PDF superior A família Myrtaceae na Ilha do Mel, Paranaguá, Estado do Paraná, Brasil

A família Myrtaceae na Ilha do Mel, Paranaguá, Estado do Paraná, Brasil

A família Myrtaceae na Ilha do Mel, Paranaguá, Estado do Paraná, Brasil

Blepharocalyx, Campomanesia, Marlierea, Neomitranthes and Siphoneugena (one sp. each). We present an identification key and taxonomic descriptions with comments for these species. Keywords: Atlantic Rainforest, Myrteae, restinga wood, taxonomy RESUMO - (A família Myrtaceae na Ilha do Mel, Paranaguá, Estado do Paraná, Brasil). Myrtaceae está entre as famílias mais importantes na maioria das formações vegetacionais do Brasil. O presente estudo teve por objetivo o tratamento taxonômico das espécies de Myrtaceae ocorrentes na Ilha do Mel, unidade de conservação do litoral do Estado do Paraná constituída por Floresta Ombrófila Densa, restinga e manguezal. Dez gêneros e 33 espécies estão presentes na Ilha do Mel, sendo Myrcia (13 spp.) o mais rico, seguido de Eugenia (oito spp.), Calyptranthes (três spp.), Psidium, Syzygium (duas spp. cada), e Blepharocalyx, Campomanesia, Marlierea, Neomitranthes e Siphoneugena (uma sp. cada). São apresentadas chave de identificação, juntamente com descrições taxonômicas e comentários das espécies ocorrentes na Ilha do Mel.
Mostrar más

23 Lee mas

Uso do habitat pelo boto-cinza (Sotalia guianensis) no entorno de unidades de conservação no complexo estuarino de Paranaguá, Paraná, sul do Brasil

Uso do habitat pelo boto-cinza (Sotalia guianensis) no entorno de unidades de conservação no complexo estuarino de Paranaguá, Paraná, sul do Brasil

No litoral do Estado do Paraná, S. guianensis utiliza o Complexo Estuarino de Paranaguá (CEP) de forma heterogênea ao longo de todo o ano. A população do estuário dispõe de indivíduos residentes e transientes (De Oliveira 2006, Santos et al. 2010). Os animais foram registrados em áreas com relevo irregular, regiões costeiras, distante de zonas portuárias e concentram grupos em áreas com alta disponibilidade de presas com facilidade de captura (Domit 2010). Apesar do estuário ser considerado um dos mais preservados do Brasil (Lana et al. 2001), impactos antrópicos ameaçam a sobrevivência desta espécie na região. Por exemplo, pesca incidental e colisão com embarcações foram responsáveis pela maioria das mortes de cetáceos no litoral paranaense, cujos indivíduos geralmente apresentam imunossupressão, potencialmente por consequência de estresse crônico (Domiciano et al. 2016). Além disso, altos níveis de contaminação química foram registrados em tecidos de S. guianensis encalhados na região (Lailson-Brito et al. 2010), bem como doenças de pele em adultos e filhotes possivelmente decorrentes de poluição (Van Bressem et al. 2009).
Mostrar más

57 Lee mas

Diatomáceas (Diatomeae) da baía de Guaratuba, estado do Paraná, Brasil

Diatomáceas (Diatomeae) da baía de Guaratuba, estado do Paraná, Brasil

Procopiak, Fernandes e Moreira–Filho (2006) apresentaram uma lista atualizada de espécies marinhas e estuarinas registradas para o estado do Paraná, baseada nos trabalhos publicados desde 1918, e em informações adicionais levantadas durante o desenvolvimento do projeto ALARME (Água de Lastro: Análise de Risco, Plano de Manejo Ambiental e Monitoramento de Espécies Exóticas no Porto de Paranaguá, Paraná). Mencionaram o registro de 789 espécies e 167 gêneros para o Estado, sendo 575 específicos para o complexo estuarino de Paranaguá e por fim Tremarin, Ludwig e Moreira-Filho (2008) realizaram um trabalho taxonômico das espécies de diatomáceas pertencentes à ordem Thalassiosirales do rio Guaraguaçu no litoral paranaense, trazendo chaves, descrições e ilustrações de microscopia óptica eletrônica, enriquecendo o conhecimento sobre o grupo.
Mostrar más

