Top PDF Avaliação local da capacidade mecânica de elementos de madeira em edifícios antigos

Avaliação local da capacidade mecânica de elementos de madeira em edifícios antigos

Avaliação local da capacidade mecânica de elementos de madeira em edifícios antigos

Quanto à estimativa das propriedades dos elementos ensaiados in situ, com base nas correlações estabelecidas, parece conseguir-se obter valores aceitáveis para teores de humidade próximos de 12%. Contudo, embora este seja o caminho a seguir, a realidade é que a grande heterogeneidade e variabilidade da madeira ainda não o permite fazer com rigor. Deve assim continuar-se a investigação neste campo, com vista a que um dia seja possível, através de simples ensaios não destrutivos, conseguir estimar in situ as propriedades físico-mecânicas da madeira. Se as condições de serviço dos elementos de madeira forem estimadas com rigor, as opções de intervenção serão certamente diferentes das que atualmente são efetuadas, conseguindo-se desta forma a manutenção das madeiras estruturais por redução do risco de incerteza atualmente presente nas campanhas de inspeção e diagnóstico. Note-se o impacto económico que esta manutenção irá representar, com a eliminação de gastos em recursos desnecessários, revelando- se assim um forte contributo para a sustentabilidade na construção.
Show more

12 Read more

Avaliação, tratamento e consolidação de madeira em edifícios antigos

Avaliação, tratamento e consolidação de madeira em edifícios antigos

Um piso térreo com arcaria em pedra ou abóbada de tijolo, amplo e maioritariamente dedicado ao comércio, descarrega, nas zonas aluvionares, sobre grades e estacas de madeira de Pinho verde, material adequado às condições de humidade do solo. Serve ainda de base para toda a estrutura superior. As grandes paredes mestras de alvenaria de pedra de 1 ou 2 folhas são agora presas, a partir do primeiro piso, a um pórtico tridimensional interior em madeira com a função de solidarizar os diferentes elementos estruturais (Oliveira & Cabrita, 1985). Os elementos de madeira verticais (prumos), horizontais (travessas ou travessanhos), e diagonais (escoras), formam a chamada cruz de Santo André através de ligações precisas. São depois envolvidos em alvenaria de tijolo maciço, fragmentos cerâmicos ou de pedra irregular argamassada de cal, originando os chamados frontais pombalinos. Estes, juntamente com as paredes divisórias de tabiques de madeira com acabamento por fasquiado, extremamente esbeltas e de grande elasticidade (Oliveira & Cabrita, 1985), dão origem às divisões das habitações e conferem um excelente comportamento sísmico ao edifício.
Show more

157 Read more

Avaliação numérica de soluções de reforço para edifícios antigos

Avaliação numérica de soluções de reforço para edifícios antigos

Cada um dos edifícios estudados tem uma planta aproximadamente rectangular, com excepção do edifício E4 localizado do canto a N-W do grupo de edifícios, que possui uma planta de forma aproximadamente trapezoidal. No que diz respeito à geometria em altura, os edifícios E1 e E2 (no quadrante S-E) são constituídos por um piso térreo, dois pisos elevados e um sótão. Os edifícios E3 e E4 são compostos por um piso térreo, três pisos elevados e um sótão. Tal como é típico na Baixa de Coimbra, estes edifícios não têm cave. Nos edifícios da Baixa de Coimbra, a tipologia arquitectónica e as soluções construtivas são variáveis em função das dimensões e da nobreza dos edifícios. Os edifícios residenciais representam a maioria dos edifícios da Baixa de Coimbra e são dotados de esquemas estruturais simples: paredes de alvenaria de pedra, pavimentos e cobertura em estrutura de madeira (ver Fig. 3). Reconhece-se que esta interpretação estrutural simples não é por vezes tão clara, quer pela existência de paredes interiores que passam a ter funções pseudo- resistentes, quer pela existência de elementos em madeira (viga mestra de madeira) embebidos na alvenaria, atravessando todo o edifício.
Show more

