PDF superior FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

A formação continuada promovida pela secretaria de educação contou com doze oficinas com assuntos relacionados às ciências, ministradas por mestrandos do programa de pós-graduação da Unipampa (MPEC), Mestrado Profissional em Ensino de Ciências, com o objetivo de compartilhar conhecimentos. Falaremos a seguir especificamente da oficina sobre o bioma Pampa, a qual as autoras deste trabalho ministraram. Tema este, sugerido pelos próprios docentes da rede, em razão das dificuldades supracitadas.

5 Lee mas

O Plano de Ações Articuladas ( PAR ) e a formação continuada de professores em quatros municípios do Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil

O Plano de Ações Articuladas ( PAR ) e a formação continuada de professores em quatros municípios do Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil

1. Capacitar 44 professor(es) cursista(s) em curso de formação continuada, pela Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica - Aperfeiçoamento - Professores Educação Infantil. 2. Disponibilizar 126 kit(s) de material para suporte ao processo didático de implantação da Lei 10.639/03, pela SECAD - Formação para Diversidade - Educação das Relações Étnico-raciais. 3. Capacitar 4 professor(es) cursista(s) dos anos/séries iniciais do ensino fundamental, em curso de formação continuada para professores que atuam com crianças de 6 anos pela (S) Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica - Aperfeiçoamento - Professores Anos Iniciais do Ensino Fundamental. 4. Capacitar 8 professor(es) cursista(s) dos anos/séries finais do ensino fundamental, em curso de aperfeiçoamento na área de Alfabetização e Linguagem, pela Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica - Aperfeiçoamento em Alfabetização e Linguagem para Anos Finais do Ensino Fundamental. 5. Capacitar 4 professor(es) cursista(s) dos anos/séries finais do ensino fundamental, em curso de aperfeiçoamento na área de Artes e Educação Física, pela (S) Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica - Aperfeiçoamento em Artes e Educação Física. 6. Capacitar 8 professor(es) cursista(s) dos anos/séries finais do ensino fundamental, em curso de aperfeiçoamento na área de Educação Matemática e Científica, pela (S) Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica - Aperfeiçoamento em Educação Matemática e Científica para Anos Finais do Ensino Fundamental. 7. Capacitar 4 professor(es) cursista(s) dos anos/séries finais do ensino fundamental, em curso de aperfeiçoamento na área de ensino de Ciências Humanas e Sociais, pela
Mostrar más

13 Lee mas

Contribuições da etnobiologia para formação continuada de professores de ciências da educação escolar quilombola

Contribuições da etnobiologia para formação continuada de professores de ciências da educação escolar quilombola

A concepção de ensino tradicional aqui abordada, no qual esteve presente nos espaços escolares, trata-se do ensino através da transmissão de informações, no qual se valoriza apenas o trabalho individual como garantia para a apreensão do conhecimento. Este método é baseado na exposição verbal, análise e conclusão do conteúdo por parte do professor. Os conteúdos e procedimentos didáticos não têm nenhuma relação com o cotidiano do aluno e muito menos com as realidades sociais. O papel do professor no ensino tradicional é transmitir informações para os alunos, sendo o docente o único detentor do saber, corrigindo, avaliando e julgando as produções e comportamentos dos discentes, principalmente seus erros e dificuldades.
Mostrar más

27 Lee mas

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: UM ESTUDO EM COORDENADORIAS REGIONAIS DE EDUCAÇÃO DO RS

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: UM ESTUDO EM COORDENADORIAS REGIONAIS DE EDUCAÇÃO DO RS

Aspectos relacionados à atividade docente estão presentes em maior parte das respostas, sejam eles relativos à qualificação metodológica das áreas, novas metodologias voltadas ao ciclo de alfabetização, atualização pedagógica ou ainda assuntos que apresentem importância para o cotidiano da sala de aula. Nota-se, assim, uma vinculação da formação continuada oferecida pelas CREs pesquisadas à prática docente, mais especificamente no sentido de qualificação e atualização. Esta vinculação da formação continuada especialmente à qualificação e atualização docente é citado por Rosa e Schnetzler (2003).
Mostrar más

7 Lee mas

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES VIA MOODLE ATRAVÉS DO CURSO: PRODUÇÃO DE BIODIESEL E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES VIA MOODLE ATRAVÉS DO CURSO: PRODUÇÃO DE BIODIESEL E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