289 Lee mas

Memória, História e Ressentimentos na Instrução Pública Primária na Província do Paraná (Brasil, 1853-1889)

Memória, História e Ressentimentos na Instrução Pública Primária na Província do Paraná (Brasil, 1853-1889)

Já o segundo grupo de fontes é composto, inicialmente, pelo registro me- morialístico “Recordações”, que narra experiências de infância de Albino José da Silva. Nascido em Paranaguá, no litoral do Paraná, em 19 de janeiro de 1850, ficou órfão de pai por volta dos cinco anos de idade (A VANGUARDA, 24/07/1905). Sendo o quinto filho de uma prole de dez irmãos, foi entregue pela mãe ao seu tio e padrinho também de nome Albino, que junto da esposa Júlia, criaram o menino, cumprindo de modo bastante cruel o papel de pais postiços. Vivendo na companhia deles até os 19 anos de idade, relata um cotidiano marcado por sevícias e castigos, tanto em casa como na escola, tudo relatado por ele nesse seu escrito de ego, publicado em 1896, nas páginas da Revista do Club Curitibano. Pelo enfoque deste artigo, são, sobretudo, as emoções despertadas por suas vivências na escola as mais relevantes e sobre as quais recairá aqui nossa atenção. A este registro memorialístico somam-se, ainda, relatos biográficos sobre Albino Silva, publicados ao longo de sua vida e, em especial, por ocasião de seu falecimento em 1905 bem como reunidos na literatura memorialística paranaense de meados do século XX em texto da lavra de Francisco Ribeiro de Aze- vedo Macedo (1984), uma vez que, após a morte de Albino, sua trajetória não caiu no esquecimento daqueles que com ele conviveram.
Mostrar más

16 Lee mas

A presença negra na história do Paraná (Brasil): a memória entre o esquecimento e a lembrança

A presença negra na história do Paraná (Brasil): a memória entre o esquecimento e a lembrança

Podemos afirmar que o “paranismo”, como elemento central na gestão da política da memória paranaense, foi atravessado pelas teorias de branqueamento em voga no Brasil no final do século XIX e no início do século XX. Um efeito disso é o argumento que encontramos na obra de Romário Martins (1995): “a população negra e mestiça de negro nunca foi numerosa no Paraná”. Argumento que tem passado por uma desconstrução, a partir de pesquisas que buscam estabelecer uma política da lembrança sobre a participação da população negra no Paraná. Entre essas, as pesquisas de Miriam Hartung (2005, p. 149), que demonstram que no estado do Paraná, a população negra esteve presente de forma significativa nas regiões do litoral ou na região do Planalto, nas cidades, vilas e freguesias, na mineração, na pecuária, na agricultura de subsistência, no cultivo da erva-mate ou no café. “O mapa dos habitantes da Vila de Paranaguá de 1767 informa que, no período, 48% da população era escrava. Em 1776, representava 23% da população de Curitiba; em 1767, 50% e no final do século XVIII, 47%”. A autora ainda argumenta que era significativa, no segundo planalto, “nos Campos Gerais, em alguns períodos e locais, o escravo também representou parcela considerável da população. Em Castro, por exemplo, em 1839 os escravos eram 26% da população”.
Mostrar más

16 Lee mas

Espaços de cura em Paranaguá (Paraná – Brasil)  na segunda metade do século XIX

Espaços de cura em Paranaguá (Paraná – Brasil) na segunda metade do século XIX

Um aviso circular de 10 de junho de 1855 recomendava ao governo da Província do Paraná que tomasse todas as medidas necessárias para que a população local não fosse atingida pela epidemia de cólera que assolava a Província do Pará. A principal medida de impacto na área da saúde foi a decisão de construir um lazareto na Ilha das Cobras, distante três léguas de Paranaguá. O vice-presidente da Província do Paraná, Theófilo Ribeiro de Resende, nomeou em 11 de agosto de 1855 uma comissão composta pelo delegado de Polícia de Paranaguá, pelo provedor de Saúde do porto e por um engenheiro civil para demarcar, na ilha, o local onde seria construído o hospital, que contaria ainda com uma casa para quarentena de passageiros e para alojar mercadorias. Ambos os prédios ficariam em uma parte da ilha denominada “Ponta do Corvo”. No dia 31 de agosto o governo abriu licitação para as obras. Como nenhum interessado compareceu, ficaram por conta do próprio governo, cabendo a fiscalização ao escriturário da Alfândega de
Mostrar más

