INTEGRAÇÃO REGIONAL

Top PDF INTEGRAÇÃO REGIONAL:

POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E O MERCOSUL: INTEGRAÇÃO REGIONAL NO PRIMEIRO GOVERNO LULA (2003 2006)

POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E O MERCOSUL: INTEGRAÇÃO REGIONAL NO PRIMEIRO GOVERNO LULA (2003 2006)

Neste sentido, a integração regional seria empregada como uma estratégia de diversificação de parcerias com as quais o Brasil almejaria extrair benefícios para seu projeto de desenvolvimento (GAZZOLA, 2016, p. 7). Além disso, é importante ressaltar que por mais que o Brasil busque ampliar suas relações alternativas na região há ausência de uma iniciativa de aprofundar o processo de integração sub-regional. Portanto, a posição brasileira é um dos fatores essenciais para os resultados limitados do Mercosul no que diz respeito à imperfeição de sua união aduaneira (MELLO, 2002, p.4). O que move o Mercosul são as relações bilaterais tanto intrabloco como com outros parceiros, o que garante o consenso em negociações prévias desenvolvidas nesse nível. Portanto, defende-se que a institucionalidade do Mercosul é fruto, de um lado, dos princípios da política externa brasileira de soberania e universalismo; e, de outro, da adequação da estrutura intergovernamental aos interesses, de parte das elites, garantidos por ela (SILVA, 2013, p.218).
Mostrar más

7 Lee mas

COLÔMBIA E A INTEGRAÇÃO REGIONAL SUL AMERICANA

COLÔMBIA E A INTEGRAÇÃO REGIONAL SUL AMERICANA

Uma das colunas do novo regionalismo é centrada no que se entende por relações Sul-Sul que nascem com o intuito de contrapor as grandes potências. Segundo Maria Regina Soares de Lima (2005, p. 30), estas são usadas como ³exercícios de metapoder nas questões multilaterais do comércio, pois se entende que as relações entre os países menos desenvolvidos são capazes de formar integração emergente entre as partes´. Ou seja, deve ser acentuada a integração regional. É possível compreender por integração regional os procedimentos de institucionalização de cooperações entre atores estatais ou não estatais que vão agir em prol da resolução dos problemas internos ± podendo ser de cunho econômico, social e até político ± dos países envolvidos.
Mostrar más

7 Lee mas

A integração regional, a estratégia europeia de desenvolvimento e algumas comparações com o Mercosul

A integração regional, a estratégia europeia de desenvolvimento e algumas comparações com o Mercosul

Nesse sentido, respeitadas as alternativas contra-hegemônicas, a globalização e os processos de regionalização são fenômenos sintonizáveis que concorrem para a preservação do sistema capitalista. Assim, no caso europeu, apesar da persistência (não resolução) do “Paradoxo Castells”, mencionado anteriormente neste texto, de que, ao mesmo tempo, a integração europeia é uma reação à globalização e sua mais avançada expressão (CASTELLS apud DALE, 2009, p. 25), nota-se que a Estratégia Europa 2020 reforça a tendência de intensificação da europeização por intermédio do reforço da governança comunitária e intergovernamental. Segundo seus formuladores “será necessário um quadro de governação mais forte que tire partido dos instrumentos existentes (...). A estratégia deve ser articulada em torno de uma abordagem temática e de uma supervisão dos países mais estreita” (Comissão Europeia, 2010, p. 31). O documento não deixa margem a dúvidas: o reforço da governança regional inclui a necessidade de consignar “recomendações de políticas” aos Estados-Membros e, também, censuras para aqueles que se comportarem de modo indevido aos olhos da Comissão Europeia. Segundo a Estratégia Europa 2020,
Mostrar más

12 Lee mas

Integração regional e desenvolvimento na América Latina . Importância das pesquisas sociais

Integração regional e desenvolvimento na América Latina . Importância das pesquisas sociais

Para a Folha de São Paulo (2010), o relatório, que analisa dados de 2007 (ou seja, antes da crise econômica e financeira), revela que os investimentos brutos em pesquisa e [r]

