PDF superior A formação em CoInfo para o acesso à informação e aos serviços da Universidade de Brasília

A formação em CoInfo para o acesso à informação e aos serviços da Universidade de Brasília

A formação em CoInfo para o acesso à informação e aos serviços da Universidade de Brasília

INTRODUÇÃO Este artigo faz referência ao projeto de extensão cadastrado em edital específico da Universidade de Brasília (UnB) para atender a comunidade da Cidade Estrutural, que visa promover a formação de competências digitais, informacionais e de comunicação, por meio da capacitação em Competências em Informação (CoInfo) e práticas de pesquisa, a partir de ações multidisciplinares focadas nos processos de inclusão cidadã na sociedade da informação em zonas social e economicamente desfavorecidas. Sendo desenvolvido por equipe multidisciplinar na Faculdade de Comunicação (FAC) através de seu laboratório de preservação de memória CeDoc - Centro de Documentação, com o objetivo em desenvolver um modelo de aplicação teórica da CoInfo, em formato digital que possa servir de base para o projeto durante todo o seu desenvolvimento, Construindo um conjunto de indicadores quantitativos e qualitativos e assim avaliar a competência necessária para a aprendizagem para a cidadania em ambientes tecnológicos. Nessa ação de extensão serão estimuladas e promovidas as competências digitais, as habilidades de informação e comunicação em ambientes virtuais.
Mostrar más

13 Lee mas

Proposta de implementação do gerenciamento de serviços de tecnologia de informação no Centro de Informática da Universidade de Brasília

Proposta de implementação do gerenciamento de serviços de tecnologia de informação no Centro de Informática da Universidade de Brasília

Assim, fica claro o consenso de que a TI de hoje deve ser vista como uma provedora de serviços, de soluções, orientada ao negócio, com uma postura proativa, ou seja, não ser apenas provedora de tecnologia, mas também fornecedora de serviços que agregam valor a seus clientes. Para isso, Freitas [43], Fagury [36] e Magalhães e Pinheiro [69] corroboram que é fundamental que a TI se modernize, estabeleça o cliente e o negócio da instituição como o foco principal, conheça seus serviços, seus clientes e usuários e mude sua forma de comunicação com esses, pois as infraestruturas por trás do serviço (serviços de suporte) não interessam ao cliente, e sim as características dos serviços, tais como a qualidade do serviço, o tipo do serviço, a disponibilidade e o tempo de resposta. Esse entendimento é importante tanto para a área de TI como para as áreas de negó- cio da organização, pois tais áreas passam a ser o cliente da TI e isso leva à necessidade de estabelecer parâmetros que possam medir o que a TI entrega aos seus clientes. Esse relacionamento, conforme Sturm; Morris e Wander [105] é baseado em um contrato que descreve explicitamente os produtos e serviços a serem disponibilizados bem como os ín- dices a serem atingidos para o cumprimento dos compromissos acordados. Esse contrato tem sido representado por um instrumento denominado Acordo de Nível de Serviços
Mostrar más

183 Lee mas

Possibilidade de desenvolvimento da competência em informação na área de recursos e serviços de informação

Possibilidade de desenvolvimento da competência em informação na área de recursos e serviços de informação

Resumo: Para atender às demandas relacionadas ao acesso e uso da informação, faz-se necessária a formação de profissionais criativos, inovadores e competentes em informação. A universidade é um espaço propício para o desenvolvimento desses profissionais. O objetivo estabelecido está em identificar as possibilidades de desenvolvimento da competência em informação nas disciplinas: Fontes Especializadas de Informação e Serviços de Informação do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Ceará. A metodologia aplicada caracteriza-se por ser exploratória e documental, pois o primeiro momento se deteve em analisar os planos de ensino das disciplinas citadas com a finalidade de estabelecer as inter- relações entre a disciplina e o desenvolvimento dos padrões e indicadores da - Information Literacy Competency Standards for Higher Education da Association of College and Research Libraries (ACRL). Os resultados levam a crer, que a promoção da Competência em Informação, aliada à aprendizagem significativa, à aprendizagem por competência e à criatividade, envolve aspectos de mudança de filosofia, de modo a internalizar políticas e diretrizes à proposta curricular dos cursos de graduação nas universidades, efetuando-se um recorte, em especial, para os cursos de Biblioteconomia e sua área de formação profissional, promovendo as inter- relações, a inter, multi e transdisciplinaridade desejáveis aos bibliotecários na contemporaneidade.
Mostrar más

