PDF superior Caracterização e conservação do Parque Nacional do Iguaçu, Brasil

Caracterização e conservação do Parque Nacional do Iguaçu, Brasil

Caracterização e conservação do Parque Nacional do Iguaçu, Brasil

Globally, it is safe to affirm that humans are increasingly aware of their contribution to worldwide alterations. As a matter of fact, landscape changes are increasingly fast and impact everything living in the system, including ourselves. While charismatic wildlife receives lots of attention and research efforts, the less charismatic soil is however where it all begins. Only recently have we started to look at soil as a living organism. Clearly, we have not started to treat it with the respect it requires to thrive. As Primavesi (2006) relevantly stressed, deforestation replaces forest cover with sugar cane or soy crops, causing a lot of water evaporation as wind freely brooms over the naked fields. Moreover, exposed soils are compacted with the use of heavy machinery and are hotter than soils that benefit from the shade and cool air of the forest. A living soil creates a thriving ecosystem. Soil organisms’ activity has extensively been used as a shortcut to assess ecological integrity in a wide range of environmental issues. How do soil’s microorganisms respond to habitat changes? In order to look at this research question, we applied a method that was poorly used in Brazil, i.e. the bait lamina probes (Von Törne, 1990). Bait-lamina are perforated plastic sticks in which minuscule apertures are filled with a mix (i.e., bait) usually composed of cereal bran, activated charcoal and cellulose. This technique is based on the assumption that apertures will be emptied out as a result of soil organisms’ feeding activity. Bait lamina probes are inserted vertically into top soil for a determined period of time. It has shown to be robust in various scenarios, and has gained popularity when compared to other more energy-consuming methods such as litterbags, mini- containers, or wheat-straw degradation (Kula & Römbke, 1998). In Chapter 7, we compared the feeding activity in three zones, i.e. within the INP boundaries, on the INP transition zone and in the INP buffer zone. We discuss the ecological implications of our findings and assess the technique itself.
Mostrar más

167 Lee mas

Detecção e caracterização molecular de piroplasmas em cães naturalmente infectados no Sudeste do Brasil

Detecção e caracterização molecular de piroplasmas em cães naturalmente infectados no Sudeste do Brasil

Rangelia vitalii é um protozoário que infecta cães e foi descrito nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. R. vitalii é filogeneticamente próxima à Babesia spp., mas dados deste misterioso parasito ainda são escassos. O objetivo deste trabalho foi detectar a presença de piroplasmas em cães naturalmente infectados no estado do Rio de Janeiro, através da amplificação do gene 18S rRNA pela PCR, clivagem com enzimas de restrição (RFLP) e caracterização genética através do sequenciamento. De 103 cães, sete (6,8%) foram positivos para Babesia spp. pela PCR. Os produtos amplificados foram digeridos por enzimas de restrição para a diferenciação das espécies de Babesia e uma amostra foi identificada como Babesia vogeli. O padrão de amplificação observado nas outras seis amostras não correspondeu ao padrão descrito para babesias que infectam cães. O sequenciamento das seis amostras confirmou ser uma espécie geneticamente idêntica a R. vitalii apresentando grande homologia (99-100%) com a sequência do sul do Brasil. Este estudo confirma a presença de Babesia vogeli e Rangelia vitalii infectando cães em Teresópolis, Rio de Janeiro, Brasil.
Mostrar más

6 Lee mas

Caracterização do processo de poluição das águas superficiais da Bacia Hidrográfica do Rio Jucu, estado do Espírito Santo, Brasil

Caracterização do processo de poluição das águas superficiais da Bacia Hidrográfica do Rio Jucu, estado do Espírito Santo, Brasil