19 Lee mas

Fronteiras da integração

Fronteiras da integração

Este artigo faz uma breve discussão sobre a questão dos conceitos de fronteira na perspectiva de história platina e nas discussões contemporâneas sobre a integração regional. Aborda as limitações do processo integracionista a partir de falsos problemas históricos herdados da época da constituição dos estados nacionais na América do Sul que são constantemente atualizados sem que ocorra o necessário confronto com as condições atuais para a constituição dos blocos econômicos, que, em última instância, permitem transcender para níveis de relacionamento intra-regional re-qualificados.
Mostrar más

1 Lee mas

Uma reflexao sobre o processo de integracao latino-americana

Uma reflexao sobre o processo de integracao latino-americana

RESUMO: Na literatura econômica, o termo integração não possui um significado muito claro e na maioria das vezes, tem tido uso múltiplo e indiscriminado. Devido a isso, surgiu a necessidade de muitos estudiosos se interessarem pelo tema. Para entende- lo, deve-se então, partir de alguns componentes que são considerados substanciais. Nas últimas quatro décadas, a América Latina experimentou quase todos os tipos de integração regional. Apesar dos diferentes contextos político-econômicos, os objetivos perseguidos por estas tentativas foram basicamente os mesmos, isto é, ampliar os mercados, melhorar alocação dos fatores de produção e a infra-estrutura econômica, fomentar a implantação de novas tecnologias, dar maior disciplina à política econômica do governo e por fim, promover o crescimento econômico.
Mostrar más

15 Lee mas

The democratic question in integration: experiences in Latin America

The democratic question in integration: experiences in Latin America

Essa teoria teve utilidade para explicar a formação dos processos de integração, principalmente o europeu (MARIANO & MARIANO, 2002). Segundo Calegari (2009), a teoria neofuncionalista deposita sobre as autoridades centrais a responsabilidade sobre o processo entendendo que suas decisões determinarão o caminho do processo. A autora diz que essa teoria foca na transferência dos poderes nacionais para instâncias internacionais, contribuindo para a integração política. Para isso, Haas (2004) cita a formação de um núcleo funcional, que seriam os atores estratégicos responsáveis pela criação do processo de integração, o governo e elites, principalmente empresariais, econômicas. Porém, apesar das elites envolvidas serem principalmente as econômicas, com interesses no livre comércio entre os países, apenas esse livre comércio não define o processo de integração, sendo necessário uma integração também política entre os Estados. Essas instituições promotoras da integração seriam então de caráter supranacional, ou seja, com poderes acima dos Estados, garantindo a união entre eles para formalizar acordos. Quatro noções básicas são identificadas por Haas para uma integração regional, segundo Mariano & Mariano (2002), sendo elas: I) visando a segurança de uma região, promovendo a união contra um inimigo em comum; II) a cooperação entre os países visando o desenvolvimento econômico; III) intenção de controle de uma nação mais forte sobre seus aliados; IV) vontade de unificação em comunidades mais amplas, por parte das comunidades nacionais.
Mostrar más

7 Lee mas

Integração Social de Atletas de Desporto Adaptado na Modalidade de Atletismo

Integração Social de Atletas de Desporto Adaptado na Modalidade de Atletismo

Resumo: Numa sociedade que busca ser cada vez mais igualitária e justa, o desporto – uma das maiores agências culturais sociais – emerge como um importante catalizador da promoção da igualdade e a inclusão social. No mesmo sentido, as suas modalidades adaptadas contribuem para melhorar significativamente a funcionalidade, a autonomia social e a qualidade de vida das pessoas com incapacidade. Neste sentido, o objetivo principal do presente estudo foi verificar a incidência da prática do atletismo na integração social dos atletas de desporto adaptado. Participaram no estudo 5 atletas pertencentes ao Comité Paralímpico de Portugal, 4 homens e uma mulher, entre 28 e 46 anos (M = 37.20; DP = 7,30). A informação foi recolhida mediante entrevistas semi-estruturadas. A análise de conteúdo manifestou que a participação no desporto adaptado havia incrementado a autonomia e auto-confiança dos atletas, e havia-os ajudado a reconhecer as suas potencialidades, limitações e valores. Igualmente, a sua participação no desporto adaptado havia melhorado a sua integração social ao estimular e facilitar o seu envolvimento autónomo e ativo em distintos âmbitos da vida social.
Mostrar más

23 Lee mas

Conhecer a língua do outro: caminho à integração latinoamericana

Conhecer a língua do outro: caminho à integração latinoamericana

Falar de integração Latinoamericana hoje não pode ser feito de forma unidirecional. Nos tempos do bicentenário das independências no Cone Sul, pensar nos movimentos emancipatórios é pensar em fatores de políticas, sociedade, cultura e, claro, inclusão. Mas o problema real que estamos vivenciando no Cone Sul é uma divisão linguística por falta de conhecimento da língua do outro, neste caso, o português, idioma do país vizinho Brasil.