12 Lee mas

Competência
 em 
informação
 na 
Biblioteca
 Central
 da
 Universidade
 de 
Brasília
­
 BCE/UnB : 

teoria 
e 
prática
 para
 a 
capacitação
 de 
multiplicadores

Competência
 em 
informação
 na 
Biblioteca
 Central
 da
 Universidade
 de 
Brasília
­
 BCE/UnB : 

teoria 
e 
prática
 para
 a 
capacitação
 de 
multiplicadores



 Mata
(2009),
dissertando
sobre
a
competência
informacional
de
graduandos
de
 Biblioteconomia
 da
 região
 sudeste,
 começa
 sua
 fundamentação
 sobre
 o
 que
 de
 fato
 seriam
os
antecedentes
da
Competência
recorrendo
à
“Educação
de
usuários”
como
sua
 fundamental
 precursora.
 Utilizando‐se
 de
 Belluzzo,
 a
 autora
 afirma
 que
 a
 prática
 de
 “Educação
de
Usuários”,
que
surgiu
em
meados
do
século
XVIII
em
ambiente
acadêmico,
 se
tornou
relevante
para
os
profissionais
da
Biblioteconomia
quando
estes
perceberam
 uma
 defasagem
 no
 ensino
 básico
 dado
 até
 então.
 Tal
 defasagem
 foi
 explicitada
 na
 conclusão,
 por
 parte
 dos
 bibliotecários,
 de
 que
 essa
 educação
 não
 proporcionava
 aos
 possíveis
usuários
da
biblioteca
uma
formação
suficientemente
adequada
para
que
estes
 realizassem
 suas
 pesquisas
 bibliográficas.
 A
 autora,
 mais
 uma
 vez
 se
 utilizando
 de
 Belluzo,
afirma
que
esta
atividade
tornou‐se
presente
no
Brasil
somente
em
meados
da
 década
 de
 50,
 inicialmente
 voltada
 para
 instituições
 de
 educação
 superior
 como
 a
 Universidade
de
São
Paulo
(USP),
entidade
pioneira
em
orientação
bibliográfica
no
país.

 
 A
partir
da
criação,
no
ano
de
1970,
de
comitês
e
grupos
de
estudo
sobre
o
tema
 “Educação
 de
 usuários”,
 nos
 Estados
 Unidos,
 esse
 tipo
 de
 estudo
 torna‐se,
 afirma
 Pasquarelli
 (1996),
 popular
 em
 países
 expressivos
 como
 Canadá
 e
 Inglaterra.
 Não
 somente
 popular,
 torna‐se
 uma
 essencial
 atividade
 no
 cotidiano
 de
 bibliotecas
 universitárias
 e
 de
 cursos
 de
 instrução
 bibliográfica
 a
 estudantes.
 É
 exatamente
 nesse
 período,
 de
 acordo
 com
 Campelo
 (2006),
 que
 surge
 um
 novo
 movimento
 de
 práticas
 informacionais
e
pedagógicas
que,
mediante
a
substancial
necessidade
da
legitimação
do
 papel
educacional
do
bibliotecário,
se
revelaria
como
um
novo,
ou
como
a
remodelagem
 de
 um
 já
 tradicional,
 campo
 de
 trabalho
 biblioteconômico.
 Tal
 perspectiva
 seria,
 exatamente,
a
Competência
emInformação.