16 Lee mas

Perturbações do espectro do autismo na criança : percepção materna do stress parental e do impacto do problema na família

Perturbações do espectro do autismo na criança : percepção materna do stress parental e do impacto do problema na família

50 Impacto Financeiro. É possível que devido a esta falta de maleabilidade e exigência percebidas, as mães possam tender a querer proporcionar às crianças mais apoios fora de casa e da escola (e.g., actividades de estimulação e terapêuticas, mais consultas médicas, medicação), o que implicará um maior gasto de recursos monetários. No que toca às associações encontradas entre o Impacto Financeiro e o Domínio dos Pais, sobressai que as mães que se sentem mais restringidas nas suas vidas devido ao papel parental (Restrição do Papel), menos apoiadas pelos cônjuges (Relação Marido/Mulher) e com uma maior vulnerabilidade na sua saúde física (Saúde) percepcionam também uma maior sobrecarga financeira na família. Na literatura salienta-se que as mães e pais de crianças com PEA tendem a dedicar mais tempo e atenção aos filhos o que pode limitar o número de horas de trabalho ou mesmo contribuir para que o cuidador principal deixe de trabalhar (ver Karst & Hecke, 2012), e ter, consequentemente, um impacto negativo na situação económica da família, para além de poder levar a que as mães sintam as suas vidas restringidas devido às necessidades das crianças. Adicionalmente, face às mães que se sentem menos apoiadas pelos cônjuges pode colocar-se a hipótese de que seja a maior sobrecarga financeira que causa (pelo menos em parte) tensões acrescidas na relação do casal. Acresce que as mães que percepcionam a sua saúde como mais frágil poderão ser confrontadas com mais gastos não só associados com o problema da criança, mas também com elas próprias (por exemplo, com consultas, exames, medicação e deslocações aos serviços de saúde) o que teria um efeito cumulativo em termos financeiros.
Mostrar más

93 Lee mas

Atuação do enfermeiro na estratégia de saúde da família na prevenção do câncer do colo do útero

Atuação do enfermeiro na estratégia de saúde da família na prevenção do câncer do colo do útero

Segundo os mesmos autores a educação em saúde figura como uma prática prevista para todos os profissionais que compõem a equipe de saúde da família para a prevenção em saúde. No entanto, analisando o significado da prevenção do câncer de colo de útero, ficou evidente que as mulheres, em idade em realizar o exame têm pouca clareza do seu significado, pois para ela somente o exame de papanicolaou foi visto como método preventivo. Ficando claro que os profissionais inclusive os enfermeiros, não estão adotando estratégias que possibilitam repassar informações de prevenção primária em relação ao câncer cervical (THUM et al., 2009).
Mostrar más

32 Lee mas

Diversidade de bromeliáceas epífitas na Área de Proteção Ambiental Ilha do Combu, Belém, Pará, Brasil

Diversidade de bromeliáceas epífitas na Área de Proteção Ambiental Ilha do Combu, Belém, Pará, Brasil

A Área de Proteção Ambiental Ilha do Combu localiza- -se no município de Belém, Estado do Pará, na margem esquerda do rio Guamá, e abrange uma área total de apro- ximadamente 15 km². Situa-se a 48º25’W e 1º25’S, cerca de 1,5 km ao sul de Belém. O solo da área de estudo é do tipo Glei Pouco Húmico, com alta percentagem de siltes e argila, e baixa percentagem de areia (Silva & Sampaio 1998), sendo os solos de várzea baixa encharcados durante um período de tempo maior e os de várzea alta apenas nas marés mais altas (Setembro e Março). O clima é do tipo Am, segundo a classifi cação de Köppen, com média pluviométrica anual de 2.500 mm e temperatura média anual de 27ºC (Jardim & Vieira 2001).
Mostrar más

5 Lee mas

IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO MEL PRODUZIDO NA REGIÃO DA CAMPANHA

IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO MEL PRODUZIDO NA REGIÃO DA CAMPANHA

