PDF superior Complexo de formação de professores: uma experiência (inter)institucional em curso

Complexo de formação de professores: uma experiência (inter)institucional em curso

Complexo de formação de professores: uma experiência (inter)institucional em curso

Em nossas reuniões de trabalho partíamos de um diagnóstico inicial sobre os processos formativos em nossa instituição, desenhado a partir de nossas respectivas leituras e posicionamentos nos debates internos ao campo acadêmico. Sabíamos que não queríamos “inventar a roda”. Não tínhamos consenso sobre tudo, mas sabíamos que era preciso construir coletivamente um "comum" (Dardot, Laval, 2017) cujas regras de uso fossem estabelecidas no jogo democrático da política universitária. A produção desse "comum" passou portanto, a nos orientar politicamente e aos poucos fomos fortalecendo a ideia que não se tratava de uma política de homogeneização ou padronização das múltiplas experiências singulares de formação inicial e continuada de formação docente que caracteriza a UFRJ mas sim, de pensarmos juntos algumas linhas de força em torno das quais pudéssemos significar o termo 'comum' inscrito em uma politica institucional. Sabíamos dos desafios que tínhamos pela frente: as disputas mais ou menos acirradas entre as diferentes unidades em torno da legitimação desse processo de profissionalização, as múltiplas concepções de docência e de escola que circulam e orientam as reformas curriculares dos cursos de licenciatura, o desprestígio das licenciaturas no seio da cultura universitária, são exemplos de realidades tangíveis que se manifestavam nos mais variáveis gestos acadêmicos.
Mostrar más

21 Lee mas

A ambientalização curricular na formação inicial de professores de Química: considerações sobre uma experiência 
 brasileira

A ambientalização curricular na formação inicial de professores de Química: considerações sobre uma experiência brasileira

sócio-científica controversa apresentada à turma, a agroindústria sucroalcooleira, quanto a própria dinâmica de trabalho instigaram grande parte dos estudantes. Já de início, quando solicitado aos estudantes o posicionamento em círculo em sala, a maioria mostrou estranhar tal formato para o desenvolvimento de uma aula. Assim, a forma final obtida compunha um semicírculo, sendo o professor responsável pela disciplina e a pesquisadora colocados nos extremos desse formato. Vale frisar que, segundo um estudante, esses nunca haviam sido convidados a se posicionar em círculo em uma aula durante todo o curso de licenciatura em Química. A participação dos estudantes na dinâmica foi marcada pelo diálogo objetivo, direto, no sentido da simples resolução de um problema: responder qual era a imagem presente na fotografia, ou seja, a realidade concreta. Apenas em uma ocasião um aluno explicitou a necessidade de ir além daquilo que era posto pela maioria:
Mostrar más

19 Lee mas

Experiência esportiva e formação em Educação Física

Experiência esportiva e formação em Educação Física

O trabalho expõe resultados de uma pesquisa cujo objetivo foi investigar o lugar social da biografia esportiva na formação de professores/as de Educação Física em formação inicial, nos cursos superiores de três instituições de Florianópolis/Brasil: Universidades, Federal (UFSC) e do Estado (UDESC), e do Sul de Santa Catarina (UNISUL). As fontes principais foram depoimentos de acadêmicos/as, atletas (filiados a federações esportivas) e não-atletas (com alguma habilidade, mas sem destaque esportivo e/ou contato com o esporte), cruzadas, secundariamente, com fontes escritas [documentos curriculares]. Esporte, formação, memória, experiência, narrativa, foram conceitos aglutinadores importantes. Os depoentes apontam as experiências corporais na infância já relacionadas ao esporte; e revelam as ambigüidades no trato deste no contexto da formação, trilhando por caminhos que aludem ao uso regrado do corpo e à exigência de uma disponibilidade corporal para sua prática, bem como um reconhecimento moral versus um financeiro que ele possibilitaria. As fontes mostram que a valorização das experiências esportivas pregressas, da infância à escolha da formação na área, e/ou no próprio curso de formação inicial, são vistas como “formativas”. Podemos dizer que os sujeitos “formam-se”, em grande medida, por suas experiências, muitas delas vividas no âmbito esportivo.
Mostrar más