11 Lee mas

Integração de requisitos orientados ao negócio: apresentação de método e ferramenta

Integração de requisitos orientados ao negócio: apresentação de método e ferramenta

O objetivo desse artigo é apresentar o método iRON (integração de Requisi- tos Orientados ao Negócio), elaborado com a finalidade de estruturar e alinhar a visão de negócio com o processo de produção e gerenciamento de requisitos, e a ferramenta iRON Explorer construída para sua aplicação. O método e a fer- ramenta foram criados no ambiente acadêmico considerando a necessidade de melhorar a compreensão e utilização dos elementos da Engenharia de Requisi- tos dos alunos de graduação e pós-graduação. Esses alunos levaram a técnica à empresas públicas e privadas, o que proporcionou o seu amadurecimento com a participação da academia e mercado. O uso da ferramenta iRON Explorer, no ambiente acadêmico, melhorou o gerenciamento de requisitos, operacionalizan- do a rastreabilidade dos problemas, solução, requisitos do software e regras de negócio. A utilização da ferramenta propiciou a padronização dos artefatos, a avaliação do impacto de mudanças e maior agilidade ao processo.
Mostrar más

10 Lee mas

Um framework para construção de máquinas de execução de consultas relacionais

Um framework para construção de máquinas de execução de consultas relacionais

O acesso integrado a informações publicadas na web permite que sejam oferecidos novos serviços combinando sites, a princípio projetados para funcionamento independente. Suponha, por exemplo, três sites web de supermercados disponibilizando os preços de seus produtos. Um usuário de uma aplicação de integração destes sites poderia submeter uma consulta como esta: “A partir de uma lista inicial de produtos, informar os seus preços em cada um dos três sites de supermercados”. Aplicações como essa envolvem a execução distribuída da consulta com acesso integrado aos três sites.
Mostrar más

12 Lee mas

A Integração energética no Mercosul com base no desenvolvimento e na sustentabilidade

A Integração energética no Mercosul com base no desenvolvimento e na sustentabilidade

profundamente desiguais, nas quais parcelas expressivas das populações estão à margem de processos decisórios de que dependem tanto seu cotidiano quanto seu futuro”, e a integração energética pode ajudar na redução das desigualdades e a promover oportunidades de desenvolvimento social e econômico, com grandes possibilidades de ganhos ambientais. Para alcançar tal intento, Vainer considera que “será indispensável avançar, em primeiro lugar, na constituição de processos de discussão e decisão que, de fato, permitam incorporar de maneira informada representações consistentes da sociedade civil continental. Esse constitui um desafio bem maior que a construção de barragens, usinas ou linhas de transmissão”. 57
Mostrar más

32 Lee mas

UNIPAMPA AAPG STUDENT CHAPTER: INTEGRAÇÃO ENTRE A ACADEMIA E A INDÚSTRIA DO PETRÓLEO

UNIPAMPA AAPG STUDENT CHAPTER: INTEGRAÇÃO ENTRE A ACADEMIA E A INDÚSTRIA DO PETRÓLEO

Os temas abordados abrangeram desde assuntos introdutórios para alunos no início da graduação, como o PLQLFXUVR ³,QWURGXomR D 6LVWHPDV 3HWUROtIHURV´ j FRQWH~GRV PDLV HVSHFtILFRV FRPR RV [r]

6 Lee mas

TítuloInstrumentos de avaliação da integração e da satisfação acadêmica: estudo de validade

TítuloInstrumentos de avaliação da integração e da satisfação acadêmica: estudo de validade