Mostrar más

97 Lee mas

Acesso à Informação Pública e Transparência Ativa: um Estudo do Sítio Institucional da Universidade Federal do Espírito Santo

Acesso à Informação Pública e Transparência Ativa: um Estudo do Sítio Institucional da Universidade Federal do Espírito Santo

[...] vale observar que em nenhuma passagem a Constituição ou a Lei 12.527/2011 vedam a divulgação dos nomes dos agentes públicos e de sua respectiva remuneração. As vedações constitucionais sobre o tema referem-se, como se sabe, às informações imprescindíveis à segurança da sociedade e do Estado (parte final do inc. XXXIII do art. 5º). No que concerne ao resguardo da intimidade, previsto no inc. X do art. 5º, as decisões desta Corte têm assentado que o vínculo funcional com o poder público pressupõe restrição à compreensão daquela garantia em termos absolutos, uma vez que o ingresso no serviço público traz consigo a sujeição a um regime jurídico próprio, no qual se insere o encargo de respeitar de forma ampla o princípio da publicidade, inclusive no que se refere aos detalhes de sua condição remuneratória. Assim, o fato é que a Lei 12.527/2011 consagrou, de maneira inequívoca, uma visão ampliadora do direito à informação, a qual não permite falar na possibilidade de restrições de acesso diversas das que já estão consagradas na Constituição e no próprio texto legal. Basta ver, nesse sentido, as normas constantes dos arts. 6º, 7º e 8º do ato legislativo, destacando-se, no que se refere ao tema em julgamento, o princípio do amplo acesso à informação pública (inc. I do art. 6º), o direito de acesso às informações relativas à administração do patrimônio público (inc. VI do art. 7º) e a determinação de que, no mínimo, sejam divulgados em detalhe todos os repasses e transferências de recursos financeiros (inc. II do art. 8º). Nesse quadro, cabe ao regulamento, sem extrapolar da função que lhe é reservada, cuidar da regência prática da aplicação da lei, sem que seja possível realizar distinções e reservas que não foram impostas pelo texto legal (BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Mandado de Segurança nº 32020/DF. Rel. Ministra Rosa Weber, j. 15/05/2013. Diário de Justiça Eletrônico. Brasília, 17 mai. 2013).
Mostrar más

149 Lee mas

A percepção da tríade acadêmica e dos agentes acadêmicos através da Competência em Informação (CoInfo) : uma experiência na Biblioteca Central da Universidade de Brasília com os Jovens Talentos para a Ciência

A percepção da tríade acadêmica e dos agentes acadêmicos através da Competência em Informação (CoInfo) : uma experiência na Biblioteca Central da Universidade de Brasília com os Jovens Talentos para a Ciência

que o impacto gradual do computador foi sentido pelo mundo bibliotecário e da informação” (CUNHA, 1984, p. 23). Quanto a esses impactos, Cunha (1984, p. 34) relata algumas informações, referentes ao uso da MEDLINE nas bibliotecas médicas canadenses e americanas, levantados por Glória Werner em 1978 junto aos bibliotecários destas instituições: aproximadamente 95% dos respondentes concordaram que, desde o advento dos serviços em linha, as expectativas do usuário sobre os serviços da biblioteca aumentaram, bem como aumentou o número de consultas e empréstimos entre bibliotecas; 94% acharam que estas bibliotecas estavam aptas a atender a um maior número de usuários e, por fim, 61% afirmaram terem feito assinaturas de novos periódicos como resultado direto do aumento de solicitações dos usuários do sistema em linha”. Em consulta ao arquivo da BCE, verificou-se que em 1978, no “Manual de uso da BCE”, aparece como oferta de serviço a consulta remota à BIREME via telex , com prazo de resposta de aproximadamente três semanas, onde seria possível, segundo o manual, pesquisar na base MEDLINE “online”, a partir de São Paulo.
Mostrar más

162 Lee mas

Compreendendo os conceitos de empatia à partir de uma experiência pragmática em Competência em Informação (Coinfo): o Programa Jovens Talentos para a ciência da Universidade de Brasília – UnB

Compreendendo os conceitos de empatia à partir de uma experiência pragmática em Competência em Informação (Coinfo): o Programa Jovens Talentos para a ciência da Universidade de Brasília – UnB

Pesquisas na psicofisiologia e medicina indicam que a empatia tem uma resposta humana universal, comprovada fisiologicamente. Mac Lean (Stepien 2006) sugere que o sistema límbico, uma das partes mais antigas do nosso cérebro, e suas conexões com o córtex pré-frontal estariam envolvidas na síntese da empatia. Eles proporcionariam aos homens a capacidade de se colocar no lugar dos outros. Dessa forma, uma empatia primitiva estaria presente desde cedo na evolução humana, e com a aquisição de novas estruturas cerebrais e circuitos neurais adicionou-se a essa empatia uma forma de cognição, de tal forma que pode ser experienciada em conjunto com uma consciência social mais desenvolvida.
Mostrar más