8 Lee mas

TIC aplicado ao esporte Curso Experimental

TIC aplicado ao esporte Curso Experimental

Após planejar, criar, desenvolver e analisar este trabalho pode-se dizer que os resultados são positivos dentro da realidade que se encontra. Apesar de já existir algumas pesquisas relacionando o ensino a distância, educação Física e profissionais do esporte podemos dizer que este trabalho foi um projeto diferenciado, buscando inovar e quebrar as barreiras impostas pelos próprios profissionais da área. Devemos levar em consideração que este estudo foi uma primeira experiência tanto por parte dos alunos assim como dos professores com este tipo de plataforma e acredita-se que seja uma primeira experiência na área de formação em Tecnologia de Informação e Comunicação a estes profissionais principalmente pelo fato de que este curso buscou mostrar esta realidade empregada no seu campo de trabalho, o esporte.
Mostrar más

6 Lee mas

Enfoque CTS e o ensino de evolução: análise de uma experiência didática no contexto da formação inicial de professores de biologia

Enfoque CTS e o ensino de evolução: análise de uma experiência didática no contexto da formação inicial de professores de biologia

Nesse sentido, cada conteúdo, seja em Genética, Botânica, Zoologia entre outros, tem sua importância e muitos também apresentam dificuldades de aprendizagem, e o professor deve ter a consciência de que lecionar não é uma tarefa fácil, pelo contrário, é muito difícil. Mas, por ser difícil, não podemos nos limitar a ministrar os conteúdos de qualquer forma: ser professor requer dedicação, tempo e muito estudo. A esse respeito, na avaliação final da disciplina, o aluno A06 fez a seguinte colocação: “Eu acho que o diferencial da disciplina foi questão da contextualização mesmo, da interdisciplinaridade da Evolução com as outras disciplinas, durante o curso a única grade que a gente consegue fazer nitidamente a associação da Evolução dentro dos conteúdos específicos desse tipo é a grade de Zoologia, que é uma abordagem mais evolutiva. Tirando a grade de Zoologia, a gente não tem nenhuma outra disciplina que faz essa abordagem da Evolução mesmo dentro do próprio conteúdo. Então, o legal da disciplina aqui foi que ela migrou em diferentes campos, a gente trabalhou no campo social, da agricultura, agropecuária, da Ecologia, da Botânica que a gente realmente não tem nenhuma visão evolutiva da Botânica dentro do nosso curso, Saúde que é literalmente destituída do nosso curso. Então, eu acho que essa visão da interdisciplinaridade tem possibilitado a gente de estar trabalhando a Evolução na Rede Básica ao longo de todo o conteúdo quando a gente trabalhar, a questão de organismo, de complexidade, quando a gente trabalhar a questão da diversidade estar sempre colocando algo de Evolução ali dentro, como a Evolução é a base da Biologia estar sempre relacionando com outros conteúdos e não deixar para o final do terceiro ano.
Mostrar más

196 Lee mas

Experiências de formação de professores em centros e museus de ciências no Brasil

Experiências de formação de professores em centros e museus de ciências no Brasil

Nesse espaço foi observado o Programa ABC na Educação Científica - Mão na Massa. Utiliza metodologia francesa, com módulos de atividades traduzidos e adaptados à realidade brasileira, voltado aos alunos de educação infantil e séries iniciais da educação básica. É baseado em atividades de experimentação simples e no método científico para testar as hipóteses levantadas pelos alunos. Toda a estrutura do programa é idealizada pela equipe técnica, todavia, há espaço para que os professores colaborem na modificação do material de apoio e kit didático dos módulos. Os professores realizam todas as ações propostas pelo projeto da mesma maneira sugerida aos alunos. Há grande ênfase para os conteúdos que são abordados nos módulos e discussão sobre a metodologia do projeto; a reflexão sobre a prática pedagógica é estimulada durante os encontros nas escolas. As ações desenvolvidas visam a modificação da prática pedagógica, no entanto não há aprofundamento sobre os referenciais teóricos e embasamento pedagógico do projeto.
Mostrar más

19 Lee mas

68 • El Magisterio y la formación de los profesores en la educación superior

68 • El Magisterio y la formación de los profesores en la educación superior

Universalmente, o homem esteve sempre envolvido em vários problemas, conhecidos ou não, os quais de alguma forma precisavam ser resolvidos. A resolução destes problemas leva a pesquisar, estudar, analisar e refletir os conceitos básicos para iniciar uma investigação sistemática. Assim, dada à necessidade de um suporte teórico e metodológico que o ajude a usar as ferramentas metodológicas, não apenas como regras sobre como fazer pesquisa, mas também, apropriá-los para servir como base para pensar criticamente sobre o mundo com um ponto de vista científico, isso se faz necessário, à medida em que esse homem entra em um processo de redescoberta de si mesmo e do mundo que o cerca.
Mostrar más