De acordo com o M.A.P.A, o mel não poderá conter substâncias estranhas à sua composição normal, nem ser adicionado de corretivos de acidez. Poderá se apresentar parcialmente cristalizado e não apresentar caramelização nem espuma superficial. É permitido o aquecimento do mel até o máximo de 70ºC, desde que seja mantida a sua atividade enzimática. É proibida a adição de corantes, aromatizantes, espessantes, conservadores e edulcorantes de qualquer natureza, naturais e sintéticos. O mel é classificado: I - de acordo com o processo de obtenção; a) mel virgem - produto que flui espontaneamente dos favos, quando desoperculados; b) mel centrifugado - obtido por processo de centrifugação; c) mel prensado - obtido por compressão a frio; d) mel em favos - mantido dentro dos próprios favos. II) de acordo com as suas características físicas e químicas: a) mel de mesa; b) mel industrial. (Resolução - CNNPA nº 12, de 1978).
Mostrar más

6 Lee mas

Evolução do Programa Bolsa Família:: Brasil e estados do Nordeste 2004-2009

Evolução do Programa Bolsa Família:: Brasil e estados do Nordeste 2004-2009

a inclusão de itens mínimos reflete os aspectos relativos à uma cultura determinada e em uma época em particular, como é o caso da inclusão de charutos na cesta básica cubana, enquanto ao longo do último quarto do século XX seu consumo tenha sido desestimulado em virtude dos comprovados danos à saúde. A segunda crítica de Wolff (2009) refere-se às alterações do conceito de pobreza absoluta no tempo. Conforme seu estudo, os padrões atuais de pobreza absoluta nos Estados Unidos se aplicados no país em 1880 indicariam que quase toda a população deste país estaria vivendo abaixo da linha de pobreza. Por outro lado, suas estimativas indicam que, em 2090, esta população estaria toda acima da linha de pobreza.
Mostrar más

30 Lee mas

A evasão escolar no ensino médio integrado ao técnico do Instituto Federal do Paraná - Paranaguá : uma questão social

A evasão escolar no ensino médio integrado ao técnico do Instituto Federal do Paraná - Paranaguá : uma questão social

Silva (2003) afirma que o novo só adquire sentido a partir do momento em que entra em relação com o já existente. Isso significa que inovar é trazer algo novo gerador de mudanças no sistema vigente. Dessa maneira, a inovação regulatória traz mudanças temporárias, parciais, porquanto produz o velho no novo de forma acrítica. Este projeto anula a participação das diversidades, pois tem por essência a homogeneidade e a função programática. Outra característica do projeto regulatório é a gestão empresarial na qual os estudantes passam a ser vistos como clientes sendo aplicados a eles somente instrumentos de avaliação, os chamados indicadores de desempenho. Diferentemente da proposta acima, a inovação emancipatória ou edificante dialoga com os saberes locais, contemplando o contexto histórico-social dos sujeitos. Conforme essa visão, as tradicionais dicotomias são afastadas tais como teoria/prática; sujeito/objeto e conhecimento/realidade, essas dualidades são conjugadas e não mais fragmentadas.
Mostrar más

40 Lee mas

A família e o estado: Antígona, Hegel e as raízes do Brasil

A família e o estado: Antígona, Hegel e as raízes do Brasil

por três momentos distintos: tese, antítese e síntese. Segundo o professor Gerd A. Bornheim: "O primeiro momento desse processo – a tese – apresenta-se como uma identidade. Mas o que caracteriza essa identidade inicial é que ela traz em si o não-idêntico, o diferente do idêntico, ou o outro que não o idêntico; desse modo, o positivo só o é aparentemente; pois, em verdade, a identidade inicial contém o negativo [isto é, a antítese]". (BORNHEIM, 1977, p.49). Para explicar isso tomemos um exemplo dado pelo próprio Hegel no prefácio da Fenomenologia do Espírito: um botão de flor é posto positivamente como tese. Entretanto, tal botão já traz em si a negação dele mesmo, a saber, a flor. O botão morre então para vir-a-ser flor. Para Hegel, a antítese não é acrescentada como algo exterior à identidade inicial, a antítese já está presente na própria tese. Entretanto, esse processo não termina nessa contradição, é preciso superá-la. Essa superação da contradição se dá através da síntese, que é a negação da negação. Retomando o exemplo do botão de flor, o quê ocorre agora é que a flor é negada pelo fruto que produz uma síntese dos outros dois momentos. Hegel faz uso do termo Aufhebung, (suprassunção), para tratar desse momento de síntese. O termo Aufhebung deriva do verbo aufheben que significa tanto negar, quanto conservar e elevar. Assim, quando Hegel faz uso do termo
Mostrar más