21 Read more

CARACTERIZAÇÃO MECÂNICA E CONTRAÇÃO DA MADEIRA DE Sclerolobium paniculatum Vogel CULTIVADO EM UM PLANTIO HOMOGÊNEO SOB DIFERENTES NÍVEIS DE ADUBAÇÃO

CARACTERIZAÇÃO MECÂNICA E CONTRAÇÃO DA MADEIRA DE Sclerolobium paniculatum Vogel CULTIVADO EM UM PLANTIO HOMOGÊNEO SOB DIFERENTES NÍVEIS DE ADUBAÇÃO

Observa-se, pela Tabela 9, não haver relação entre a aplicação de fósforo e as contrações da madeira de Sclerolobium paniculatum. O tratamento T4 apresentou valores médios intermediários (7,38% de contração tangencial, 2,67% de contração radial e 10,50% de contração volumétrica) contra valores máximos (contração tangencial de 7,53% para o tratamento T3, contração radial 3,56% e contração volumétrica de 11,54%) para o tratamento T2. A contração volumétrica média foi de 10,90%, caracterizando a madeira como de baixa contração, segundo o IPT (1985). A razão entre a contração tangencial e radial (T/R) indica a tendência da madeira apresentar defeitos relacionados a sua secagem (Oliveira e Silva, 2003; Scavanaca Junior e Garcia, 2004). A madeira de Sclerolobium paniculatum apresentou uma média para a relação T/R de 2,25 e amplitude de 1,99 a 2,76 para os tratamentos T1 e T4 respectivamente. Não foram observadas diferenças significativas entre as médias de contração da madeira de Sclerolobium paniculatum (Tabela 8).
Show more

9 Read more

Reabilitação sustentável de edifícios antigos : contribuição para os edifícios de balanço energético nulo (nZEB) e otimização do nível de sustentabilidade

Reabilitação sustentável de edifícios antigos : contribuição para os edifícios de balanço energético nulo (nZEB) e otimização do nível de sustentabilidade

Com a melhoria das condições de vida da sociedade, assistiu-se a um aumento do consumo de recursos naturais e principalmente um aumento do consumo dos recursos energéticos. Como a maioria dos estados membros da União Europeia se encontra dependente energeticamente de outros países, surgiram Diretivas Europeias que devem ser adotadas pelos estados membros com o objetivo de controlar as necessidades energéticas. Foi publicada em 2002 a EPBD (Energy Performance of Buildings Directive), sendo posteriormente atualizada em 2010. A EPBD foi transposta para a realidade portuguesa através da implementação do SCE - Decreto-Lei n.º 78/2006 - Sistema de Certificação Energética (SCE, 2006), RSECE - Decreto-Lei n.º 79/2006 – Regulamento dos Sistemas Energéticos e de Climatização dos Edifícios (RSECE, 2006) e RCCTE - Decreto-Lei n.º 80/2006 – Regulamento das Características de Conforto Térmico de Edifícios (RCCTE, 2006).
Show more

16 Read more

Avaliação de Sustentabilidade: Eficiência Energética em Edifícios de uma Universidade Comunitária

Avaliação de Sustentabilidade: Eficiência Energética em Edifícios de uma Universidade Comunitária