12 Lee mas

Lei de Acesso a Informação : o caso da Universidade de Brasília - UnB

Lei de Acesso a Informação : o caso da Universidade de Brasília - UnB

No dia 15/05/2012 é realizada a segunda reunião da comissão. É intitulada como segunda reunião, mas oficialmente é a primeira reunião da Comissão, tendo em vista, que a comissão foi oficializada no dia 04/04/2012 com o Ato da Reitoria n. 033 de 2012. Como ação dessa reunião temos a criação de um grupo de trabalho responsável por levantar a informação de quem são os responsáveis pela atualização das diversas páginas no site da UnB, bem como, desenvolver minuta que se refira à rotina de padronização/alimentação necessária para atender ao Decreto 7.724 de 2012. A comissão demanda à servidora Tereza Cristina, da Ouvidoria, o levantamento das necessidades para implantação do “ambiente de atendimento - SIC”, junto à Ouvidoria. Deixa a cargo da SECOM, elaboração de campanha para esclarecimento da Lei de Acesso à Informação com foco no Público Interno da UnB e a cargo do CEDOC elaboração de minuta a ser encaminhada ao DPO para formação de grupo para revisão geral dos fluxos de documentos da UnB. Como sugestão de ações a serem implantadas em médio prazo o membro do CPD deixa a proposta de reestruturação do sistema UnBDoc (sistema de controle de documentos arquivísticos da UnB).
Mostrar más

72 Lee mas

Sistema de informação gerencial para o Programa de Iniciação Científica (ProIC) da Universidade de Brasília (UnB)

Sistema de informação gerencial para o Programa de Iniciação Científica (ProIC) da Universidade de Brasília (UnB)

tos variam conforme o tipo de negócio em que uma empresa está envolvida, ou seja, um produto é manufaturado, uma conta é creditada enquanto outra é debitada, um assento é reservado, um pedido é incluído, etc. O controle e o processamento corretos destes eventos são críticos para uma empresa, sendo que estas atividades contribuem para seu sucesso ou fracasso. Para isso, muitas organizações possuem um conjunto de sistemas conheci- dos como sistemas transacionais ou sistemas Online Transaction Processing (OLTP) que capturam os eventos de forma individual e todos os detalhes associados a eles. Cada um destes sistemas está encarregado de um tipo diferente de atividades, e trata das transações de negócios segundo um conjunto de regras que garanta sua consistência e o armazena- mento de todos os detalhes associados. Para um sistema OLTP, os princípios de desenho como normalização e consistência de transações são extremamente críticos [ 12 ].
Mostrar más

104 Lee mas

Formação profissional em Terapia Ocupacional : o estágio supervisionado do Curso de Graduação da Universidade de Brasília – Faculdade de Ceilândia

Formação profissional em Terapia Ocupacional : o estágio supervisionado do Curso de Graduação da Universidade de Brasília – Faculdade de Ceilândia

The course of Occupational Therapy at the University of Brasília - Faculty of Ceilândia has been implemented since the second half of 2008, along with other courses in the health area. It is intended in the Ocuppational Therapy Course the use of an active methodology participation of students in the learning process. It is believed that the internship is the student opportunity to develop as a professional before graduation, making a milestone. General Objective: Understand how the Undergraduate Internship in Occupational Therapy, School of Ceilândia can provide learning, development and training. Specific Objectives: Understand the perceptions of teachers and professional supervisors in the internship in Occupational Therapy 1 and 2, about the development of competencies and skills necessary for the student's professional performance and analyze the perceptions of the difficulties encountered during the internship. Methodology: It’s about a qualitative research study and descriptive. It was used data of the research: Participatory evaluation of the Undergraduate course in Occupational Therapy FCE / UNB: active methods and the process of teaching and learning for vocational training, DEG notice 09/2011, questionnaires self applicable and documents undergraduate of the Therapy occupational course of University of Brasilia.For treatment of the data was used the content analysis and data triangulation.Results / Discussion: According to students and faculty field supervisors, the students in occupational therapy are developing the necessary skills and competencies to be a professional future. Supervisors said that students often do not reach the training field with all the knowledge expected, but that does not interpose their performance on stage. The contact with the practice and theoretical basis given by the supervisors extending the possibilities as a professional. Conclusion: Even though the course offered at UNB, is new and is still being structured, it was said that students are developing as expected, they’re leraning into practice with their field supervisor and the instructor. The bad points such as discrepancy in some prior knowledge expected, portrayed by students and supervisors can be revised and improved during the course implementation.
Mostrar más