15 Lee mas

Escrita e Municipalismo na transição do Brasil-colónia e na ideação do Brasil independente

Escrita e Municipalismo na transição do Brasil-colónia e na ideação do Brasil independente

Território, espaço de integração e de identidade, instância de governo e de fomento do local, os municípios eram constitutivos da esfera pública. Eles eram esfera pública, com capacidade para a organização territorial e a concepção de projectos. Detinham poder político e económico para assegurar a realização de empreendimentos comunitários, fossem de natureza material, fossem de âmbito cultural e educativo. É o que fica ilustrado com a deliberação da Câmara de Caeté, da Comarca do Rio das Velhas, da qual a seguir se transcrevem alguns passos. 14 Por convocatória do Escrivão do Senado, no dia 23 de Janeiro de 1816, acorreram aos Paços do Concelho, em Acto de Vereação: os Juízes Ordinários presidentes; o Coronel José de Bitancurt; Luis Soares de Gouveia; as pessoas da Governança; Homens Bons do Povo. Tinham por intento “assentar nos meios mais louvados que se devem seguir para conclusão de uma Estrada que há-de seguir desta vila para a de Sabará”. Em face desta incumbência, “acordaram por unânime consentimento dos povos de contribuírem (...) com a taxa que for imposta por este Senado (...) mandando-se passar Editais para até o fim de março entrarem todas as somas que voluntariamente se oferece”. Na sequência desta deliberação, a obra deveria ter início no primeiro dia de Abril. Os que concorressem ficariam isentos da “contribuição para dita estrada”. Do termo constam mais de trinta assinaturas, entre as quais, as das pessoas “da Governança e Bons do Povo”.
Mostrar más

15 Lee mas

Tipos de trabalho da mulher na pesca do Litoral do Paraná

Tipos de trabalho da mulher na pesca do Litoral do Paraná

Este estudo trata dos tipos de trabalho realizados pelas mulheres na pesca do litoral do Paraná. A investigação foi realizada em três etapas. A primeira tratou-se de uma fase exploratória, de revisão bibliográfica e visitas as comunidades pesqueiras para identificação de casos representativos dos tipos de trabalho realizados pelas mulheres. A segunda etapa incluiu a aplicação de um questionário semi-estruturado, a realização de entrevistas abertas com roteiro, conversas informais e observações participativas para sete casos escolhidos como representativos de diferentes realidades da pesca marinha do Estado. A terceira etapa consistiu em entrevistas a informantes qualificados para complementar os dados levantados nas fases anteriores. Os resultados mostram que a escassez de recursos pesqueiros, e a irregularidade e imprevisibilidade da renda obtida com a atividade pesqueira favorecem que as mulheres das comunidades de pescadores se incorporem ao trabalho remunerado, dentro ou fora da pesca. Foram corroboradas as informações obtidas por Pierri et al., (2005), evidenciando que a inserção das mulheres na pesca (direta ou indireta) se diferencia segundo espaços geográficos que supõem diferentes recursos, condições e tipos de pescarias. Para decidir trabalhar na pesca ou na extração de organismos marinhos, tem um peso fundamental o fato de pertencer a uma cultura de pesca (comunidade e família). A escolha por trabalhar na pesca também depende das diferentes possibilidades de acesso a oportunidades econômicas fora da pesca e é relativo à qualificação de cada trabalhadora. A decisão de onde e como se inserir na atividade pesqueira está relativamente limitada em função do esforço físico exigido, das condições de segurança e da distância de sua casa. Contudo, quanto menor é a renda familiar, maior é a chance de participação na fase de captura propriamente dita, reduzindo o peso dos condicionantes relativos ao esforço físico e à segurança. Conclui-se que as formas de trabalho das mulheres das comunidades de pescadores do litoral do Paraná se diferenciam segundo a necessidade econômica - grau de pobreza/riqueza; segundo as possibilidades - inserção em família de pescadores, propriedade de meios de produção, acesso ao local de venda, capital para investir e saber fazer; e segundo as oportunidades – localização dentro das baías ou em mar aberto.
Mostrar más