Além disso, em ambientes aquáticos de regiões tropicais, a condutividade elétrica relaciona-se mais à composição geoquímica e às condições de seca e chuva do que com o estado trófico (ESTEVES, 2011), como verificado na correlação CE-Mg (0,94). Carvalho et al. (2000) explicam que a condutividade da água aumenta à medida que mais sólidos dissolvidos são adicionados, coerente com o presenciado CE-SD (0,78). O uso do solo na Bacia do Rio Jucu é majoritariamente agropecuário, entretanto as várias pequenas indústrias situadas na bacia estão localizadas principalmente em Viana, Cariacica e Vila Velha, regiões urbanizadas e antropizadas (IEMA, 2010), onde encontravam-se alguns pontos de monitoramento do estudo.
Mostrar más

8 Lee mas

Caracterização do ruído de tráfego na cidade de NatalRN, Brasil

Caracterização do ruído de tráfego na cidade de NatalRN, Brasil

As medições foram realizadas no Ponto 1 no dia 16 de outubro de 2007, entre às 11 horas e 30 minutos e 13 horas, estando localizado no bairro do Tirol, na Av. Hermes, via Estrutural I (de penetração) conforme Plano Diretor da cidade. Essa via se caracteriza por ser de mão dupla, sendo uma das principais rotas de tráfego da cidade, por sua ligação com diversas avenidas, por sua grande extensão.

10 Lee mas

Caracterização molecular da epimedia do HIV-1 em cidades do interior de Santa Catarina e Rio Grande do Sul e filogeografia do subtipo C no Brasil

Caracterização molecular da epimedia do HIV-1 em cidades do interior de Santa Catarina e Rio Grande do Sul e filogeografia do subtipo C no Brasil

Uma característica marcante do HIV é sua grande variabilidade genética. Tal característica é devida a uma combinação de fatores que tornam o HIV um dos organismos conhecidos de mais rápida evolução (Rambaut et al., 2004). Primeiramente a ausência da atividade de correção de erros da enzima RT é responsável por uma alta taxa mutacional. A etapa de transcrição reversa do RNA viral gera em torno de 0,2 mutações por genoma por ciclo replicativo (Preston et al., 1988). Esta alta taxa mutacional do HIV, por sua vez, é potencializada por uma taxa replicativa de 10 10 a 10 12 novas partículas virais por dia (Perelson et al., 1996), levando o HIV a uma taxa evolutiva estimada em 2 a 4 x 10 -3 substituições por sítio por ano (s/s/y) (Abecasis et al., 2009). Para se ter uma ideia da velocidade evolutiva do HIV, sua taxa é cerca de 2 milhões de vezes mais rápida que a taxa evolutiva do ser humano, que é aproximadamente 1 x 10 -9 s/s/y (Scally e Durbin, 2012). Além disto, altas taxas de recombinação entre diferentes variantes do HIV também contribuem para aumentar a diversidade de formas virais. Eventos de recombinação ocorrem quando uma célula é coinfectada por duas partículas virais e no momento do empacotamento do material genético, fitas de RNA de origens distintas são inseridas no mesmo capsídeo, formado uma partícula viral híbrida (Vuilleumier et al., 2015). A recombinação ocorre porque a enzima RT pode trocar de fita de RNA molde durante a síntese do DNA. Se estas duas fitas são diferentes o DNA transcrito será um recombinante de ambas.
Mostrar más

181 Lee mas

CARACTERIZAÇÃO DO ABACAXI DO TIPO PÉROLA

CARACTERIZAÇÃO DO ABACAXI DO TIPO PÉROLA

O abacaxi ocupa a oitava posição mundial em produção e a décima primeira em área colhida, sendo cultivado em mais de 70 países. O continente americano é o segundo maior produtor e o Brasil ocupa o terceiro lugar, com plantio distribuído por todo o território. As regiões Nordeste e Sudeste obtêm o maior cultivo, porém, a planta encontra excelentes condições para o seu desenvolvimento e produção em quase todos os territórios brasileiros (BRASIL, 2000; MORGADO; AQUINO; TERRA, 2004; PONTES THÉ et al., 2001).