39 Lee mas

Competências requeridas aos bibliotecários na prestação de serviços de informação em bibliotecas universitárias

Competências requeridas aos bibliotecários na prestação de serviços de informação em bibliotecas universitárias

e) processo de referência/assistência informacional: 9 conhecimentos, 11 habilidades e 8 atitudes. Faz-se necessário observar com relação às competências listadas para "conhecimentos", aparecem pontualmente conhecimentos técnicos como "conhecer a estrutura das fontes de informação"; "conhecer estratégias de busca diversas"; "conhecer fontes de referências diversas”; "conhecer técnicas de pesquisa", mas são também elencados conhecimentos relacionados à organização (biblioteca) e seus produtos e serviços, ou seja, conhecimentos sobre o ambiente interno. Outro bloco de conhecimentos que se destaca é relacionado aos usuários, formando um tripé: fontes de informação, biblioteca (ambiente interno: produtos, serviços, sistemas, pessoas) e usuários. Isto aponta para o investimento em conhecimentos não só de natureza técnica, mas de relações interpessoais, e de entrosamento no ambiente onde o profissional está atuando. Evidencia também que os bibliotecários envolvidos nos serviços de informação têm consciência de que são necessários mais do que conhecimentos técnicos para atuar com qualidade na área. Pode-se observar que no tocante as “habilidades” foi comum a todos os serviços a indicação de “ser capaz de auxiliar o usuário”. Parece óbvio tal constatação, porém algumas bibliotecas alocam bibliotecários para prestar serviços de informação sem esse perfil. Isso exige que seja identificado no profissional, respeito pelas necessidades dos usuários, sintonia com essas necessidades, disponibilidade de orientar as pessoas, flexibilidade, dentre outros aspectos.
Mostrar más

13 Lee mas

Mulheres mastectomizadas : acesso à informação e aprendizagem de capacidades

Mulheres mastectomizadas : acesso à informação e aprendizagem de capacidades

O cancro da mama e tratamento adjuvantes acarretam para a mulher uma série de consequências de índole física e psicológica vastamente descritos na literatura. Alterações ao nível da concepção da saúde e das políticas de saúde quer a nível nacional quer internacional, centram o processo de cuidados na pessoa como parceira activa, detentora de capacidades e como tal responsável pela tomada de decisão livre e esclarecida sobre a sua saúde e tratamento. Na mulher mastectomizada com linfadenectomia podem acontecer alguns problemas físicos como a diminuição da amplitude do movimento, diminuição da força, rigidez articular, edema e linfedema do membro homolateral. No sentido de assegurar a continuidade de cuidados, é necessário que a reabilitação e a alta hospitalar destas mulheres sejam planeadas pela equipa inter/multidisciplinar da qual fazem parte os enfermeiros, para que possam ser informadas, instruídas e treinadas acerca dos cuidados a ter, assim como sobre os exercícios que previnam e recuperem a capacidade funcional do membro homolateral à mastectomia. Neste sentido, a aprendizagem de capacidades torna-se fundamental, sendo que intrinsecamente se associa aos processos de informar, treinar e de interpretar. A escolha do tema: mulher mastectomizada, acesso à informação e aprendizagem de capacidades, teve como objectivos perceber junto das mulheres mastectomizadas os processos indicados, perceber a relevância dessa informação para a aprendizagem de capacidades e adaptação à sua nova condição de saúde, que recursos e estratégias utilizaram para suprir as dificuldades. Realizou-se um estudo do tipo qualitativo, exploratório e descritivo, num hospital de oncologia, cuja população alvo foi constituída por mulheres da consulta da mama, já mastectomizadas e com tratamentos de quimioterapia e radioterapia. A amostra foi constituída por 12 mulheres que relataram o seu testemunho através de uma entrevista semi-estruturada. Os resultados revelaram que: 50% receberam informação sobre a doença; 83,3% informação sobre o tratamento e ambas pelo médico na consulta; 75% receberam informação dos enfermeiros no internamento sobre os cuidados a ter com o braço; 75% receberam um livro com exercícios ao braço, no serviço de fisioterapia; 66,6% receberam informação sobre cuidados a ter com o braço afectado, nomeadamente pesos e esforços relacionado com a prevenção de complicações; 16,6% assistiram à realização de exercícios por outras doentes e 33,3% à exemplificação feita pelo fisioterapeuta; dos exercícios instruídos o mais referido (50%) foi o da roldana e 25% diz compreender a importância dos exercícios;
Mostrar más