10 Lee mas

A INTERDISCIPLINARIDADE NAS DIRETRIZES NACIONAIS PARA CURSOS DE LICENCIATURA

A INTERDISCIPLINARIDADE NAS DIRETRIZES NACIONAIS PARA CURSOS DE LICENCIATURA

A pesquisa buscou analisar a interdisciplinaridade nas diretrizes nacionais para cursos de licenciatura. Foram analisados os documentos oficiais elaborados no ano de 2002 e 2015, buscando traçar um comparativo entre os resultados obtidos. O estudo possui abordagem qualitativa, do tipo bibliográfica conforme etapas e definição descritas por Gil (2002). Este trabalho é parte de uma pesquisa que analisa currículos interdisciplinares na formação de professores de Ciências da Natureza do RS, que vem sendo desenvolvida pela UNIPAMPA - Campus Dom Pedrito, em conjunto com o Centro Universitário Franciscano (Unifra), por meio do Programa de Pós- graduação em Ensino de Ciências e Matemática. Buscando compreender o currículo interdisciplinar, suas características, desafios e possibilidades, como primeira etapa da pesquisa foi desenvolvida uma análise nas diretrizes nacionais para cursos de licenciatura. Como fundamentação teórica, a pesquisa utilizou ideias apresentadas por Morin (2011) em relação à complexidade, que acaba por promover a interdisciplinaridade.
Mostrar más

6 Lee mas

RELATO DE EXPERIÊNCIA CINECULT: PRÁTICA CINECLUBISTA COMO UMA ATIVIDADE DE FORMAÇÃO

RELATO DE EXPERIÊNCIA CINECULT: PRÁTICA CINECLUBISTA COMO UMA ATIVIDADE DE FORMAÇÃO

Para além da complementaridade pedagógica proporcionada pela atividade, o CINECULT-UNIPAMPA funciona ainda como um importante espaço gerador de experiências com a produção cultural em si para os bolsistas. Todo o processo de elaboração de uma exibição é pensado pelo grupo, desde a temática, escolha dos filmes e debatedores, elaboração e criação de textos curatoriais e divulgação, produção e pós-produção do evento, cada detalhe organizado pelos bolsistas a partir da orientação da tutora.

7 Lee mas

ANÁLISE DE ERROS: UMA EXPERIÊNCIA EM TRIGONOMETRIA

ANÁLISE DE ERROS: UMA EXPERIÊNCIA EM TRIGONOMETRIA

Em nossas análises percebemos que os estudantes da componente curricular de Trigonometria, em grande parte apresentam dificuldades na interpretação dos problemas propostos, o que leva a erros no desenvolvimento da atividade. Na dificuldade de interpretar a situação proposta, os estudantes não conseguem transferir para uma representação em forma de figuras o que a atividade solicita, por consequência constroem representações errôneas e os cálculos para o desenvolvimento da atividade se torna errada.

7 Lee mas

TítuloEducação ambiental, escola e sociedade: um curso de formação de professores

TítuloEducação ambiental, escola e sociedade: um curso de formação de professores

meio da seguinte questão: Discorra breve- mente, sobre uma atividade que considere representativa de educação ambiental e que realizou em sua prática pedagógica. (Caso nunca haja ministrado uma atividade de educação ambiental, relate alguma com que tenha entrado em contato em alguma situação vivenciada).

10 Lee mas

TítuloNovas

TítuloNovas

Incluir uma subseção sobre o espaço histórico-educativo brasileiro na revista Sarmiento representa um passo impor- tante na consolidação do intercâmbio in- ternacional entre as duas comunidades acadêmicas e evidencia o estreitamento de laços de amizade e de trabalho que, nos úl- timos 10 anos, têm permitido o trânsito de investigadores e a aproximação de objetos de pesquisa em história da educação nos dois lados do Atlântico. Assinar esta coluna constitui-se, por certo, em uma grande res- ponsabilidade. Impõe selecionar na ampla gama de publicações brasileiras, algumas poucas obras, sobre as quais se irá ofere- cer uma breve notícia ao público da Galícia. A isso se soma o ímpeto em divulgar os debates históricos dominantes e os Con- gressos realizados ou que se avizinham. A iniciativa permite que não apenas os livros, mas os panoramas historiográficos ven- ham a ser conhecidos, ampliando o espec- tro das trocas existentes e gestando novas possibilidades de ações conjuntas.
Mostrar más

17 Lee mas

A pesquisa mediando a formação de professores. A pesquisa mediando a formação de professores no processo de aprendizagem em geografia