195 Lee mas

Gestão por competências na gestão de pessoas do Instituto Federal do Paraná

Gestão por competências na gestão de pessoas do Instituto Federal do Paraná

O presente trabalho tem por objetivo propor um modelo de Gestão por Competências para o setor de RH do Instituto Federal do Paraná, que envolve o processo de seleção de servidores Técnico-Administrativos em Educação, num primeiro momento a proposta destina-se ao cargo de Assistente em Administração, buscando alocar o candidato de acordo com suas competências e conhecimentos na Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas do Instituto Federal do Paraná. O trabalho iniciou-se a partir de pesquisa documental e análise da política de ingresso no IFPR, da legislação brasileira em relação ao cargo de Assistente em Administração nas Instituições Federais de Ensino, análise das atividades desenvolvidas pelos Assistentes em Administração dentro da PROGEPE, identificação dos fatores que têm influenciado o desenvolvimento de atividades dentro do setor e a situação dos servidores no desenvolvimento de tarefas e também se pesquisou como a análise de currículo e histórico profissional do servidor, atrelada a execução de atividades tende a ser mais produtiva para a instituição em especial no que tange às políticas públicas. Propor mecanismos necessários, para que através da Gestão de Competência, seja possível a análise dos documentos que demonstrem atividades já desenvolvidas pelo indivíduo, tais como, currículo e experiência profissional e que se relacionem diretamente com a natureza e complexidade do cargo. Suprir uma organização com bons profissionais significa, antes de qualquer coisa, identificar as potencialidades de cada um deles, seus comportamentos, seus valores, formação, histórico profissional etc., relacionar as atividades que precisam ser desenvolvidas e alocar as pessoas de acordo com essa identificação. A aplicação da Gestão por Competências permitirá ao IFPR, após a aprovação no concurso público, levantar o perfil
Mostrar más

179 Lee mas

Estudo do resultado na Prova Brasil de 2011 das escolas com estudantes beneficiários do Programa Bolsa Família

Estudo do resultado na Prova Brasil de 2011 das escolas com estudantes beneficiários do Programa Bolsa Família

Vale ressaltar que a pesquisa apresenta limitações devido aos desenhos metodológicos adotados para a construção do banco de dados como o da Prova Brasil e do NSE – que foram as bases de dados secundárias desta pesquisa–, o que resultou em uma perda grande de escolas, especialmente das escolas pequenas e rurais que, quase não foram contempladas, mas que poderiam contribuir para uma maior precisão e representação da realidade da educação pública brasileira. Isso ocorre porque normalmente os dados só conseguem ser coletados onde há uma maior facilidade de acesso, o que se limita geograficamente a capitais e grandes centos urbanos. Desse modo, em pesquisas com o foco nas porções mais pobres da população, como é o caso deste estudo, as informações ficam escassas. Isso se dá porque os dados administrativos embora tenham robustez e legitimidade são gerados com a finalidade de ser fonte de dados para a gestão e não especialmente para as pesquisas acadêmicas.
Mostrar más

120 Lee mas

A mulher na política do Brasil

A mulher na política do Brasil

Ainda persistem enormes desigualdades entre homens e mulheres no exercício da atividade política. Houve, em especial após a Constituição de 1988, uma grande evolução da legislação na tentativa de reduzir estas desigualdades. As raízes da subrepresentação das mulheres estão na estratificação de gênero existente nos espaços públicos e privados, assim como na própria condição da mulher no mercado de trabalho. A imposição de papéis na família com duplas e muitas vezes tripla jornadas de trabalho também são responsáveis pela pouca presença das mulheres em cargos eletivos da administração pública.
Mostrar más

