Documental na Arquivologia: mapeamento do tema em publicações científicas brasileiras

A relação entre Gestão da Informação e Gestão Documental na Arquivologia: mapeamento do tema em publicações científicas brasileiras

Embora os dados sejam o elemento inicial e a matéria prima da informação, não se configuram como tal até o momento em que sejam acionados em busca de resultados concretos, mediante tratamento informacional e interpretação. Os dados estão postos no ambiente organizacional (assim como em todos os lugares da vida), são facilmente estruturáveis, mas permanecem aguardando o momento em que serão recuperados. Numa das acepções referenciadas por Buckland (1991), a informação ocorre no processo comunicacional de conteúdos com o objetivo de produzir algum resultado. Torna-se conhecimento como resultado desse processo, ou da mudança processada no momento em que o receptor acolhe a mensagem transmitida. Neste caso, a informação é ela própria a mudança produzida pela mensagem nesse receptor. Intangível por natureza, tácita, a informação, quando tratada como sinônimo de conhecimento é de difícil gerenciamento. Por fim, a informação como coisa é a transformação da informação em um objeto, pelo registro em um suporte, de onde vem o conceito de documento. Nesse sentido, todos os documentos são informação registrada.
Mostrar más

17 Lee mas

Gestão da informação: o caso das empresas participantes do programa de incubação de empresas da Universidade Federal de Goiás

Gestão da informação: o caso das empresas participantes do programa de incubação de empresas da Universidade Federal de Goiás

O desafio de tornar o seguimento de MPMEs mais robusto têm levado os governos a incentivar novos arranjos sociais para aproximar a universidade e empresas com o fito de promover a transferência do conhecimento e, conseqüentemente, a competitividade das MPMEs. Medeiros et al. (1992) apontam cinco modalidades de arranjos: núcleos de inovação tecnológica, pólos tecnológicos, centros de modernização empresarial e incubadoras de empresas. Esta última categoria é o foco do presente trabalho, devido, principalmente, aos excelentes resultados alcançados. Segundo dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequena Empresas (SEBRAE SP), empresas que passam pelo processo de incubação apresentam uma taxa de mortalidade nos três primeiros anos de 7%, ante os 59% nos negócios em geral.
Mostrar más

19 Lee mas

GESTÃO DO CONHECIMENTO E MODELO SECI: NA PERSPECTIVA DO E-LEARNING

GESTÃO DO CONHECIMENTO E MODELO SECI: NA PERSPECTIVA DO E-LEARNING

Desde o surgimento da informática e da era da informação a maneira como as pessoas trabalham mudou drasticamente. O conhecimento como uma commodity ganhou popularidade e foi por este motivo que a Economia do Conhecimento surgiu. Conhecimento tem características tão diferentes das commodities tradicionais e por isso é tratado de forma diferente. Ele pode ser protegido por leis, patentes, direitos autorais e marcas comerciais. O conhecimento é hoje reconhecido como um dos ativos mais importantes de empresas competitivas. As organizações perceberam que a qualidade de seus produtos e serviços depende do uso eficaz do conhecimento que é criado e compartilhado por seus membros. Por meio da mobilidade global das informações a força de trabalho, o conhecimento e a proficiência podem ser levadas, instantaneamente, a todo o mundo. A geração do conhecimento (1) está fortemente relacionada com as ações desenvolvidas individualmente. Desta forma é importante ressaltar o papel desempenhado pelas organizações que, de uma forma geral, devem estar ligada com as necessidades dos indivíduos. Como resultado, será possível a construção de uma base do conhecimento que não esteja individualizada em cada um de seus colaboradores e sim, disseminada de forma coletiva, em todos os níveis hierárquicos existentes.
Mostrar más

19 Lee mas

A relação entre o mapeamento de processos e a modelização no contexto da gestão do conhecimento: estudo de caso aplicado em uma biblioteca digital

A relação entre o mapeamento de processos e a modelização no contexto da gestão do conhecimento: estudo de caso aplicado em uma biblioteca digital