Esta pesquisa tem como objetivo analisar o grau de sustentabilidade de um edifício em uma universidade comunitária (objeto de análise), direcionando-se à sua eficiência energética. Portanto, visa contribuir para a literatura, ao dar base para a aplicação do sistema SICOGEA em outros edifícios e contribuir para a consolidação de um sistema de gestão ambiental eficaz e consistente. A pesquisa pode ser classificada quanto aos procedimentos técnicos como estudo de caso. Referente aos objetivos é descritiva, com abordagem qualitativa. Para a fundamentação da pesquisa, utilizou-se da literatura referente à gestão ambiental e avaliação da sustentabilidade de edifícios. Quanto aos resultados encontrados, o índice global de sustentabilidade da universidade foi de 48%, o que pode ser considerado regular, ou seja, que visa atender somente à legislação. Por isso, acredita-se que a instituição pode realizar melhorias com vistas a alcançar um índice mais eficiente. Ao levar em consideração os itens deficitários, sugerem-se as seguintes ações: introduzir licitação sustentável; empenhar-se para a obtenção de selos e certificações; buscar evitar multas e indenizações ambientais; e aplicar auditoria ambiental. Entretanto, esclarece-se que essas são sugestões que devem ser levadas em consideração juntamente com questões financeiras e dentro do planejamento da instituição. A análise de sua sustentabilidade financeira foi considerada boa e idealiza-se que permaneça.
Show more

10 Read more

Análise de risco e retorno no estudo da viabilidade econômica e financeira para a implantação de uma oficina mecânica especializada em veículos antigos na cidade de Lajeado/RS

Análise de risco e retorno no estudo da viabilidade econômica e financeira para a implantação de uma oficina mecânica especializada em veículos antigos na cidade de Lajeado/RS

O item 2 – Licença Ambiental foi verificado junto à SEMA, que forneceu os documentos e taxas necessárias para a emissão da licença. Considerando que possam haver alterações nas exigências da Secretaria, considerou-se o valor máximo para esta licença: R$ 1.270,00. Para o item 3 – PPCI, foi realizado orçamento com uma empresa de extintores da cidade de Lajeado, considerando que serão 30m² de oficina, mas o plano precisa ser completo, por causa do tipo de atividade. Após a conclusão do PPCI, é realizada a vistoria pelo Corpo de Bombeiros e, estando em conformidade, é emitido o Alvará de Funcionamento, cujos custos estão descritos no item 4 da Tabela 03.
Show more

70 Read more

Avaliação da sustentabilidade de soluções de reabilitação para a envolvente exterior de edifícios de habitação

Avaliação da sustentabilidade de soluções de reabilitação para a envolvente exterior de edifícios de habitação

O conceito de reabilitação de uma construção surge invariavelmente ligado ao conceito de utilidade dessa construção. Segundo os Comités 116 (Terminology and Notation) e 364 (Rehabilitation) ambos do American Concrete Institute, a reabilitação consiste “na reparação ou modificação de uma estrutura, de modo a obter um determinado tipo de utilidade” (Coias, 2007). Quando se trata de construções com valor histórico, a definição ganha uma dimensão de salvaguarda. Segundo o Secretary of Interior’s Standards for Rehabilitation, ou o California Historical Building Code dos Estados Unidos, a reabilitação é o “ato ou processo de possibilitar um uso eficiente e compatível de uma propriedade, edifício ou estrutura, através de reparações, alterações e acrescentos, preservando, ao mesmo tempo, as partes ou características que traduzem o seu valor histórico, cultural ou arquitetónico” (Coias, 2007). A reabilitação de edifícios, nomeadamente da sua envolvente vertical, é uma atitude cultural no sentido de preservação de uma memória, em particular da evolução das cidades e da sua vivência, e uma forma de evitar a degradação do aspeto dos centros urbanos. Adicionalmente, evitam-se a criação de resíduos resultantes da construção e demolição, assim como se atualiza o nível de conforto dos edifícios e o seu aspeto arquitetónico.
Show more

165 Read more

Avaliação da Capacidade de Adsorção da Borra de Café e da Casca de Café na Remoção de 2,4-D em Amostras de Água

Avaliação da Capacidade de Adsorção da Borra de Café e da Casca de Café na Remoção de 2,4-D em Amostras de Água