12 Lee mas

Caracterização química do mel Alombada e implementação do HACCP

Caracterização química do mel Alombada e implementação do HACCP

Segundo a legislação portuguesa, um dos critérios de composição ao qual o mel deve obedecer diz respeito ao teor de HMF e índice diastásico, parâmetros que são determinados após tratamento e mistura de méis, caso se realize 2 . Relativamente ao teor de HMF, este é um parâmetro que está relacionado com a frescura do mel uma vez que se encontra ausente no mel fresco e tem tendência para aumentar durante o processamento e/ ou envelhecimento do produto. O HMF pode ser formado pela desidratação de hexoses em meio ácido ou através da reação de Maillard 11 , sendo influenciado por: i) temperatura e tempo de processamento, ii) condições de armazenamento, iii) pH, e iv) fonte floral 16 . O teor máximo de HMF é 40 mg.kg -1 para os méis em geral, com exceção para os méis destinados ao uso industrial e méis cuja origem seja declarada de regiões tropicais ou misturas desses méis (teor máximo de HMF é de 80 mg.kg -1 ) 2 . Se os níveis de HMF se verificarem superiores aos legislados, tal indica que o mel sofreu sobreaquecimento e/ou más práticas de armazenamento. Por outro lado, tal como o teor de HMF, a atividade de diastase pode ser usada como um indicador do envelhecimento e sobreaquecimento do mel, dado que esta é uma enzima natural do mel e a sua atividade diminui em ambas as situações 20 . Contudo, a atividade de diastase deve ser usada com precaução dada a sua grande variabilidade, confirmada em diversos méis. Os níveis de diastase dependem da origem floral e geográfica do produto, bem como da sua frescura 16 . No que diz respeito ao índice diastásico, e segundo a legislação portuguesa, este é medido recorrendo ao uso da escala de Schade. Nesta escala, uma unidade de Schade, ou unidade de atividade da diastase, é definida como a quantidade de enzima que hidrolisa 0,01 gramas de suspensão de cozimento de amido, numa hora, incubada a 40ºC 35,36 . Para os méis em geral, o índice diastásico deverá ser, no mínimo, 8 unidades de Schade. Como exceção encontram-se os méis para uso industrial e os méis com baixo teor de enzimas (por exemplo, méis de citrinos) e teor de HMF não superior a 15 mg.kg -1 , cujo índice diastásico é 3 unidades de Schade, no mínimo 2 .
Mostrar más

106 Lee mas

O papel do Bolsa Família na redução da pobreza no Brasil:  Efeitos e implementação do programa no Nordeste e perspectivas futuras.

O papel do Bolsa Família na redução da pobreza no Brasil: Efeitos e implementação do programa no Nordeste e perspectivas futuras.

Isso representa um dado muito importante, sendo que no passado tal posição era ocupada principalmente pela região Sudeste onde concentra-se a produção industrial do país. O impacto do Bolsa Família contribuiu à um crescimento gerál também, no Nordeste concentra-se mais da metade da população muito pobre do Brasil portanto o 55% dos recursos do programa são direcionados aos pequenos municípios desta região, sobre tudo aqueles pertecentes ao espaço semi-árido. Neste sentido Araujo ainda ressalta que “nesses municípios foi interessante observar que, como as bases produtivas locais são muito modestas, o novo e sistemático fluxo de renda não só dava cobertura social aos beneficiados diretos, como também dinamizava as lojas, as farmácias, as padarias, as ferias semanais” o que constitui uma prova adicional da capacidade que o programa têm em promover o desenvolvimento econômico em áreas antecedentementes caracterizadas pela estagnação (2013:547). Isso é partilhado também por Marques que afirma que “de maneira geral [..] quanto menos desenvolvido for o município, maior será a importância relativa do Programa Bolsa Família. Em alguns casos, sem que haja necessidade de maiores investigações, não há dúvida de que o programa é responsável por boa parte das atividades econômicas realizadas nos municípios mais pobres” (2005: 23). O fato de ser um programa bém focalizado fez sim que o PBF representasse entre o 21 por cento e 16 por cento da queda total das desigualdades no Brasil mas como já introduzido anteriormente, o seu impacto geral sobre a pobreza foi bastante modesto. Na Tabela 2 observa-se que a contribuição do Bolsa à redução da pobreza é do 8% (P0), isso por que a quantidade de dinheiro transferida não é bastante para ultrapassar o limiar da pobreza. Del outro lado afectou significativamente o fosso da pobreza (P1) e a intensidade dela (P2) com uma queda do 18 porcento e 22 porcento respectivamente (Soares, 2012).
Mostrar más

75 Lee mas

Show all 10000 documents...

Related subjects