Tendo em vista o atual contexto informacional, em que há um grande volu- me de informações não estruturadas sendo produzidas indiscriminadamente nas organizações, encontrar a informação certa no momento certo se torna uma tarefa estratégica e financeiramente importante. O mapeamento de pro- cessos é uma atividade que visa apontar os fluxos informacionais de uma or- ganização para proporcionar melhorias no desempenho de atividades. O sis- tema modelado permite recuperar as informações necessárias para execução de tarefas, o que inclui a tomada de decisões, de forma mais eficiente, ou seja, encontrar a informação relevante em tempo hábil. Este estudo se propôs a demonstrar a relação entre o mapeamento de processos e a modelagem ou modelização conceitual e os processos da Gestão do Conhecimento.
Mostrar más

18 Lee mas

Bases teóricas de gestão da informação: das origens aos desafios na sociedade contemporânea

Bases teóricas de gestão da informação: das origens aos desafios na sociedade contemporânea

A gestão da informação enfrenta, ainda, outro desafio, uma vez que muitas organizações apresentam-se de certa forma vinculadas a territórios caracterizados por uma alta densidade de fluxos de interações sociais. Em decorrência, devem ser capazes de se vincular significativamente com esses fluxos para incentivarem a inovação nos respectivos ambientes de negócio. Mas, vale ressaltar também que essa área de gestão deve estar apoiada na visão de mundo que as ideias parecem estar substituindo o capital em sua função geradora de riqueza, sendo que o talento humano tem grande influência nesse contexto organizacional, como afirmou Castells (1994), que pela primeira vez na história, a mente humana é uma força produtiva direta. Em decorrência, as organizações estão buscando competências, uma vez que constituem o conhecimento utilizável em um contexto organizacional e de trabalhos específicos. Nesse sentido, o conceito dessas competências incluem três aspectos principais: uma base de conhecimento teórico resultante do acesso e uso da informação de forma inteligente, uma parte de conhecimento aplicado ao saber fazer e que depende da aplicação do conhecimento teórico e, por último, um espaço de aplicabilidade determinado pelos objetivos que a organização deseja alcançar. A conversão da informação em competência deve ser a missão da gestão da informação em um mercado competitivo que se baseia em uma mescla de conhecimentos teóricos, experiências, capacidades cognitivas, sentido comum, talento para resolver problemas e para agregar valor às interações sociais intensas, enaltecendo o trabalho em equipe e em rede.
Mostrar más

12 Lee mas

TítuloEpistemologia do registro e da organizaçâo do conhecimento no contexto da saúde: o caso do registro do paciente

TítuloEpistemologia do registro e da organizaçâo do conhecimento no contexto da saúde: o caso do registro do paciente

Mesmo que a consolidação das anotações sobre o apontamento da condição de saúde de um sujeito esteja efetivada no prontuário do paciente, o tratamento informa- cional desses documentos ainda está em estado noviço, porquanto, durante muito tempo, tais instrumentos permaneceram sem grande importância, tanto no circuito do campo da saúde, como também noutras searas. De outra parte, no âmbito da Ciência da Informação, da Biblioteconomia e da Arquivologia, o tratamento informacional dessas fontes ainda é demais incipiente. É nesse quadro que este ensaio de pesquisa se insere e busca dialogar com a linguistica textual, a fim de se apropriar de seus elementos no tratamento infor- macional de Prontuário do Paciente. A linguistica textual é um dos ramos da lingüística geral que busca o estudo e a compreensão do texto em sua forma redacional de coesão e coerência, considerando, não mais somente, a palavra, a frase e o período, mas também, o texto em sua plenitude epistemológica e pragmática. Assim, em uma circunstancia de produção, tratamento, organização, recuperação e gestão informacionais para a área de saúde, é fundamental o entendimento do texto, não como unidade isolada de signos, porém, em sua unicidade de construção de sentidos. Nesse âmbito é que o ensaio ora relatado se insere e busca responder ao seguinte questionamento: que aspectos da lingüística textual podem contribuir para a elaboração de mapas conceituais na perspectiva da representação indexal desses documentos, com vistas a uma recuperação de informação com qualidade? O objetivo é mapear os sintagmas, a fim de construir um mapa conceptual correspondente às informações contidas nesses documentos, com o escopo de oferecer possibilidades de recuperação informacional com maior valor agregado.
Mostrar más