A pesquisa mediando a formação de professores. A pesquisa mediando a formação de professores no processo de aprendizagem em geografia

Existem diversas modalidades de pesquisa voltadas para a formação docente. Além disso, existe um grande desafio na atualidade que é a formação de professores de Geografia para o nível de educação básica. Esses profissionais, com a sua formação técnico-científico-cultural, contribuem para que os nossos jovens exerçam conscientemente a sua cidadania. É fundamental que se empreendam reflexões sobre a formação de professores e sobre a relevância da pesquisa em sua na formação. Como sujeito real de um fazer docente, a pesquisa pode proporcionar-lhe uma ação. Acredita-se, ainda, que a prática investigativa pode ampliar as possibilidades de alteração do tradicional modelo dos cursos de formação de professores rumo a uma postura crítica e transformadora na realidade escolar.
Mostrar más

8 Lee mas

The Contribution of John Dewey to Art Teaching in Brazil

The Contribution of John Dewey to Art Teaching in Brazil

As considerações de Dewey permitem compreender também que a estética e a arte devem permear todas as atividades regulares da escola, não podendo ficar restritas a um determinado horário do dia letivo em que são ministrados os conteúdos artísticos. A noção deweyana de experiência deve impactar a educação como um todo, produzindo verdadeiras transformações no ambiente educativo, mobilizando não somente os professores de arte, mas os professores em geral, os gestores e, mais ainda, todos setores que compõem o universo escolar, desde a jardinagem até a cozinha, incluindo a estrutura e ornamentação dos banheiros, a organização das salas de jogos, os espaços de lazer e de convivência informal. As linguagens artísticas possuem um poder mobilizador universal por afetarem as paixões, mas esse potencial só se realiza de modo pleno quando todas as pessoas estão engajadas em um ambiente moral formado estética e artisticamente, com pleno acesso às artes; em contextos culturais propícios, as artes «moldam ocupações coletivas» e «determinam a direção do interesse e da atenção», podendo afetar os propósitos pessoais e coletivos (Dewey, 2010a, p. 578). Como «toda arte é um processo de tornar o mundo um lugar melhor para se viver», é necessário haver mais arte e mais domínio de suas linguagens para a construção da democracia; um contexto estético e artístico possibilita comunicações poéticas, cujos sentidos e significados são compreendidos no interior de vivências mobilizadoras (Dewey, 1958, p. 363).
Mostrar más

20 Lee mas

ROBÓTICA EDUCACIONAL COMO OBJETO DE APRENDIZAGEM: OFICINAS PARA PROFESSORES EM FORMAÇÃO

ROBÓTICA EDUCACIONAL COMO OBJETO DE APRENDIZAGEM: OFICINAS PARA PROFESSORES EM FORMAÇÃO

Vimos então que, com a utilização da linguagem LOGO, o computador passa a ser usado como uma ferramenta educacional a partir da interação da criança com este recurso tecnológico, de forma que, através do comando dado à tartaruga gráfica, possa realizar tarefas na interface com o intuito de atingir os seus objetivos quanto ao traçado de desenhos geométricos, por exemplo. Dessa forma, o computador passa a ser usado como um recurso pedagógico que vai além dos tutoriais e da instrução programada que eram usados até então no âmbito educacional. Sendo assim, possibilita ao aluno agir com a máquina de forma interativa, comandando as tarefas a serem realizadas, com o intuito de atingir o seu objetivo de aprendizagem, onde mesmo ao errar, terá a possibilidade de refletir e refazer o processo de construção do seu conhecimento, numa visão piagetiana de erro construtivo.
Mostrar más

7 Lee mas

LEITURA DISCURSIVA: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA

LEITURA DISCURSIVA: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA

Um dos desafios do professor de língua portuguesa é trabalhar com a leitura em sala de aula, pois, muitas vezes, os alunos não compreendem os significados dos textos e buscam responder ao professor de maneira escolarizada. Mediante essa problemática, foi proposto para uma turma de 9º, de uma Escola Municipal de Ensino Fundamental da cidade de São Gabriel/RS, o trabalho com textos à luz da Análise de Discurso de linha francesa, que não considera a leitura como um produto, mas sim como um processo de produção de sentido entre autor e leitor. O tema proposto foi violência contra a mulher, pois é um problema que desafia tanto professor quanto aluno. Dessa forma, a leitura em uma perspectiva discursiva exige que o aluno seja um leitor ativo, crítico e capaz de produzir diversos gestos de interpretação, levando-o a tomar uma posição de autor no próprio processo de leitura. Com isso, foi possível romper com discursos e práticas que naturalizam a violência e assim contribuir para que os alunos assumam à posição de sujeito-autor o que favorece o desenvolvimento pessoal e escolar dos discentes.
Mostrar más