A contaminação dos mananciais utilizados para abastecimento por compostos micro poluentes é uma dificuldade que os tratamentos de água convencionais não resolvem de maneira eficaz. O ácido 2,4-Diclorofenóxiacético (2,4-D) é um agrotóxico microcontaminante de mananciais, que possui alta toxicidade para o ecossistema aquático e para seres humanos, sendo necessária sua remoção desse ambiente. O método mais utilizado para a remoção desses compostos é a adsorção em carvão ativado, em que as moléculas da substância interagem com grupamentos presentes na superfície do carvão, de modo que, após filtração, o composto é removido do meio aquoso em que se encontrava. Na tentativa de se desenvolverem novos materiais para a remoção do 2,4-D por adsorção, a borra e a casca de café, in natura e carbonizadas, foram utilizadas em estudos de adsorção, por serem materiais grande disponibilidade em nosso país e que competiriam com o carvão ativado por terem um menor custo de obtenção. Este estudo avaliou as características superficiais desses materiais por análise de Área Superficial Específica (BET), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Termogravimetria (TG) e Ponto de Carga Zero (PCZ). Foram realizados estudos para se determinar o tempo de equilíbrio e a massa de adsorvente a ser utilizada, porém não foi possível determinar qualquer adsorção de 2,4-D utilizando a borra e a casca de café in natura. Assim, os estudos de adsorção variando-se a concentração inicial de 2,4-D e o pH da solução, foram conduzidos apenas para o carvão ativado (CA), para borra (BC) e casca (CC) de café carbonizadas. Às isotermas, geradas a partir dos estudos de adsorção, foram aplicados os modelos de Langmuir e Freundlich, para a obtenção de parâmetros de descrição do processo de adsorção. No geral, BC apresentou maior adsorção em relação a CC, apresentando valores de q A MÁX de 23,4 e 4,4 mg/g, respectivamente.
Show more

76 Read more

Avaliação da capacidade antioxidante e compostos fenólicos em diferentes estádios de maturação da grumixama (Eugenia brasiliensis Lamarck)

Avaliação da capacidade antioxidante e compostos fenólicos em diferentes estádios de maturação da grumixama (Eugenia brasiliensis Lamarck)

As amostras dos frutos de grumixama foram coletadas nos municípios de Florianópolis (latitude 27° 35‘ 48‖, longitude 48° 32‘ 57‖) – região A e São Ludgero (latitude 28° 19‘ 33‖, longitude 49° 10‘ 36‖) – região B, Santa Catarina, Brasil, durante os meses de novembro e dezembro de 2014, em árvores sadias, apresentando frutos em diferentes estádios de maturação. Massas de 100 g de frutos sadios foram coletados para cada estádio, totalizando 3 estádios de maturação (inicial, intermediário e totalmente maduro) em um mesmo momento de coleta. Os estádios de maturação podem ser observados na Figura 2.1. Os frutos coletados foram transportados ao Laboratório de Química de Alimentos da UFSC em caixas isotérmicas refrigeradas. No laboratório foram higienizados com água potável, seguidos de lavagem com água desionizada, drenados e dispostos em embalagens de polietileno, tendo atmosfera modificada com nitrogênio gasoso, seladas hermeticamente e mantidas à -18 ± 2°C em freezer (Consul, modelo CV1U66BNA, SC, Brasil) até o momento das análises. No momento das análises as amostras ainda congeladas foram despolpadas (epicarpo e mesocarpo) manualmente e trituradas em moinho de bancada (IKA modelo A49, São Paulo, Brasil), para posteriormente serem analisadas imediatamente de acordo com os métodos propostos a seguir.
Show more

133 Read more

A inserção de elementos contemporâneos em edifícios coloniais da cidade de Goiás : um estudo de caso

A inserção de elementos contemporâneos em edifícios coloniais da cidade de Goiás : um estudo de caso

Os primeiros anos são de uma atividade febril. Pouco depois de seu retorno, Bueno funda solenemente o primeiro arraial, o arraial de Sant’Anna. Entre morros, numa quebrada nos sopé da Serra Dourada, muito próximo das nascentes do Rio Vermelho, a nova povoação – que deveria converter-se doze anos depois em vila e tornar-se Capital -, geograficamente se encontra deslocada, como centro de operações no território goiano, e climaticamente exposta aos rigores de uma insolação concentrada, sem ventilação. Mas a urgência do momento não admite dilações. Há ouro e água, isso basta. Este será o critério com que irão surgindo os demais arraiais. (PALACIN, 1976, p. 33)
Show more