16 Lee mas

Identificação de necessidades de informação de usuários na perspectiva da gestão

Identificação de necessidades de informação de usuários na perspectiva da gestão

O planejamento estratégico participativo, consequentemente, dá às pessoas envolvidas a oportunidade de aprenderem sobre como alcançar as fontes de informação disponíveis, usar a informação, o background, a motivação, a orientação profissional e outras características que interessam ao usuário, como os sistemas regulatórios, legais, econômicos, políticos e sociais que circundam o usuário; também as consequências do uso da informação, assim como as demandas de cada pessoa em relação aos eventos da organização e as suas atribuições. Esse aprendizado favorecerá o entendimento temático de acordo com o desempenho das funções e suas necessidades informacionais inerentes. As organizações da era do conhecimento ou organizações baseadas em conhecimento caracterizam-se pelo uso intensivo de informações e conhecimentos. As pessoas precisam estar bem informadas, manter o constante diálogo com colegas, docentes e especialistas para definir e articular suas necessidades de informação.
Mostrar más

15 Lee mas

TítuloInternational Society for Knowledge Organization (ISKO): identificaçâo de redes sociais a partir dos anais de seus eventos (1991 2010)

TítuloInternational Society for Knowledge Organization (ISKO): identificaçâo de redes sociais a partir dos anais de seus eventos (1991 2010)

Nesse contexto, insere-se a International Society for Knowledge Organization (ISKO), enquanto primeira sociedade acadêmica internacional dedicada à teoria e à prática da OC. McIlwaine e Mitchell (2008) sinalizam que apesar de a maioria dos membros da ISKO advirem da área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, a OC não se limita a esse campo e destacam as contribuições interdisciplinares e a confusão sobre o significado de organização do conhecimento e sua relação com outros campos como gestão do conhe- cimento, por exemplo.
Mostrar más

12 Lee mas

La revista Perspectivas em Gestão & Conhecimento (PG&C): Creación, gestión editorial y espectro de temas publicados

La revista Perspectivas em Gestão & Conhecimento (PG&C): Creación, gestión editorial y espectro de temas publicados

Desde a idealização até a divulgação da PG&C, testemunhou-se a predisposição e participação de uma rede acadêmico-profissional. Desta rede, além daquelas instituições já mencionadas, destaca-se a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração (ANPAD), a Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB), a Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento (SBGC), coordenações de programas de pós-graduação nacionais e estrangeiros, dentre outras instituições e pessoas que divulgaram/replicaram mensagens em seus sites e redes sociais (blogs, twitter, orkut, etc.) e, muitas vezes, direcionaram solicitações de informação e sugestões para os e-mails dos membros da Equipe Editorial. Como consequência, as estatísticas de visitas ao site do periódico apontaram, até o mês de maio de 2011 – antes do lançamento do primeiro número -, acessos originados de 22 países 1
Mostrar más

11 Lee mas

Epidemia provocada pelo virus Zika: informacao e conhecimento. Zika virus disease epidemic: information and knowledge. Epidemia de enfermedad causada por el virus de Zika: información y conocimiento

Epidemia provocada pelo virus Zika: informacao e conhecimento. Zika virus disease epidemic: information and knowledge. Epidemia de enfermedad causada por el virus de Zika: información y conocimiento

As condições precárias de vida determinam regimes de susceptibilidade à epidemia; por isso os corpos são afetados de maneira diferente pelos riscos do mosquito ou da transmissão sexual do vírus Zika. Inclusive se submetem de maneira desigual aos efeitos das políticas penais impostas aos corpos: uma mulher grávida e infectada pelo vírus Zika com acesso a métodos seguros de aborto poderá alterar a presunção de que um mosquito provoca igualmente, em todas as mulheres, a “verdade existencial” da precariedade dos corpos. Ou mesmo uma mulher com recursos para terceirizar cuidados e acessar bens sociais básicos como mercadoria (educação, transporte ou saúde) viverá de maneira diferente os deveres de maternagem de uma criança com múltiplas dependências. É o “conhecimento” dessas formas de proteger-se dos efeitos da epidemia que reclamam Joselito e Maria Carolina.
Mostrar más

