operação de sistemas elétricos

Top PDF operação de sistemas elétricos:

Ressonância e Ferrorressonância em Sistemas Elétricos

Ressonância e Ferrorressonância em Sistemas Elétricos

As indutâncias e capacitâncias dos componentes de um sistema elétrico podem constituir circuitos ressonantes em função de condições particulares de sua operação ou de sua configuração. Geralmente os sistemas elétricos são projetados de forma a evitar estas situações, mas a prática tem mostrado que algumas situações não são identificadas a tempo e o fenômeno ocorre em determinadas situações. Quando o sistema já está em operação e ocorrem falhas nos equipamentos, ou quando o problema é detectado antes que o sistema entre em operação, mas já especificado, é necessária a adoção de alguma medida corretiva para que o problema não se manifeste. As ressonâncias podem envolver a conexão de componentes indutivos e capacitivos em série ou em paralelo, sendo os valores máximos das sobretensões e sobrecorrentes limitados somente pelas resistências dos componentes. A existência de elementos não-lineares, como no caso de transformadores e reatores, facilita a ocorrência de pontos de ressonância na rede elétrica porque estes componentes aumentam a faixa de valores de reatâncias indutivas e capacitivas. Palavras-chave : Ressonância, Ferrorressonância, Sobretensões, Transitórios, ATP/EMTP
Mostrar más

10 Lee mas

Processamento paralelo aplicado à análise de contingências de sistemas elétricos de potência

Processamento paralelo aplicado à análise de contingências de sistemas elétricos de potência

Para que um Sistema Elétrico de Potência (SEP) cumpra a finalidade de atender a demanda segundo critérios de qualidade, segurança e economia, é executado um grande espectro de atividades, envolvendo etapas de planejamento e operação [4]. Grande parte das tarefas envolvidas nessas atividades está relacionada a simulações computacionais do comportamento estático e dinâmico do SEP. Tais simulações têm exigido cada vez mais um maior esforço computacional, devido a diversas razões, dentre elas as elevadas dimensões do SEP e a exigência cada vez maior de modelos mais detalhados para os componentes de rede elétrica.
Mostrar más

9 Lee mas

Análise do desempenho das compensações fixas em sistemas elétricos de potência com ênfase nos bancos capacitores série

Análise do desempenho das compensações fixas em sistemas elétricos de potência com ênfase nos bancos capacitores série

Entretanto, em pesquisas foram demostrados que baixos valores de frequência como no caso do trabalho em 60 Hz o fator de correção acabando sendo muito insignificante, e assim quando a profundidade de penetração é maior que o raio do condutor δ > r esse efeito pelicular acaba que quase não existindo no condutor e assim o 𝑅 𝐶𝐴 = 𝑅 𝐶𝐶 neste valor baixo de frequência (FUCHS, 2015). Vale ressaltar que os valores utilizados de resistência em corrente alternada nos projetos são retirados diretamente das tabelas dos fabricantes e que já vem distribuídos de acordo com as temperaturas de operação. Valores esses que, quando verificados nota-se uma proximidade muito grande entre as resistências de corrente alternada e contínua, sendo essa última um pouco menor.
Mostrar más

93 Lee mas

Análise de eventos em sistemas elétricos de potência em tempo real utilizando sincrofasores e a transformada wavelet discreta

Análise de eventos em sistemas elétricos de potência em tempo real utilizando sincrofasores e a transformada wavelet discreta

Uma das tecnologias que tem se destacado neste contexto de Smart Grids é a dos Sistemas de Medição Sincronizada de Fasores (SMSF). Os SMSF constituem uma das mais recentes tecnologias para o aprimoramento da operação dos sistemas elétricos. São sistemas capazes de realizar a medição direta e simultânea de grandezas elétricas (tensão e corrente) na forma de sincrofasores, ou seja, os fasores são medidos em diversos pontos distantes geograficamente do sistema, sincronizados em uma mesma base de tempo por meio de sinal GPS (Global Positioning System), com taxas de aquisição muito maiores que aquelas utilizadas pelos sistemas EMS/SCADA. Essa característica permite que a dinâmica dos sistemas elétricos seja monitorada (DOTTA et al., 2009b).
Mostrar más

188 Lee mas

Filtragem adaptativa para a estimação da freqüência em sistemas elétricos de potência

Filtragem adaptativa para a estimação da freqüência em sistemas elétricos de potência

Neste contexto, verifica-se a importância da freqüência para o SEP, especialmente se esta não respeitar os limites estabe- lecidos para a sua operação normal. Isto pode acarretar sé- rios problemas ao funcionamento dos equipamentos conecta- dos a rede elétrica, tais como bancos de capacitores, gerado- res, motores e linhas de transmissão, comprometendo desta forma, o equilíbrio do SEP como um todo.