60 Read more

Avaliação económica de soluções e iInstalações para a eficiência energética em edifícios

Avaliação económica de soluções e iInstalações para a eficiência energética em edifícios

Em parceria com um conjunto de características mínimas exigidas das propriedades térmicas da envolvente, pretendia-se minimizar as situações patológicas nos elementos de construção, tendo em vista o aumento da sua durabilidade, satisfazendo as exigências de conforto, sem o dispêndio excessivo de energia [10]. Mais tarde, para assegurar a transposição da diretiva europeia n.º2010/31/EU, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 19 de maio de 2010, surgiu o Decreto-Lei n.º118/2013 de 20 de Agosto, que também serviu para a revisão da legislação nacional, que se resume em melhorias ao nível da sistematização e âmbito de aplicação, aglutinando, num só diploma, o Sistema de Certificação Energética dos Edifícios (SCE), o Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Habitação (REH) e o Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS), sendo os últimos dois, parte integrante do primeiro [9]. Esta versão da legislação nacional, em vigor desde 30 de novembro de 2013, mantem os objetivos do RCCTE e promove a harmonização concetual e terminológica, a facilidade de interpretação por parte dos destinatários das normas e a separação clara do âmbito de aplicação do REH e do RECS, passando o primeiro a incidir, exclusivamente, sobre os edifícios de habitação, e o segundo, sobre os edifícios de comércio e serviços. Para além desta divisão, são ainda definidos princípios gerais, concretizados em requisitos específicos para edifícios novos, edifícios sujeitos a grande intervenção e edifícios existentes [10]
Show more

180 Read more

Avaliação da capacidade de perceber, expressar e valorizar emoções nas crianças em idade pré-escolar

Avaliação da capacidade de perceber, expressar e valorizar emoções nas crianças em idade pré-escolar

Ávila e Cárdenas (2015) referem existir a necessidade de uma intervenção precoce e apropriada com o propósito de melhorar as relações entre pares. É neste sentido que surgiu esta investigação com o objetivo de incentivar o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças através da implementação de uma estratégia na sala de aula que recorre aos contos infantis e música, sendo estas alternativas adequadas para a idade, para as necessidades de movimento, de modo a tentarem outras formas de comunicação (através do corpo). É uma investigação qualitativa que se baseou, principalmente, nas emoções através do conto de histórias e da música. A amostra foi composta por 25 crianças. Foi proposto a criação de espaços de leitura de contos infantis sobre emoções e a partir disso, dialogar, refletir e criar músicas que reflita a experiência. As reflexões e as criações das músicas obtidas mostraram a capacidade do grupo para se expressar e se divertirem aprendendo. As conclusões indicaram que as crianças adquiriram capacidades emocionais através das experiências do dia-a-dia e que se colocarem essas capacidades em prática, irão constituir o suporte para o
Show more

112 Read more

Potencialidades da termografia para o diagnóstico de patologias em edifícios

Potencialidades da termografia para o diagnóstico de patologias em edifícios

como o risco de condensações superficiais e aparecimento de bolor. Foi introduzido um fator quantitativo, o fator de incidência de ponte térmica, de forma a avaliar de maneira simples e eficaz o efeito de pontes térmicas. Este fator depende da temperatura do ar interior e temperatura superficial interior da parede. Os resultados da termografia foram comparados com os dados obtidos por medidores de fluxo de calor realizados em laboratório, onde foi possível monitorizar as condições de fronteira, mantendo as condições estacionárias da ponte térmica gerada numa janela da ligação entre o vidro e a estrutura (Fig.2.27). Foram analisadas duas pontes térmicas verificando o efeito do isolamento numa viga de piso e onde se concluiu que o fator de incidência de ponte térmica descreve corretamente a dispersão de uma singularidade, quantificando o resultado da correção da ponte térmica. Na Fig.2.28 ilustra-se um exemplo de um termograma de uma viga não isolada e a temperatura ao longo de uma linha imaginária [46].
Show more