5 Lee mas

Competencia informacional como recurso emancipatório – estudio de caso con portadores de Diabetes Mellitus

Competencia informacional como recurso emancipatório – estudio de caso con portadores de Diabetes Mellitus

Os conhecimentos e habilidades são desenvolvidos a partir de determinadas atitudes e caracterizam-se, portanto, como elementos constitutivos das competências, que combinados adequadamente formam a competência informacional de um portador de DM. As habilidades, relacionadas ao saber fazer, por exemplo, são inseparáveis da ação, mas exigem domínio de conhecimentos e emprego de atitudes adequadas à sua realização. As atitudes, por sua vez, refletem a predisposição de uma pessoa de agir e reagir, ou uma forma de proceder em função da doença, destacando-se a disciplina, autonomia e responsabilidade pelo seu próprio aprendizado. Conforme a pesquisa apontou (ver Tabela 1), 55% dos entrevistados declararam não dominar todas as informações sobre sua doença e somente 5% participam de programas ou como membros de entidades de apoio aos portadores de DM. Há que se considerar que essas entidades e programas são criados essencialmente para orientar os portadores da patologia no cuidado e monitoramento da doença, independente de sua classe social.
Mostrar más

13 Lee mas

SOCIEDADE DO CONHECIMENTO E MEIO AMBIENTE

SOCIEDADE DO CONHECIMENTO E MEIO AMBIENTE

A rede mundial de computadores (World Wide Web) ocupa grande parte do dia -a-dia das pessoas envolvendo vida particular e profissional, entre email, bate-papo, pesquisas e blogs, surgem a cada instante novas ideias de comunicação, outras são reformuladas. Inventaram-se estilos de ler, escrever e falar, com gírias específicas, símbolos, códigos, ícones, relacionando pessoas de diversas idades, cultura, raça, religião, ora seja em comunidades virtuais abertas e/ou clubes restritos, o importante para muitos é estar plugado, perfazendo a cibercultura. Fica perceptível assim, que as NTICs adentram todos os espaços, inclusive na sala de aula, incitando as estruturas educacionais, impondo um novo pensar “o fazer a escola”, onde, afirma Libâneo (2006), “a escola precisa deixar de ser meramente uma agência transmissora de informação e transforma-se num lugar de análises críticas e produção da informação”, e esta precisa aprender que, lidar com as NTICs possui uma dinâmica diferenciada do uso do quadro branco ou do livro didático.
Mostrar más

402 Lee mas

El periodista como agente de espiral del conocimiento en una organización de turismo

El periodista como agente de espiral del conocimiento en una organización de turismo

Many theorists believe that we live in the age of knowledge. To survive in the global market, large corporations have learned that knowledge management is a strategic and important decision, since it is a precondition for companies considered innovative. In the context of the knowledge economy the journalist has worked increasingly within large companies and often, due to the inherent to professional practices, becomes the thread of knowledge. To understand how these professionals can act effectively in knowledge management was conducted a bibliographic study, followed by a case study to see how the practice of business journalism contributes specifically to the conversion of knowledge in tourism organizations. Will be presented practices, techniques and processes of the journalist and their duties within the company. For data collection was conducted an interview with journalist and manager of communication of the Theme Park Beto Carrero World, to examine whether its practice interferes in knowledge management. O roteiro de entrevista teve como objetivo identificar quais são as atribuições do jornalista em uma empresa, analisando como este profissional contribui para externalização do conhecimento.
Mostrar más

19 Lee mas

Patologia da sequencialidade  Da interpenetração entre estruturas do pensamento e meios de transmissão do conhecimento

Patologia da sequencialidade Da interpenetração entre estruturas do pensamento e meios de transmissão do conhecimento