160 Lee mas

Análise da qualidade em serviços na Universidade de Brasília : a percepção dos usuários do Sistema de Extensão - SIEx

Análise da qualidade em serviços na Universidade de Brasília : a percepção dos usuários do Sistema de Extensão - SIEx

Diante da apresentação dos dois modelos estatísticos, moda e prova da mediana, apresentados nesta pesquisa, percebe-se que a qualidade do SIEx está abaixo das expectativas dos usuários, segundo suas percepções. De acordo com as questões propostas na determinante tangibilidade, sugere-se que mudanças sejam realizadas na aparência e layout do sistema, além da busca por uma tecnologia mais moderna, o que contribuirá para a melhoria da qualidade no sistema. Outra sugestão que abrange as demais determinantes, é o treinamento contínuo da equipe responsável pelo SIEx para que estejam preparados e prontamente disponíveis para sanar as dúvidas dos usuários.
Mostrar más

46 Lee mas

Satisfação do cliente frente aos serviços de suporte em tecnologia da informação em uma instituição de ensino superior

Satisfação do cliente frente aos serviços de suporte em tecnologia da informação em uma instituição de ensino superior

O estudo busca entender a satisfação dos serviços de suporte em TI em uma IES na qual são prestados juntos aos maiores demandantes de solicitações (professores e alunos). O intuito da pesquisa e identificar os atributos de satisfação que estão envolvidos nessa prestação de serviço. Trata-se de uma pesquisa descritiva e tem o objetivo de levantar opiniões de uma população. Os aspectos mais importantes são os benefícios aportados pela satisfação, sua relação com os clientes e valores agregados na prestação dos serviços. Outra característica marcante do estudo, é que a pesquisa é classificada como ex- post-facto em que o estudo foi realizado após a ocorrência dos fatos. Para atingir os objetivos propostos (geral e específico) foi aplicado dois questionários com 05 questões semiabertas aplicadas aos alunos e docentes da IES. Após a análise dos dados, foi possível comparar o que diz a teoria com a realidade atual do setor de suporte em TI que presta os principais serviços de suporte junto aos seus clientes, e apurado os feedbacks dessas duas analises. Quantos aos objetivos específicos eles foram alcançados em que a satisfação dos serviços traz maior valor agregado e mais integração junto aos clientes demandantes de solicitações. Frente à percepção dos alunos e professores na coleta de dados, alcançou-se o objetivo geral em que se constata que os serviços são bons e que sua atividade fim é de sempre atender da melhor forma possível seu cliente fato esse que traz eficiência e rapidez nos serviços prestados a esse público.
Mostrar más

30 Lee mas

Repositórios institucionais da América Latina e o acesso aberto à informação científica

Repositórios institucionais da América Latina e o acesso aberto à informação científica

O segundo critério de seleção relaciona-se com o tipo de conteúdo armazenado nos 172 repositórios considerados institucionalmente definidos. Conforme foi discutido no capítulo quatro, a tipologia documental é um ponto fundamental nas discrepâncias e similaridades dos RIs. Como um dos resultados da RSL, determinou-se que nesta pesquisa são considerados documentos da produção acadêmica de uma instituição artigos científicos e seus pré-prints, trabalhos apresentados em eventos científicos, teses e dissertações, livros acadêmicos, dados brutos de pesquisa e os recursos educacionais de aprendizagem produzidos por seus pesquisadores. Apesar de ter sido considerado um conjunto amplo de tipos de documentos, decidiu-se que os artigos científicos produzidos pelos pesquisadores da instituição deveriam, necessariamente, estar presentes no repositório para que ele cumprisse satisfatoriamente o segundo item de avaliação. A obrigatoriedade da presença dos artigos científicos deve-se a sua centralidade nas discussões e iniciativas de acesso aberto e a sua preferência entre os canais formais de comunicação científica.
Mostrar más