9 Lee mas

Ambiente para Simulação da Operação de Usinas Hidrelétricas

Ambiente para Simulação da Operação de Usinas Hidrelétricas

Os Sistemas Elétricos de Potência (SEP) estão cada vez mais complexos, e na medida que aumentam sua complexidade, aumenta também a necessidade por operadores capacitados. Uma vez que os SEPs estão sendo utilizados perto dos seus limites máximos e um erro pode custar um valor alto com perdas muito grandes, tanto ambientais quanto de equipamentos.

8 Lee mas

Automação e robotização de uma célula de produção de rotores de motores elétricos

Automação e robotização de uma célula de produção de rotores de motores elétricos

Com unidades fabris e escritórios em países como Brasil, Argentina, Estados Unidos, Reino Unido, China, Alemanha entre outros, a WEG é uma empresa brasileira que se destaca mundialmente na fabricação de motores elétricos que variam desde a aplicações domésticas até industriais de grande porte. Hoje em dia, a WEG não atua somente no setor de motores, mas também desenvolve e fabrica soluções completas para automação, transmissão e distribuição de energia, tintas, turbinas e aerogeradores, entre outros. Atualmente a WEG possui ações negociadas no mercado financeiro, onde no último ano recebeu o prêmio de melhor empresa brasileira, devido ao seu bom desempenho mundial, sua visão expansionista e à sua saúde financeira.
Mostrar más

69 Lee mas

Sistema de suporte à operação de redes de acesso de fibra óptica

Sistema de suporte à operação de redes de acesso de fibra óptica

No capítulo anterior foi analisado o actual meio usado por uma operadora de telecomunicações local para gestão e suporte de operações sobre a implementação de uma rede de acesso óptica, tendo-se evidenciado uma série de limitações. Contudo, existem actualmente outros meios que fornecem soluções para o mesmo problema, sendo os meios de software os mais adequados, devido às suas vantagens de automatização e simplificação dos mais variados tipos de tarefas. Através de um estudo das actuais soluções de software para o problema, foi possível encontrar várias ferramentas, sendo que foram seleccionadas apenas as ferramentas com um maior nível de adequação à totalidade do problema, para posterior análise e comparação, de modo a ser completamente compreendido o actual estado da gestão e suporte à operação em redes de acesso ópticas. As diversas ferramentas analisadas destinam-se a organizações e correspondem a soluções profissionais apenas suportadas na sua totalidade no sistema operativo Microsoft Windows. Todas as soluções reúnem o seguinte conjunto de componentes comuns:
Mostrar más