Este fenómeno de “conversão” vem acrescentar complexidade à esfera do conhecimento. Na medida em que duplica uma função operatória – a função remissiva –, a conversão tende a propiciar uma identificação funcional entre operações psíquicas e estruturas mediais. É aqui, neste domínio, que se pode começar a equacionar um enfraquecimento da diferença entre informação e transmissão, entre conteúdo mediado e mediação. Sobre isso, e ainda que a título especulativo, alerta-nos Niklas Luhmann para a possível regressão da tríade comunicativa Information-Mitteilung- Verstehen, quando sujeita aos mecanismos remissivos das tecnologias computacionais e ao consequente esbatimento da serialidade. Perante uma indiferenciação cognitiva entre informação e transmissão, o autor não deixa de se interrogar sobre as consequências que daí resultam para o próprio conceito de comunicação, uma vez que o fenómeno das operações comunicacionais aparece, em Luhmann, inteiramente subordinado à articulação diferencial entre os elementos da tríade comunicativa. Há “compreensão” quando é introduzida uma linha de demarcação funcional entre “informação” e “transmissão” – e o efeito sistémico dessa inserção potencia o aparecimento da “observação de segunda-ordem” (Luhmann, 2011: 302).
Mostrar más

11 Lee mas

Descargar
			
			
				Descargar PDF

Descargar Descargar PDF

e aos tipos de atores envolvidos; motivações e objetivos; procedimentos e mecanismos; frequência, intensidade e duração, problemas e dificuldades das interações.To- dos esses elementos possibilitam pensar os aspectos que influenciam a escolha do parceiro ou interlocutor para interação em espaços organizacionais, interação, nessa abordagem, pressupõe: “confiança, reputação, qualificação (conhecimento técnico), proximidade, identidade e estabilidade institucional ou financeira” (Albagli & Maciel, 2004, p. 14). Assim, pode-se dizer que o comportamento informacional, no sentido de tro- ca de informação em espaços sociais, implica em tatear aspectos que despertam o sentimento de pertencimen- to entre os integrantes de distintos espaços sociais. Sob esse prisma, as autoras afirmam que “problemas e obstáculos à interação e, particularmente, à cooperação remetem, em grande parte, à dimensão institucional (em sentido amplo) e ao papel do capital social.” (Alba- gli & Maciel, 2004, p. 14).
Mostrar más

11 Lee mas

Gestão democrática da educação: para além do local/regional

Gestão democrática da educação: para além do local/regional

O estudo que empreendemos originou-se de questões suscitadas a partir da legitimação da gestão democrática na Constituição Federal de 1988 (artigo 206, inciso VI), requerida pela sociedade brasileira, como um dos princípios do ensino (Brasil, 1988) incorporado na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB, de 1996, artigo 3º, inciso VIII; artigos 14 e 15 (Brasil, 1996) e sua consequente consideração nas políticas e práticas de gestão democrática no sistema público de educação escolar do extremo sul catarinense – pelo menos deveria acontecer em vista do pacto federativo constitucional – em especial, pelas redes municipais de ensino, que abrangem as escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental, na sua maioria, em comparação com as públicas estaduais, sem nenhum estudo científico significativo, até então. Entre elas, indicamos: que políticas e práticas de gestão se desenvolvem nas escolas municipais do
Mostrar más

15 Lee mas

E-LEARNING: ESTUDO COMPARATIVO DA APREENSÃO DO CONHECIMENTO ENTRE ENFERMEIROS

E-LEARNING: ESTUDO COMPARATIVO DA APREENSÃO DO CONHECIMENTO ENTRE ENFERMEIROS

La fuerza del diseño experimental verdadero, se encuentra en la capacidad de ayudar al investigador y al lector para controlar los efectos de cualquier variable extrínseca, que pueda constituirse en amenaza para la validez interna. Tales variables extrínsecas, pueden ser antecedentes o de intervención. La variable antecedente se da antes del estudio, siendo posible que esta afecte la variable dependiente y confunda los resultados. Es posible que factores tales como: edad, sexo, condiciones socio- económicas sean variables antecedentes de importancia en la investigación, pues tal vez afecten las variables dependientes (14) .
Mostrar más

8 Lee mas

Show all 10000 documents...