5 Lee mas

EXTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ÓLEO DO PINHÃO PARA A INCORPORAÇÃO NA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS

EXTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ÓLEO DO PINHÃO PARA A INCORPORAÇÃO NA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS

O milho tem maior quantidade de amido nas sementes em relação aos demais compostos, então o milho é uma semente amilácea, [...]. Nas sementes oleaginosas, a presença de óleo vegetal deve ser maior em relação aos outros compostos, mas elas também são ricas em proteínas, fibras, sais minerais, vitaminas, enzimas e fitohormônios (JÚNIOR et al., 2010). Ainda em concordância à Júnior et al. (2010), os principais componentes dos óleos vegetais são os triacilgliceróis, também conhecidos como triglicerídeos. Os triacilgliceróis (Figura 06) tratam-se de lipídios. Lipídios são substâncias, presentes em organismos vivos, insolúveis em água e formados por cadeias carbônicas grandes, estes recebem a denominação de óleo quando apresentam estado físico líquido a temperatura ambiente (20ºC). (GIOIELLI, apud. BRASIL et al., 1996).
Mostrar más

21 Lee mas

CARACTERIZAÇÃO HIDROGEOQUÍMICA EM POÇOS TUBULARES DO MUNICÍPIO DE CAÇAPAVA DO SUL

CARACTERIZAÇÃO HIDROGEOQUÍMICA EM POÇOS TUBULARES DO MUNICÍPIO DE CAÇAPAVA DO SUL

BOMFIM L. F. C., Mapa de domínios/subdomínios hidrogeológicos do Brasil em ambiente SIG: Concepção e Metodologia. XVI Congresso Brasileiro de Água Subterrânea e XVII Encontro Nacional de Perfuradores de Poços p. 8-10. 2010. CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. CONAMA. RESOLUÇÃO 357 de 17 de março de 2005. Classes das aguas superficiais. Publicada no DOU n° 053, p. 58-63, 18/03/2005.

6 Lee mas

Caracterização do Sistema Radicular do Cafeeiro Conilon Sob irrigação Localizada

Caracterização do Sistema Radicular do Cafeeiro Conilon Sob irrigação Localizada

O cafeeiro é uma cultura de grande importância econômica no Brasil, para garantir altas produtividades e rentabilidade o manejo da irrigação se torna importante. O conhecimento do sistema radicular da cultura é de suma importância para a determinação correta da lâmina de irrigação. Diante disso, objetivou-se caracterizar o sistema radicular do cafeeiro Conilon sob irrigação localizada. O experimento foi realizado em três manejos de irrigação com aplicação de lâminas de 10, 3 e 5 mm, em São Mateus-ES, em um delineamento inteiramente casualizado em parcela subdividida 4 x 6, sendo quatro pontos em relação à planta e seis faixas de profundidade, com cinco repetições. Sendo dois na linha e sete na entre linha com distância entre si de 0,20 m. E na entre linha do cafeeiro em parcela subdividida 5 x 6, sendo cinco pontos em relação à planta e seis faixas de profundidade, com cinco repetições. Foram avaliados volume, área superficial, comprimento e diâmetro de raiz. O cafeeiro Conilon no manejo com lâmina de irrigação de 10 mm apresentou 67,4% do volume de raiz e 68,0% de área superficial, já com lâmina de 3 mm todos os dias, as plantas apresentaram 74,5% e 64,5% do volume e área superficial de raiz e no manejo com lâmina de 5 mm duas vezes na semana, apresentou 75,4% e 70,2% do volume e área superficial de raiz, em todos os manejos concentrados até a profundidade de 0,30 m. O maior comprimento e diâmetro de raiz foi encontrado na faixa de profundidade superficial do solo, diminuindo em profundidade. O cafeeiro apresentou 57,5% do volume de raiz para o manejo com 10 mm, e 70,5% do volume de raiz para o manejo com 3 e 5 mm. A área superficial de raiz foi de 53,9%, 69% e 66,4%, para os manejos com 10, 3 e 5 mm, respectivamente.
Mostrar más