184 Lee mas

Co-operação de tabelas de Hash distribuídas em clusters heterogéneos

Co-operação de tabelas de Hash distribuídas em clusters heterogéneos

armazenamento distribu´ıdo em ambiente cluster; neste contexto, a arquitectura dessas DHTs assume [Abe01] em geral a) um ambiente de execu¸c˜ao fi´avel, b) um n´ umero pequeno (face a padr˜ oes actuais) de n´ os, c) garantias de execu¸c˜ao determin´ısticas e, por vezes, d) certos servi¸cos centralizados. Na sua maioria, as abordagens representam uma evolu¸c˜ao de antecessoras n˜ ao-distribu´ıdas, resumidas na sec¸c˜ ao B.4 do apˆendice B, a ter presente. Conv´em ainda vincar, antes de prosseguir, diferen¸cas fundamentais entre a primeira e uma segunda gera¸c˜ ao de DHTs, mais recente, que emergiu no contexto dos sistemas Peer-to- Peer. Assim, nas DHTs de primeira gera¸c˜ ao, a preocupa¸c˜ao fundamental ´e a rentabiliza¸c˜ao dos recursos de armazenamento dos n´ os: as DHTs tendem a ser criadas com base num conjunto m´ınimo de n´ os e a integra¸c˜ ao/remo¸c˜ ao de n´os na/da DHT ocorre progressiva- mente, ` a medida das necessidades efectivas de armazenamento; este processo, que pode ser autom´ atico ou administrativo, ´e agilizado atrav´es da utiliza¸c˜ao de Hashing Dinˆamico. As DHTs de segunda gera¸c˜ ao seguem uma filosofia de evolu¸c˜ao diferente, suportando a adi¸c˜ ao/remo¸c˜ ao dinˆ amica de n´ os por quest˜ oes que podem ser independentes do arma- zenamento; com efeito, as primeiras abordagens desta gera¸c˜ao foram introduzidas para resolver, essencialmente, problemas de localiza¸c˜ ao distribu´ıda, com base num paradigma de Hashing Consistente, que ´e essencialmente Est´ atico (o n´ umero de bits da fun¸c˜ao de hash ´e elevado, mas basicamente fixo). Em suma, nas DHTs de primeira gera¸c˜ao “´e a DHT que, dinamicamente, procura/liberta n´ os“; nas de segunda “s˜ao os n´os que, dinami- camente, entram/saiem da DHT”, o que pode ocorrer com frequˆencia elevada; esta filosofia diferente, conjugada com ambientes de opera¸c˜ ao ortogonais, distancia as duas gera¸c˜oes.
Mostrar más

287 Lee mas

Análise do levantamento radiométrico durante operação do Reator Argonauta

Análise do levantamento radiométrico durante operação do Reator Argonauta

Desconsiderando os pontos P7 e P9, podem-se observar valores em elevados nos pontos P2 e P3. Na figura 3, pouca discrepância é observada nos pontos de monitoração com o J-9 aberto e fechado. Na figura 5, observam-se pontos de igual e elevada importância quanto às taxas de dose medidas nesses pontos, quando a operação ocorre a 120 min. Especificamente, no ponto P2, a taxa de dose é igual para operações com o J-9 aberto ou fechado.

5 Lee mas

Aplicabilidade da delação premiada: o caso da Operação Sodoma

Aplicabilidade da delação premiada: o caso da Operação Sodoma

A presente monografia buscou analisar a ferramenta processual intitulada delação premiada, que consiste em um meio probatório de obter informações da autoria ou materialidade de algum crime cometido por uma organização criminosa, quer seja pela sua complexidade ou suas diversas ramificações de difícil ou impossível obtenção por outro meio. Isto posto, o tema foi explorado a partir do estudo de outros diplomas legais, a fim de promover uma avaliação crítica e panorâmica desse instituto, para depois aprofundarmos na legislação pátria e, com ela, sua evolução no ordenamento brasileiro. Sob esse aspecto, foi reservado um espaço especial para a Lei n.º 12.850/13, a Lei das Organizações Criminosas, que surge conceituando crime organizado e inclui em sua redação a colaboração premiada, oportunidade que se aprofundou no tema como nenhuma outra lei anterior, e delimitou requisitos e benefícios para sua concessão. Por fim, para exemplificar melhor como é estabelecido de forma prática no contexto brasileiro, foi examinado o caso “Operação Sodoma”, que é responsável por investigar crimes de corrupção praticados por uma organização criminosa no Estado de Mato Grosso, que atualmente se encontra na 5.ª fase de operação. Então, por fim, é concluído o presente trabalho promovendo um paralelo crítico-analítico dessa investigação, com a análise do acórdão do HC 367.156/MT, impetrado pelo ex-governador do Estado, e um dos participantes de maior relevância, cuja prisão e de outros denunciados só se concretizou pela delação de outros 3 participantes, demonstrando tal efetividade desse meio de prova.
Mostrar más