182 Lee mas

IMPLEMENTAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA NO IFMG: impactos e desafios

IMPLEMENTAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA NO IFMG: impactos e desafios

espaço informacional em que vive. No contexto político, trata-se da obrigação dos gestores públicos de informar à sociedade sobre questões que interessam e envolvem a todos, visando à participação do cidadão no controle social das ações do Estado. Momentos políticos diversos ligados a regimes repressivos exerceram forte influência no impedimento deste direito fundamental, estabelecendo-se na administração pública a chamada cultura do sigilo. Acompanhando uma tendência mundial de construção social do acesso à informação pública e atendendo a um clamor social, foi implementada no Brasil a Lei 12.527/11, Lei de Acesso à Informação Pública. Nesta conjuntura, essa pesquisa objetiva analisar a aplicação dessa legislação em uma instituição federal de educação técnica e tecnológica de Minas Gerais, buscando elementos que permitam avaliar os desafios e impactos deste marco legal nesta instituição. Para tanto, são identificados elementos políticos e históricos referentes ao contexto informacional nos órgãos públicos brasileiros, sendo ainda abordados os temas cultura organizacional, gestão da informação e do conhecimento nas organizações públicas brasileiras. Utilizou-se a metodologia do estudo de caso, por meio de entrevistas, análise bibliográfica e documental, para coleta das informações referentes ao acesso a informações no ambiente pesquisado, com uma abordagem qualitativa na análise e interpretação dos dados. O resultado da pesquisa mostrou que os impactos e desafios para a efetiva implementação da LAI no órgão pesquisado estão estreitamente ligados às limitações da própria instituição em relação, principalmente, à sua cultura organizacional e à gestão da informação.
Mostrar más

96 Lee mas

Inovação em serviços e desempenho organizacional : estudo de empresas graduadas pela Incubadora de Base Tecnológica da Universidade de Brasília

Inovação em serviços e desempenho organizacional : estudo de empresas graduadas pela Incubadora de Base Tecnológica da Universidade de Brasília

Praticamente 100%. [...] A inovação é a base da empresa. [...] são inovações incrementais, são simples, são "balas", mas então baseadas... Em sintonia com o mundo, né? Baseadas em tecnologia da informação, com internet das coisas... Então assim, se você for analisar... É super inovador? Não. Mas é baseado em P&D... Teve muito esforço de engenharia pra construir... Então, assim, em termos de engenharia, sim, houve bastante investimento de inovação. Afinal de contas, tudo que a gente faz é engenharia, né? [...] o cliente quer que resolva o problema, né? Então, a gente tem que ir atrás de problemas... Uma vez que você resolve o problema, você usa dos conceitos de inovação, e tenta fazer isso. [...] E é problema real, não é um problema assim que... Ah, eu imaginei da minha cabeça... Não, estou trabalhando com clientes, o produto está em campo, entendeu? [...] A abordagem que a gente tem é um pouco diferenciada para os clientes. A gente procura integrar várias soluções... A gente é mais flexível. [...] Em termos de processo, o quê que a gente inovou na empresa? A gente aboliu praticamente tudo que a gente acreditava (no passado). Aboliu o conceito de empresa, o conceito de relação com funcionário... Hoje eu falo que a gente não tem funcionário, eu não posso ter funcionário... Eu preciso ter "fãncionario". A pessoa tem que ser seu fã. Não tem jeito. Funcionário só quer saber de 13º, não sei o que, quer tudo... O fã, não. O fã está com você para o que der e vier. Então, assim... Eu quero transformar todos os meus colaboradores em sócios. Eu não quero que nenhum seja meu funcionário. Quero que sejam meus sócios mesmo, que sejam donos do negócio. Porque (assim) eles conseguem ter uma visão diferente. Por isso que eu acredito que a gente vai conseguir reter a equipe, mesmo na crise, porque a gente não quer ter funcionário, a gente que ir muito além do que é isso aqui. Então, não existe crise pra quem tem visão de longo prazo... Pra quem quer desenvolver o cliente (EMPRESÁRIO 5).
Mostrar más