Considerando o objetivo de buscar evidên- cia de validade convergente entre o QVA-r, que se propõe a avaliar a integração acadêmi- ca e o ESEA, cujo objetivo é aferir a satisfação acadêmica, verificou-se que os instrumentos estão medindo construtos similares, uma vez que houve correlação positiva e significativa entre ambos. Destaca-se que as correlações se mantiveram altas e significativas tanto entre os ingressantes, como entre os concluintes, sendo um pouco mais baixas entre os últimos, fato que vale a pena ser explorado em futuras pes- quisas que considerem amostras mais amplas, com cursos e instituições diversificados. Ao lado disso, as análises realizadas com grupos extremos, quando se comparou os grupos com maior pontuação e com menor pontuação nos escores obtidos no QVA-r, verificou-se que diferenças significativas também foram detec- tadas nos resultados do ESEA para esses mes- mos grupos, o que adiciona mais uma evidên- cia de validade ao ESEA. Assim sendo, os estudantes com maior integração conforme identificado pelo QVA-r apresentaram-se mais satisfeitos conforme as pontuações superiores obtidas no ESEA.
Mostrar más

13 Lee mas

Simulando crescimento urbano com integração de fatores naturais, urbanos e institucionais

Simulando crescimento urbano com integração de fatores naturais, urbanos e institucionais

Sendo deste modo, este trabalho quer fazer avançar o conhecimento no campo da configuração urbana e da ecologia de paisagem, para o que propõe um modelo de simulação de crescimento e pretende, resumidamente, o seguinte: a) aproveitar e desenvolver possibilidades dos modelos de centralidade e potencial (Krafta, 1994), capazes de representar a produção do espaço urbano, mediante integração de técnicas de grafos, autômato celular e geocomputação, construindo um modelo dinâmico de simulação de crescimento urbano; b) capacitar a modelagem para a trabalhar em função da teoria urbana, evitando simulações exclusivamente estocásticas; c) incluir num mesmo modelo aspectos das ciências sociais e das ciências ambientais, integrando fatores naturais, urbanos e institucionais, bem como crescimento urbano interno e externo simultâneos e interinfluentes; d) permitir a livre inclusão de variáveis, de modo a oferecer ao usuário a possibilidade de aproximação a diferentes lugares e de delinear os experimentos de simulação conforme seus objetivos e a disponibilidades de dados; e) possibilitar a classificação e a ponderação das variáveis conforme os objetivos da simulação, decidindo interativamente o papel e a importância dessas variáveis na simulação; f) permitir o uso em múltiplos locais ou casos reais, mediante a inclusão de parâmetros de regulagem e recursos de calibração, bem como através da livre inclusão de variáveis, como já mencionado; g) oferecer livre escolha da desagregação espacial, com o tamanho das células, dimensões e proporções da área da simulação decididos em função das características de cada local, dos objetivos de cada experimento, da disponibilidade e tipo das informações e da capacidade computacional disponível; h) facilitar a espacialização das simulações, implementando o modelo em ambiente de SIG – sistema de informações geográficas e disponibilizando seus recursos para representação, entrada de dados, análises espaciais, visualização e arquivamento; i) dar operacionalidade ao modelo em ambiente computacional convencional, permitindo o uso em computadores simples e com sistemas operacionais comumente utilizados.
Mostrar más

24 Lee mas

Eutanasia versus Cuidados Paliativos

Eutanasia versus Cuidados Paliativos

Si nos atenemos a la definición apuntada y a sus elementos constitutivos, vemos que no puede calificarse de eutanasia la sola terapia sintomática en los enfermos[r]

6 Lee mas

Lo que deshumaniza la muerte

Lo que deshumaniza la muerte

Enfrentarse a la propia muerte -o a la de nuestros seres queridos- supone una oportunidad para ejercitar nuestra humanidad, tanto en lo grande como en lo pequeño.. La muerte digna, en [r]

6 Lee mas

LA ÉTICA Y EL HOMBRE

LA ÉTICA Y EL HOMBRE

El antimilitarismo, creciente en sectores también cada vez más amplios de nuestra sociedad, debemos interpretarlo -según me parece- como antibelicismo, es decir, como un adiós a la gue[r]

11 Lee mas

EL PROGRAMA DE TRABAJO

EL PROGRAMA DE TRABAJO

Planear las actividades que se van a realizar permite obtener muy buenos resultados en el trabajo y aumentan las probabilidades de que un trabajador cumpla correctamente con s[r]

20 Lee mas

Show all 10000 documents...