51 Lee mas

O FUTURO DO CARREGAMENTO DE VEÍCULOS ELÉTRICOS COM A TECNOLOGIA V2G

O FUTURO DO CARREGAMENTO DE VEÍCULOS ELÉTRICOS COM A TECNOLOGIA V2G

Os veículos elétricos (VEs) são veículos propulsionados por motores elétricos, sendo estes últimos alimentados pela energia elétrica armazenada em dispositivos de armazenamento de energia, como baterias e supercapacitores. De forma geral, eles podem ser FODVVL¿FDGRV HP WUrV JUXSRV GLVWLQWRV D EDWHULD 9(% KtEULGR 9(+ H KtEULGR SOXJ-in 9(+3 8PD FODVVL¿FDomR PDLV DEUDQJHQWH GHQRPLQDGD YHtculos elétricos plug-in (VEP), é comumente utilizada para englobar os VEBs e VEHPs, pois ambos necessitam conectar-se na rede elétrica para o processo de recarga (Saldanha, 2017)
Mostrar más

6 Lee mas

Marketing Esportivo em um Grupo Fabricante de Componentes Elétricos

Marketing Esportivo em um Grupo Fabricante de Componentes Elétricos

Além desses documentos, informações públicas disponibilizadas pela organização por meio do seu site institucional e páginas em redes sociais (facebook, twitter e youtube) foram t[r]

15 Lee mas

O instituto da delação premiada no combate ao crime de lavagem de dinheiro: breves comparações entre Operação Mãos Limpas e a Operação Lava-jato

O instituto da delação premiada no combate ao crime de lavagem de dinheiro: breves comparações entre Operação Mãos Limpas e a Operação Lava-jato

Outra semelhança foi sobre a estatal de petróleo da Itália, conhecida como AGIP, que coincidentemente foi criada na mesma época que a Petrobrás, no ano de 1953. A AGIP “era uma estatal do ramo do petróleo, com capital 100% público e controlada pelo governo italiano” 131 . A referida estatal começou a ser investigada pela operação Mãos Limpas por suposto desvio de recursos com o intuito de obter financiamento ilegal de partidos políticos. A consequência desse ato foi a privatização da AGIP. Nesse sentido, a Petrobrás também foi investigada por suposto financiamento ilícito de campanhas eleitorais da ex-presidente Dilma Rousseff 132 .
Mostrar más

62 Lee mas

Logística sustentável – a utilização de biodiesel na operação McDonald’s

Logística sustentável – a utilização de biodiesel na operação McDonald’s

Um movimento forte e que há anos muitas empresas utilizam são os movimentos reversos de seus produtos, a chamada logística reversa. Apesar disso, autores como Lau e Wang (2009) apontam que ainda existem diversas barreiras para sua adoção, pelo fato de muitas empresas não entenderem o conceito, pela falta de atenção a políticas de reciclagem, ausência de padrões nos processos e tecnologias, falta de recursos, pessoas e financeiro, e preocupação com questões legais. Estes autores sugerem o PSL como um agente que pode contribuir para a ordenação e organização desse processo dentro de uma empresa, apesar de julgar ser difícil selecionar este tipo de prestador de serviço. Também, sugerem a associação ou aliança estratégica com um grupo de empresas para gerenciar as questões relativa a logística reversa. Para ele ações deste tipo podem reduzir os investimentos das empresas através da escala gerada pela operação e centralização.
Mostrar más

27 Lee mas

Kit de conversão de veículos de combustão em veículos elétricos

Kit de conversão de veículos de combustão em veículos elétricos

Adotando a plataforma já existente do Seat Marbella, vai ser criado um kit de conversão de veículos com motor de combustão interna em veículos elétricos. Este kit será constituído por um motor elétrico assíncrono trifásico, um inversor DC/AC, um conversor DC/DC, e o pack de baterias, para além dos necessários circuitos de controlo. Este tipo de tecnologia já existe no mercado: sendo uma tecnologia fechada não existe grande informação disponível (relativamente aos componentes utilizados), o que conduz a que a margem de evolução seja limitada.
Mostrar más

109 Lee mas

Revestimento de isoladores elétricos utilizando borracha de silicone/alumina trihidratada/nanosílica.

Revestimento de isoladores elétricos utilizando borracha de silicone/alumina trihidratada/nanosílica.