74 Lee mas

Estudo da cobertura vegetal nativa da bacia do rio Ocoy, oeste do Paraná: subsídios para a implantação de um corredor de biodiversidade entre o Parque Nacional do Iguaçu e o Lago de Itaipu

Estudo da cobertura vegetal nativa da bacia do rio Ocoy, oeste do Paraná: subsídios para a implantação de um corredor de biodiversidade entre o Parque Nacional do Iguaçu e o Lago de Itaipu

A utilização do parâmetro de tamanho de propriedade baseou-se na classificação das propriedades rurais, que no Estado reporta cerca de 86% dos estabelecimentos com até 50 ha. O município de Medianeira possui 1.165 imóveis rurais ocupando uma área total de 29.213 ha, ou seja, média de 25,07 ha. As propriedades acima de 100 ha representam 61% da área total no Estado, no entanto,apenas 7% dos proprietários possuem áreas acima de 100 ha (PARANÁ, 2003). Portanto para fins de análise arbitrou-separa a área de estudo propriedades de 2 a 4 módulos fiscais, que representa, de acordo com INCRA (1980), para o município de Medianeira, 18 ha. Ou seja, as propriedades da área de estudo apresentariam de 36 a 72 ha. Para as áreas no entorno das nascentes,e atribuiu-se raio de 15 m de APP para áreas consolidadas; já para as áreas cobertas por vegetação natural, considerou-se 50 m de raio. Partiu-se da premissa de que as áreas consolidadas identificadas na imagem de 2014 são áreas exploradas antes de 2008, período máximo para tal caracterização.
Mostrar más

93 Lee mas

Desafios da política de unidades de conservação : o caso do Parque Nacional de Brasília

Desafios da política de unidades de conservação : o caso do Parque Nacional de Brasília

Apesar de estar situado nas proximidades da capital política e administrativa do Brasil, onde se pressupõe haver maior grau de controle e fiscalização do patrimônio público, o Parque Nacional de Brasília-PNB tem sofrido desde sua criação com a crescente urbanização de sua região circunvizinha e com o consequente avanço do antropismo, cujas consequências perpassam as fronteiras do Parque influenciando negativamente a conservação de sua biodiversidade. Toda essa degradação ocorre apesar de a legislação ambiental brasileira ser considerada uma das mais avançadas e completas do mundo. Foi realizada nesse trabalho pesquisa em literatura referente à situação das Unidades de Conservação no Brasil e à legislação ambiental brasileira. Foi realizada nesse trabalho pesquisa em literatura referente à situação das Unidades de Conservação no Brasil e à legislação ambiental brasileira. Foram, ainda, entrevistados seis funcionários que relataram as principais dificuldades enfrentadas pelo Parque Nacional de Brasília, entre eles: a insularização, a escassez de mão de obra especializada e de recursos materiais e a falta de instrumentos adequados para aplicar eficazmente os parâmetros estabelecidos pela legislação.
Mostrar más

72 Lee mas

Uso do habitat por aves do Parque Nacional de São Joaquim, Santa Catarina, Brasil

Uso do habitat por aves do Parque Nacional de São Joaquim, Santa Catarina, Brasil