O curso desde a 1ª edição tem como objetivo proporcionar aos alunos conhecimento da produção de biodiesel e de educação ambiental, uma formação adequada para que seja disseminado o conhecimento e exercido de forma ética e ambientalmente correta. Na primeira edição o público alvo tratava-se de professores de escolas em geral, equipe pedagógica, discentes de IES (Instituições de Ensino Superior) e IFES (Institutos Federais de Ensino Superior), bem como a comunidade externa. Já para a segunda edição o diferencial está no fato de que nesta segunda edição os professores inscritos serão somente da área de ciências pelo fato de terem maior proximidade com o assunto em questão, pois a finalidade não é só a divulgação do conhecimento, mas também a disseminação do mesmo através de multiplicadores nas escolas. O curso tem 25 vagas e para as edições usa-se a plataforma Moodle, este tem carga horária total de 40h que está dividida em duas aulas presenciais (3h), palestras (3h), uma oficina de produção de biodiesel (4h) e cinco módulos á distância realizados através da plataforma Moodle (30h) Os cinco módulos á distância apresentam-se na forma de: introdução, processos e produção de biodiesel, matéria- prima e resíduos do processo, qualidade e utilização do biodiesel e educação ambiental (EA). Nestes cinco módulos o professor inscrito verá assuntos iniciais sobre energias renováveis, conceitos sobre biodiesel e sua produção, são também identificados os resíduos gerados na produção de biodiesel,onde além de tratar dos benefícios ambientais da produção e do uso do biodiesel e abordagem da definição de EA juntamente com o desenvolvimento da EA no Brasil e no mundo. E, a oficina de produção de biodiesel acontece no laboratório de biocombustíveis na UNIPAMPA - Campus Bagé. A prática é apresentada primeiramente através de conceitos teóricos e explicação do processo que envolve a produção de biodiesel, tanto em laboratório quanto em escala industrial. O experimento é realizado a partir da reação de transesterificação descrita por GERIS et al. (2007) onde utiliza-se óleo residual de fritura como matéria prima do processo, este é obtido através do Projeto de Extensão intitulado #BIORECICLE desenvolvido pelo Grupo de Pesquisa do laboratório em parceria com as escolas municipais de Bagé/RS.
Mostrar más

6 Lee mas

Ensino de microbiologia experimental para Educação Básica no contexto da formação continuada

Ensino de microbiologia experimental para Educação Básica no contexto da formação continuada

Resumo: O ensino sobre microrganismos na Educação Básica tem se mostrado bastante desafiador e, investigar se aulas experimentais de microbiologia, no contexto da formação continuada, qualificam o ensino sobre microrganismos, foi a questão norteadora dessa pesquisa. Para tal, realizamos um curso, no formato de oficinas com aulas experimentais para um grupo de 15 professores de ciências, no laboratório de microbiologia da UFSM/RS-Brasil. Durante o processo os professores responderam a questionários, realizaram experimentos evolvendo conhecimentos de microbiologia, montaram um kit com material necessário para realização desses experimentos nas escolas e receberam uma cartilha contendo a descrição dos mesmos. Dados coletados mostraram que os professores acreditam que as aulas experimentais têm como principais objetivos a motivação e a aprendizagem de conceitos científicos. Foi possível constatar também que a maioria dos docentes não realiza aulas experimentais de microbiologia devido à falta de material, conhecimento e tempo para preparo e execução. Após a caracterização do cenário em que ocorre o ensino sobre os microranimos, utilizou-se o espaço da formação continuada para elaboração e execução das oficinas. Observou-se que a formação continuada possibilitou aos professores relembrarem alguns conhecimentos científicos e construírem outros relacionados aos microrganismos. Foi possível perceber que os mesmos utilizaram tanto a cartilha quanto o kit microbiológico em suas escolas. Conclui-se que o ensino de microbiologia experimental no contexto da formação continuada, além de um importante recurso didático, pode colaborar na superação dos obstáculos inerentes ao próprio processo de construção do conhecimento dessa disciplina e assim qualificar o ensino sobre microrganismos na educação básica.
Mostrar más

23 Lee mas

Educação ambiental: concepções e práticas de professores de ciências do ensino fundamental

Educação ambiental: concepções e práticas de professores de ciências do ensino fundamental

Não obstante, não se conseguiu envolvimento que garanta aos projetos uma continuidade. Esta situação ocorre, por exemplo, quando uma proposta interessante não tem prosseguimento no ano seguinte quando ocorre troca de professores. Além disso, muitos dos projetos de educação ambiental trabalhados na escola são desenvolvidos em torno de temas já conhecidos, como, coleta seletiva do lixo, jardinagem, construção de uma horta, entre outros, que nem sempre cumprem seus objetivos. Dessa forma, não despertam nos alunos a consciência crítica para atuar e concretizar as ações propostas. Isso revela que as iniciativas existentes são marcadas pela falta de solidez em concepções teóricas e metodológicas para a construção de projetos de educação ambiental, revelando, novamente, a carência de formação continuada dos professores.
Mostrar más