Com a finalidade de melhorar o desempenho elétrico do isolador quando em presença de poluição e névoa salina, este trabalho tem como objetivo desenvolver uma espécie de filme de borracha de silicone (BS) com cargas nanométricas de sílica (nanosílica-NS) e cargas micrométricas de alumina trihidratada (ATH), para revestir a superfície de isoladores elétricos de vidros, a fim de aliar a durabilidade e o menor custo que os isoladores de vidro possui à hidrofobicidade da borracha de silicone. Esta propriedade de repulsividade à água que a borracha de silicone possui é amplamente desejada em materiais como isoladores elétricos, pois dificultam a formação de um caminho para a corrente elétrica. Além disso, investigou-se a dispersão das cargas de ATH/NS na borracha de silicone(BS) e avaliou-se as proporções mássicas das cargas de ATH e NS que resultem em melhor desempenho, relativo a uma menor perda de corrente de fuga, de modo a combater à erosão e apresentar uma melhor resistência ao trilhamento.
Mostrar más

109 Lee mas

Comparação do desempenho de módulos fotovoltaicos após seis anos de operação

Comparação do desempenho de módulos fotovoltaicos após seis anos de operação

Uma inspeção visual posterior permitiu detectar outros fatores potencialmente determinantes de diminuição de desempenho tais como descolamento entre EVA-célula e EVA-vidro, perda de transparência do EVA, entrada de umidade e ar, etc. Finalmente os módulos foram conectados em curto-circuito e instalados de modo a receberem radiação solar como se estivessem em condições de operação. Com o auxílio de uma câmera para radiação infravermelha foram capturadas imagens termográficas que permitem detectar pontos quentes ou desuniformidade na distribuição de temperatura as quais, segundo vários autores (King et al., 2000 e Kengo et al., 2003), podem ser associados ao aumento da resistência série do módulo. RESULTADOS DE ENSAIO E ANÁLISE DE INCERTEZAS
Mostrar más

8 Lee mas

O testemunho como elemento central na produção jornalística: a narrativa de “Operação massacre”

O testemunho como elemento central na produção jornalística: a narrativa de “Operação massacre”

Já na terceira parte, denominada de “A prova”, o autor aborda os desdobramentos da chamada Operação Massacre, uma vez que o fato de terem restado sobreviventes para contar a história e exigir justiça trouxe implicações ao caso. A ênfase dessa última parte sai do âmbito dos testemunhos dos sobreviventes e familiares das vítimas e recai sobre os documentos e os depoimentos oficiais sobre o caso, principalmente no que diz respeito a um sobrevivente: Carlos Livraga. Uma vez que a base desta parte do livro são os depoimentos, estes são transcritos muitas vezes na íntegra, ocupando até seis páginas inteiras. Neste ponto, Walsh (2010, p. 151) aciona o leitor para que chegue às suas próprias conclusões a partir dos depoimentos e passos da investigação, como fica explícito no seguinte trecho:
Mostrar más

13 Lee mas

Mobilidade elétrica: planeamento de postos de carregamento para veículos elétricos no concelho de Lisboa

Mobilidade elétrica: planeamento de postos de carregamento para veículos elétricos no concelho de Lisboa

Atualmente, o Decreto-Lei nº 39/2010 vai na 3ª alteração. Na primeira alteração, Lei n.º 64-B/2011, de 30 de dezembro, foram apenas revogados os incentivos financeiros na aquisição de veículos elétricos. A segunda alteração, Decreto-Lei n.º 170/2012 de 1 de agosto, foi mais abrangente alterando questões relacionadas com a comercialização da eletricidade, operação dos pontos de carregamento e inspeções periódicas aos mesmos. Segundo consta na Resolução do Conselho de Ministros n.º 20/2013 de 10 de abril e na Resolução do Conselho de Ministros 88/2017 de 26 de junho, face ao reduzido número de veículos elétricos introduzidos no mercado, com a correspondente utilização da infraestrutura a situar-se aquém do inicialmente previsto nas metas do Governo, o modelo até então aplicado não se mostrou sustentável para os operadores. Em consequência, houve a necessidade de executar uma análise crítica ao modelo do Programa MOBI.E, onde se identificaram dificuldades de carregamento dos veículos elétricos, constrangimentos financeiros na aquisição de veículos elétricos e alguns aspetos culturais como obstáculos ao desenvolvimento da ME, procedendo-se ao respetivo reequacionamento, tendo sido determinada a prorrogação da fase piloto e reformulado o modelo de negócio procurando a sustentabilidade dos investimentos já realizados.
Mostrar más

165 Lee mas

Show all 10000 documents...