Aves são animais vertebrados que possuem um grande número de espécies e que utilizam uma grande variedade de habitats. Muitas, vivem restritas a alguns tipos de ambiente e os padrões de distribuição, bem como a abundância e a composição de espécies estão associadas as características florísticas e estruturais do habitat . Hoje, o Brasil conta com mais de 1900 espécies conhecidas. O Parque Nacional de São Joaquim (PNSJ) é a unidade de conservação (UC) mais antiga do estado de Santa Catarina e abriga diversos ambientes que se encontram em elevado grau de conservação, contudo o parque possui poucas informações sobre a sua comunidade avifaunística, bem como da presença de espécies ameaçadas de extinção. O presente projeto pretende avaliar o uso do habitat pelas aves presentes em cada fitofisionomia amostrada e, posteriormente, atualizar a lista de espécies de aves do PNSJ através de levantamentos em Campo (usando redes de neblina e Listas de Mackinnon) nas fitofisionomias predominantes no parque. Foram registradas 675 aves, pertencentes a 85 espécies e 32 familias. Com o método de redes de neblina, encontramos uma maior riqueza (22) e uma maior diversidade de espécies (H’=2,726) no ambiente de Floresta de Araucárias e uma maior abundância de espécies (64) no ambiente de Mata Nebular.
Mostrar más

76 Lee mas

Valoração econômica do Parque Nacional de Brasília

Valoração econômica do Parque Nacional de Brasília

A avaliação contingente para determinar a percepção ambiental da sociedade e a disposição a pagar pela conservação e manutenção de um bem ou serviço ambiental, tem sido empregada em vários estudos. No Brasil, pode-se citar o trabalho de Schmidt et al. (2014), que propôs a disposição a pagar média espontânea de R$ R$15,12 por mês dos usuários do Parque do Ingá em Maringá- Pr; Bentes et al. (2014) estimou a disposição a pagar pelo rio Tocantins para os pescadores artesanais da Jusante da UHE de Tucuruí encontrando um o valor médio da DAP de R$31,58; Araujo et al. (2014) ponderou os benefícios dos serviços ambientais da gruta do Salitre, Diamantina, Minas Gerais- Brasil, estabelecendo uma DAP média dos visitantes da gruta resultou em R$6,48 e dos moradores do entorno R$7,78; Barros (2013) estimou o valor econômico do Parque Estadual Dunas de Natal em Natal-RN, contabilizou uma DAP para a manutenção do Parque de R$8,47; Almeida et al (2014) aferiu a Disposição a Pagar aos frequentadores do parque Olhos D’água – DF, o valor médio encontrado dos dispostos a pagar foi de R$15,80 por mês.
Mostrar más

93 Lee mas

Diversidade de macrófitas aquáticas do Parque Nacional da Lagoa do Peixe

Diversidade de macrófitas aquáticas do Parque Nacional da Lagoa do Peixe

O sul do Brasil apresenta uma grande diversidade de áreas úmidas; cerca de 10% do território é considerado inundado ou sujeito à inundação (Maltchik, 2003). Apesar de sua im- portância, cerca de 90% das áreas úmidas já foram perdidas em função do desenvolvimento urbano e agrí- cola no estado. Nesse contexto, algu- mas áreas foram selecionadas como importantes para a conservação e atualmente são protegidas na forma de unidades de conservação, tais como o Parque Nacional da Lagoa do Peixe e a Estação Ecológica do Taim. O Parque Nacional da Lagoa do Pei- xe foi criado em 1986 (Decreto nº 93.546, de 6 de novembro de 1986), com o objetivo de proteger ecossiste- mas litorâneos e espécies de aves mi- gratórias que deles dependem para seu ciclo vital. Posteriormente, o parque foi incluído na Rede Hemisférica de Reservas para Aves Limnícolas, na Reserva da Biosfera da Mata Atlân- tica e designado como Sítio Ramsar. Porém, desde que foi criado, o parque enfrenta diversos problemas ambien- tais, como, por exemplo, presença de moradores, invasão de pinus, abertura da barra e pesca (Perello et al., 2010). Outro problema do parque é a carên- cia de estudos e de conhecimento da biodiversidade dos ecossistemas pro- tegidos pelo parque. A maioria dos
Mostrar más

8 Lee mas

Impactos ambientais de plantios de Pinus sp. em zonas úmidas: o caso do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, RS, Brasil

Impactos ambientais de plantios de Pinus sp. em zonas úmidas: o caso do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, RS, Brasil