159 Read more

Metodologia de avaliação da sustentabilidade económica de edifícios com base no ciclo de vida

Metodologia de avaliação da sustentabilidade económica de edifícios com base no ciclo de vida

Embora se verifique atualmente uma crescente preocupação com a qualidade das construções, o parque imobiliário português apresenta problemas de degradação física e funcional, em parte derivados de um deficiente processo de construção – entendido como o período de tempo desde a planificação até à conclusão da obra. Nesta fase do ciclo de vida do edifício aparecem as primeiras variáveis que irão influenciar o tempo de vida útil das edificações, como por exemplo: o programa de usos para o qual foi projetado; as soluções construtivas adotadas; os materiais utilizados ou o funcionamento estrutural (Gaspar, 2002). Particularidades como estas, assim como as ações a efetuar durante o período de utilização do edifício, como o investimento feito na sua conservação e manutenção, tornam muito difícil o trabalho de avaliar a durabilidade. Nesta perspetiva surge o primeiro contacto com o conceito de vida útil – quantificação temporal de durabilidade enquanto qualidade dos edifícios, determinada pela combinação de variáveis num determinado contexto.
Show more

213 Read more

Avaliação formativa em um curso introdutório de Mecânica clássica: um estudo de caso

Avaliação formativa em um curso introdutório de Mecânica clássica: um estudo de caso

Sem dúvida, o modo como as avaliações foram aplicadas – prova 1.1, 1.2 e 1.3 – levaram D a buscar sua evolução. Ainda que ele estivesse matriculado como aluno especial em um curso de pós-graduação, o que implicaria em sua mobilização, no sentido empregado por Bernard Charlot (2000, p. 54), podemos ponderar que a conquista de uma nota baixa no início da disciplina, na prova 1.1, por exemplo – fato que veio a ocorrer – poderia levá-lo ao fracasso total, talvez, levando-o à saída do curso. Entretanto, como o sistema avaliativo empregado pelo professor da disciplina foi diferenciado – não apenas somativo, mas formativo (ainda que empregado de maneira intuitiva por parte do docente) – D demonstrou estar empenhado, durante todo o processo, na melhoria de suas notas, como podemos observar na tabela 1.
Show more

18 Read more

Eikós e a representação da verossimilhança : o espaço ficcional em textos gregos antigos

Eikós e a representação da verossimilhança : o espaço ficcional em textos gregos antigos

Que os clássicos foram e são eternas fontes de inspiração e até mesmo tomados como ‘meta’, a história nunca nos deixou negar, porém, em alguns momentos, essa devoção se deu de forma tão fanática que certas obras ou autores se tornaram pura idolatria. Assim ocorreu com muitos antigos que, durante um certo tempo, buscavam imitar o gênero ático da oratória, reconhecido como o mais sublime dentre todos. Outro movimento que ocorreu de forma mais excessiva foi o dos ciceronianos. Reconhecendo Cícero, o orador e político da Roma do primeiro século, como “a imagem da eloquência mais excelente”, estes estudiosos tomam-no como o único verdadeiro modelo que deve ser imitado, desde seus recursos retóricos ao seu vocabulário latino pessoal. Inserido nesse momento, já no séc. XV, está Erasmo, que apresentou extensas críticas a esse pensamento e a tantos outros que surgiram nesse momento. Sobre esse tema ele escreveu o Diálogo Ciceroniano, que critica fortemente o personagem ciceroniano 256 Nosópono e todo o radicalismo de léxico e de conteúdo a que os ciceronianos se prendem ao extremo; e aborda-o de forma irônica, denominando os ciceronianos como portadores de um mal com “um tipo de demência que não toma toda a mente, mas afeta somente uma parte do espírito, porém de forma violenta” (Diálogo Ciceroniano p. 3 ) . Erasmo apresenta o problema de adaptação dos ciceronianos, cristãos e católicos, que ‘tentam’ adequar o discurso religioso ao vocabulário latino de Cícero. É a divinização de Cícero, como ele coloca, e que ele critica, pelo fato de quererem colocar matéria cristã em “léxico ciceroniano”.
Show more