5 Lee mas

Proyecto Hospital del Oso como estrategia educativa para el desarrollo de habilidades de comunicacin durante la formacin mdica

Proyecto Hospital del Oso como estrategia educativa para el desarrollo de habilidades de comunicacin durante la formacin mdica

Na estação de cirurgia o aluno de medicina pode proporcionar maior contato com ambiente cirúrgico e os órgãos interno da Filó (Urso adaptado), sendo possível aproximar as crianças deste cenário. A criação e as estratégias utilizadas com este urso adaptado partiram da iniciativa de construção dos próprios alunos da medicina, evidenciando mais uma vez o uso da criatividade para inovação de recursos lúdicos como instrumentos pedagógicos e maior apropriação dos alunos das ferramentas e objetivos do projeto. A literatura aponta que a hospitalização e cirurgias são experiências estressantes e podem desencadear, transitoriamente ou a longo prazo, distúrbios na maioria das crianças 16 , dessa forma o uso de habilidade de
Mostrar más

10 Lee mas

Experiencia del padecimiento de una persona y su familia: historia de vida oral

Experiencia del padecimiento de una persona y su familia: historia de vida oral

meu sobrinho. Era só minha mãe por mim [...] meu pai não gostava muito quando eu pedia as coisas para ele, não se importava de eu estar de cama (Via Láctea, visita 4) . Estudos vêm considerando a família, em seus diferentes modos de organização, nuclear ou expandida, como fonte primária de cuidados e auxilio aos seus membros, tanto em situações de saúde como doença. A doença aparece como uma grande ameaça à integridade da família, sendo considerada um caos quando instalada, interferindo drasticamente no equilíbrio familiar, afastando ou aproximando seus membros dependendo das ligações afetivas construídas anteriormente ao adoecimento, surgindo, dessa maneira, a necessidade de (re)arranjos em seu cotidiano (Barreto e Marcon, 2012).
Mostrar más

10 Lee mas

Educação sexual e gravidez de adolescentes: significados construídos por docentes do curso de formação de professores em uma escola pública do Rio de Janeiro, Brasil

Educação sexual e gravidez de adolescentes: significados construídos por docentes do curso de formação de professores em uma escola pública do Rio de Janeiro, Brasil

A entonação usada pelo professor foi bastante categórica, e notamos a incidência do uso de negativas (“não pode”, “não concordo”, etc.) para marcar sua discordância em relação aos procedimentos da instituição. Na sua fala, apenas duas alternativas aparecem como possíveis encaminhamentos da situação percebida como indesejável: aceitar ou não o bebê com a mãe na sala de aula. Acolher a jovem com a criança significa não perder um/a aluno/a, o que vai ao encontro da preocupação prevalente nos discursos acadêmicos e oficiais que circulam em nossa sociedade em relação ao controle da evasão escolar. O professor se exclui da situação, centrando toda a responsabilidade no Estado. Nota-se a presença aqui de uma prática auto-normalizadora, a qual segundo Pignatelli (1999) é entendida por Foucault como uma ameaça à liberdade do sujeito: uma disposição a aceitar e internalizar limites questionáveis em relação à forma como podemos agir. As situações referentes aos comportamentos dos jovens, aos encaminhamentos dados às suas vidas, e ao papel da escola aparecem nesta e em outras falas como naturais ou inevitáveis.
Mostrar más

16 Lee mas

FORMAÇÃO DOCENTE NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO: RELATO DE UM MINICURSO

FORMAÇÃO DOCENTE NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO: RELATO DE UM MINICURSO

Logo, fomos convidados a expandir esse projeto e assim passamos a realizar oficinas e minicursos para ensinar professores e futuros professores, como na Semana Acadêmica do curso de Ciências da Natureza, campus Uruguaiana, de 2017, a qual o subgrupo foi convidado a ministrar um minicurso sobre a técnica da construção dos materiais didáticos. Esse trabalho é um relato e também uma reflexão deste projeto tão importante para a nossa formação e tem como objetivo mostrar a importância de trabalhar um assunto tão recorrente, mas ao mesmo tempo tão ignorado pelos cursos de graduação.
Mostrar más

6 Lee mas

Show all 10000 documents...