ABSTRACT – The Lagoa do Peixe National Park (PNLP) is located at Rio Grande do Sul State’s middle shore, within the cities of Mostarda and Tavares. The PNLP holds a few endangered ecosystems, with some special particularities and attributes that give an international status to the conservation of wetland and migratory birds in this reserve. Between 70’s and 80’s decades, anthropogenic actions such as forestry of Pinus sp. caused environmental disturbances on the site biota, mostly on the phenomena of wind transportation of sand causing the formation of large sand dune rows alongside pine plantations. The main objective of this work is to study the evolution of the transgressive dunes ridges located by the margins of the lagoon and its relation to pine plantations by using geoprocessing techniques. It can be concluded that Pinus sp. modified the environment causing changes in the transport of sand and acceleration in the process of sedimentation in the Lagoa do Peixe. In order to establish these Pinus sp. plantations, wetlands adjacent to it were drained and dunes were removed, causing both sedimentation aceleration and native vegetation reduction due to pine seed dispersal and seedling establishment around the plantations.
Mostrar más

15 Lee mas

A racionalidade do Brasil

A racionalidade do Brasil

O artigo tem por objetivo identificar a maneira como a cultura brasileira tem assimilado os processos ocidentais de racionalização. A partir da identificação da lógica subjacente à adoção do tempo histórico e da cultura letrada indica-se uma das características marcantes desses processos. Eles visam obter sínteses capazes de subordinar um conjunto completo de fenômenos pertinentes em cada caso específico. Por outro lado, o Brasil tem se caracterizado pela adoção de um ritmo de vida não histórico, o que sugere também outra modalidade de exercício da racionalidade. O que se pode observar no Brasil, portanto, é uma assimilação da história dentro de uma forma temporal não histórica. Ao se considerar a adaptação da racionalidade ocidental ao Brasil, se observa a produção de sínteses desprovidas da compulsão pela totalidade. Isso significa que a cultura brasileira opera com um padrão de racionalidade próprio e não com uma mera transposição dos padrões europeus.
Mostrar más

15 Lee mas

Impactos antropogênicos sobre a população do boto-da-tainha (Tursiops truncatus) em Laguna, sul do Brasil: uso do espaço e bases para um modelo conceitual de conservação

Impactos antropogênicos sobre a população do boto-da-tainha (Tursiops truncatus) em Laguna, sul do Brasil: uso do espaço e bases para um modelo conceitual de conservação

No sul do Brasil, T. truncatus está presente no litoral do Rio Grande do Sul e Santa Catarina (SIMÕES-LOPES, 1991). Em Santa Catarina, uma pequena população de T. truncatus ou boto-da-tainha, como é conhecido na região, pode ser observada todo o ano no Complexo Lagunar de Santo Antônio dos Anjos-Imaruí-Mirim, adjacente à cidade de Laguna (DAURA-JORGE; INGRAM; SIMÕES-LOPES, 2013; SIMÕES-LOPES, 1991; SIMÕES-LOPES; FABIAN, 1999). Esta população apresenta uma estratégia de forrageio singular, em que os indivíduos interagem com os pescadores artesanais durante a chamada pesca cooperativa, um evento de grande importância na cultura local (SIMÕES-LOPES, 1991). Durante a interação, os peixes são cercados pelos botos contra uma barreira de pescadores, e a partir de comportamentos específicos e sinais estereotipados, os botos “indicam” o momento e local onde os pescadores devem jogar as redes, chamadas de tarrafas, para a captura bem sucedida dos peixes (SIMÕES-LOPES; FABIAN; MENEGHETI, 1998). Esta interação traz benefícios para ambas partes, uma vez que devido as condições de turbidez d´água, os pescadores têm dificuldades em visualizar os cardumes, e os botos podem se alimentar dos peixes desorientados com o impacto da rede na água. Além disso, os pescadores que interagem com os botos pescam maior quantidade de peixes e de maior tamanho (SIMÕES-LOPES; FABIAN; MENEGHETI, 1998). Não obstante, nem todos os indivíduos da população usam esta estratégia singular de forrageio, e um estudo sobre a estrutura social da população demonstrou a existência de módulos sociais definidos, em que os botos “cooperativos” (participantes da interação boto-pescador) interagem mais entre si que com os botos “não cooperativos” (não participantes) (DAURA-JORGE et al., 2012). Em relação ao comportamento espacial, os botos “cooperativos” apresentam áreas de vida menores, próximas aos pontos de cooperação (próximos ao canal de ligação com o oceano), enquanto os botos “não cooperativos” possuem áreas de vida maiores e mais internas ao Complexo Lagunar (DAURA-JORGE; SIMÕES-LOPES, 2011)
Mostrar más