114 Lee mas

Acesso aos documentos de pesquisas científicas : um possível diálogo entre a Ciência da Informação e a Arquivologia

Acesso aos documentos de pesquisas científicas : um possível diálogo entre a Ciência da Informação e a Arquivologia

instituição ou por uma pessoa. A organização está diretamente ligada às funções de classificação, avaliação e descrição, tendo em vista serem essas funções responsáveis por organizar a informação e categorizar conjuntos documentais, conforme suas atividades ou funções (classificação); analisar os documentos, estabelecendo prazos de guarda e de destinação final (avaliação); e descrever conteúdos relacionados tanto aos documentos quanto aos contextos informacionais relacionados aos produtores e às funções e às atividades (descrição/indexação). Após a organização, torna-se possível recuperar a informação. Recuperada a informação, presume-se a difusão, a partir da transmissão e comunicação da informação. Além disso, deduz-se que o armazenamento adequado das informações permitirá a sua preservação. O objetivo final de todo esse ciclo é estimular o uso e dar acesso aos documentos de arquivo.
Mostrar más

13 Lee mas

Requisitos de informação gerencial aplicados à gestão de compras em Universidade Pública

Requisitos de informação gerencial aplicados à gestão de compras em Universidade Pública

A segunda etapa deste modelo compreende a tarefa de classificação e armazenamento de informação e a tarefa de tratamento e apresentação de informação podendo ocorrer simultaneamente. O objetivo desta etapa é determinar a forma de acesso às informações pelos usuários, facilitando este acesso e selecionando o melhor lugar para que as informações sejam armazenadas (McGEE; PRUSAK, 1994). A etapa de desenvolvimento de produtos e serviços de informação permite que os usuários finais possam utilizar os seus conhecimentos de forma que contribuam para o processo, pois os sistemas de informações também precisam do fator humano para ser eficiente. Por fim, por meio da última etapa, distribuição e disseminação da informação, além de atender as necessidades de informação que já foram determinadas, os sistemas de informações que pretendem apresentar um valor estratégico devem tentar antecipar as necessidades que ainda não foram identificadas (McGEE; PRUSAK, 1994).
Mostrar más

184 Lee mas

Lei de Acesso à Informação e Comunicação em universidades federais : conexões, perspectivas e desafios

Lei de Acesso à Informação e Comunicação em universidades federais : conexões, perspectivas e desafios

Neste item, buscamos apresentar os fundamentos metodológicos que sustentam este estudo. Como registra Pedro Demo (2002, p.359), “Bachelard consagrou a noção de que a qualidade do conhecimento depende, antes de tudo, da qualidade metodológica”. Demo (2002, p.351) ensina que o pesquisador tem o desafio de se questionar como se faz ciência: “A qualidade acadêmica de qualquer proposta está, antes de tudo, na acuidade epistemológica, ou seja, na preocupação com a possibilidade do conhecimento e da captação da realidade”. Essa captação da realidade passa pela formalização metodológica, que tenta enquadrar fenômenos sociais em um paradigma, conforme afirma o autor. Nessa tentativa, ocorre certa violência analítica, explica ele, pois forçamos realidades complexas não lineares a encaixarem-se em padrões para viabilizar análises. “Formalizar é sempre também alinhar. Alinhando realidades não lineares, as reduzimos a expectativas de ordenamento que podem ser muito mais nossas do que da realidade.” (DEMO, 2002, p.361). Ainda assim, tendo em vista o contexto dinâmico e complexo em que se estabelecem as relações sociais, a pesquisa qualitativa pode ser considerada a proposta “menos deturpante da realidade imprecisa”. (SALOMON, 2000, apud DEMO, 2002). “Não substitui a quantitativa, porque toda realidade social é, ao mesmo tempo, quantitativa e qualitativa, não cabendo qualquer dicotomia (DEMO, 2001a), mas quer ir além dela, para perscrutar as entranhas intensas da realidade extensa”, diz o autor (2002, p.363 - 364).
Mostrar más

165 Lee mas

Show all 10000 documents...

Related subjects