133 Read more

Avaliação da capacidade de compostos de acácia para substituição da casca de pinheiro na formulação de substratos

Avaliação da capacidade de compostos de acácia para substituição da casca de pinheiro na formulação de substratos

O método usado para determinar a matéria orgânica total do solo consistiu em dosear o carbono orgânico total e multiplicar o valor que lhe corresponde por 1,724 (este fator foi estabelecido admitindo que a matéria orgânica contém aproximadamente 58% de carbono). O procedimento prático consistiu em colocar 0,5 g de amostra de solo num erlenmeyer de 250 ml, ao qual se adicionou 20 ml de solução de dicromato de sódio (Na 2 Cr 2 O 7 . 2 H 2 O) 0,4M, misturando-se solo-solução. Em seguida, ferveu-se a solução moderadamente durante duas horas sobre a placa elétrica. Depois de arrefecer adicionaram-se 100 ml água destilada. Juntaram-se depois 4 ml de solução indicadora de oxidação-redução e titulou-se o excesso de dicromato com a solução de solução de sulfato de ferro amoniacal (Sal de Mohr) 0,4 N (a solução que de início tem uma coloração castanho escuro, passa a azul escuro acinzentado, e ao aproximar-se o final da reação toma um coloração azul esverdeado, sendo o ponto final marcado pelo aparecimento dum verde esmeralda). Registou-se o volume (V) de sal de mohr gasto.
Show more

61 Read more

Sistemas inteligentes para melhoria da eficiência energética em edifícios

Sistemas inteligentes para melhoria da eficiência energética em edifícios

Quanto ao armazenamento dedicado apenas à energia fotovoltaica, a ABB apresenta soluções viáveis como o REACT-3.6/4.6-TL que já inclui o inversor e as baterias de iões de lítio, cujo ciclo de vida pode ir até 10 anos [24]. Recentemente foram desenvolvidas algumas soluções mais flexíveis para o armazenamento de energia, como as apresentadas pela PowerVault [25] e Tesla [26], que são capazes de armazenar tanto a energia proveniente dos painéis como da REE sem ocupar uma área considerável. Este é capaz de armazenar cerca de dois terços da energia que a maioria das pessoas utiliza num dia, ocupando o espaço equivalente a uma máquina de lavar loiça [27].
Show more

146 Read more

Avaliação da capacidade para o trabalho dos trabalhadores de enfermagem de pronto-socorro

Avaliação da capacidade para o trabalho dos trabalhadores de enfermagem de pronto-socorro

Sendo assim, o interesse deste estudo sobre a capacidade para o trabalho dos profissionais de enfermagem de Pronto Socorro (PS) em particular, se deve ao fato de que o PS é considerado um ambiente com características peculiares, ou seja, um setor que exige atenção e se caracteriza pela tensão, mesclando trabalho físico e mental, características avaliadas pelo ICT. A identificação de efeitos danosos do trabalho e de limitações funcionais dos trabalhadores poderá contribuir para o conhecimento da enfermagem na área da saúde do trabalhador, podendo favorecer a transformação das práticas dos gestores e trabalhadores a fim de promover saúde. Aliado a isso, a identificação de redução da capacidade para o trabalho é um importante indicador que auxilia os gestores e os trabalhadores na adoção de medidas de promoção, de prevenção de agravos à saúde e do absenteísmo/doença.
Show more

10 Read more

Show all 10000 documents...