123 Lee mas

A vez do Brasil

A vez do Brasil

As resenhas que fazem parte da seção Travesía Crítica são representativas das novas avenidas nos estudos brasileiros nos campos da crítica literária e dos estudos culturais. Euclides da Cunha: poesia reunida (2009) de Leopoldo Bernucci e Francisco Foot-Hardmann (resenhado por Sophia Beal) constitui um livro de enorme valor dado que não só reúne mais de uma centena de poemas do autor de Os sertões (1902), como também oferece um cuidadoso labor de edição e contextualização que ajuda a entender as preocupações estéticas e politicas do Brasil na virada dos séculos XIX-XX. Interiors and Narrative: The Spatial Poetics of Machado de Assis, Eça de Queirós, and Leopoldo Alas (2013) de Estela Vieira
Mostrar más

11 Lee mas

Sobre a formação do professor alfabetizador : contributos para a caracterização do conhecimento de base do professor alfabetizador

Sobre a formação do professor alfabetizador : contributos para a caracterização do conhecimento de base do professor alfabetizador

Ainda que a alocação desta formação ao nível do Ensino Superior tenha contribuído para uma nova forma de encarar a profi ssionalização desses docentes, ela não signifi cou, por si só, uma garantia de qualidade. No que se refere especifi camente à formação para o ensino da língua portuguesa no 1º Ciclo do Ensino Básico, uma publicação de 2001, da responsabilidade do Instituto Nacional de Acreditação da Formação de Professores (INAFOP), dá conta de um conjunto de debilidades a vários níveis (SIM-SIM, 2001): nos formandos, uma desvalorização da informação teórica em detrimento de um excessivo “endeusamento” da componente prática; nos formadores, alguma difi culdade de articulação teoria/prática; nos cursos, grande oscilação quanto ao peso atribuído à formação para o ensino da leitura, conteúdos desatualizados e desajustados face aos resultados da investigação na área, entre outros. De facto, a formação dos professores do 1º Ciclo passou a ser, na esmagadora maioria dos cursos, englobada em “variantes” que habilitavam para o ensino generalista (licenciatura em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico) e, noutros cursos, também para o ensino específi co no 2º Ciclo na variante escolhida (ex: Ensino da Educação Física, Música, Matemática etc.). Os planos curriculares da maior parte desses cursos não incluíam sequer unidades curriculares ou conteúdos relativos à didática da leitura (VIANA, 2006).
Mostrar más

29 Lee mas

Qualidade no atendimento do Banco do Brasil

Qualidade no atendimento do Banco do Brasil

Os itens 1 a 3 qualificam a amostra de entrevistados. Os itens 4 a 11 referem- se aos aspectos do pessoal do atendimento e aos processos de atendimento. O questionário foi baseado na metodologia BB/Sebrae citada no embasamento teórico. O método estatístico de amostragem foi usado para determinar o número total de pessoas entrevistadas. Aplicando a fórmula mostrada abaixo foi determinado o número total de 66 entrevistados. Os questionários foram conduzidos na área de atendimento da agência 516 sul.

22 Lee mas

Show all 10000 documents...

Related subjects