25 Lee mas

PENSANDO A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA SOB O VIÉS DA LEI 9 394

PENSANDO A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA SOB O VIÉS DA LEI 9 394

Entre os objetivos centrais do projeto está a intenção de promover a formação continuada dos professores da rede pública do município de São Borja no ano de 2018, conforme as diretrizes institucionais da UNIPAMPA e o Plano Nacional de Educação ± PNE - em vigência, A formação continuada de professores apresenta-se como uma realidade que perpassa as dimensões institucionais e sociais e a Universidade deve incorporar de forma permanente e intensa, como atividade de extensão, numa relação de reciprocidade, ampliando os espectros do ensino e pesquisa e da extensão. Ao realizarmos discussões, queremos destacar nas oficinas pedagógicas, os elementos teóricos, metodológicos e didáticos de forma que promovam uma prática interdisciplinar, pois as áreas da história, da literatura e da arte, relacionam-se e interagem entre si, indo ao encontro da Lei nº 9.394 e do Curso de Ciências Humanas ± Licenciatura. Considerar na formação dos professores, a história, a cultura e a identidade do negro e do indígena das missões e da fronteira, dimensões locais e regionais, com suas especificidades, sem, contudo, perderem as dimensões macro que estão inseridas, como os processos de colonização, escravidão, luta e resistência do negro e do índio.
Mostrar más

5 Lee mas

Alfabetização científica sob o enfoque da ciência, tecnologia e sociedade: implicações para a formação inicial e continuada de professores

Alfabetização científica sob o enfoque da ciência, tecnologia e sociedade: implicações para a formação inicial e continuada de professores

No final do século XIX, a sociedade industrial impulsionou a alfabetização e a capacidade de leitura e escrita, visando integrar as pessoas na sociedade moderna, marcada pela industrialização. As atuais concepções de alfabetização científica (AC), no entanto, datam de meados do século XX, graças às reformas educacionais projetadas no cenário mundial e implementadas em muitos países desde os anos 1990. De lá para cá, o debate tem se intensificado; educadores e pesquisados do mundo todo tem se reunido periodicamente e reinvidicado a inclusão da abordagem CTS nos currículos, no ensino e na formação dos professores, a fim de fazer frente à necessidade de uma AC&T como parte essencial da Educação Básica. Até o final do século XX o compromisso atribuído ao Ensino de Ciências estava pautado no desenvolvimento da C&T, como responsáveis pelo desenvolvimento industrial de artefatos tecnológicos que, posteriormente, trariam benefícios à humanidade (perspectiva salvacionista da C&T). Nesse contexto, as escolas preparavam seus alunos para esse campo profissional e não incluíam a AC&T nos currículos escolares da época (Santos; Mortimer, 2002; Fagundes et al., 2009).
Mostrar más

21 Lee mas

A formação continuada de professores através do programa pacto nacional pela alfabetização na idade certa – Pnaic e sua contribuição para prática pedagógica docente.

A formação continuada de professores através do programa pacto nacional pela alfabetização na idade certa – Pnaic e sua contribuição para prática pedagógica docente.

Artículo Recibido: 11 /03/2017 Aceptado para Publicación: 07 /06/2017 RESUMO: A formação continuada de professores é a base das Políticas Públicas do Ministério da Educação (MEC) e da Secretaria de Educação Básica no Brasil (SEB). O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) é um programa do Governo Federal, do Distrito Federal, Estados e Municípios. Esta pesquisa tem como objetivo geral: Analisar a formação continuada de professores alfabetizadores através do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa- PNAIC e como este programa contribui para a prática pedagógica docente. Os objetivos específicos são: caracterizar o programa de formação continuada do professor alfabetizador; verificar a eficiência da formação continuada para melhoria da prática pedagógica através do PNAIC; observar e comparar a relação da formação com os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica- IDEB. A abordagem metodológica da investigação é de enfoque qualitativo do tipo descritivo, e estudo de caso. A pesquisa é baseada com técnicas e instrumentos de coleta de dados através de análise documental, observações diretas e entrevistas com professores, diretores e coordenadores que ocorreu no primeiro semestre de 2016. A população foi de (09) professores alfabetizadores, (02) diretores e (02) coordenadores da escola da rede estadual de ensino Augusto Olímpio de Belém-PA- Brasil. Os resultados mostraram que a formação continuada pelo PNAIC tem contribuído para a prática dos professores alfabetizadores, conforme se observou nas análises e conclusão do trabalho. Os professores alfabetizadores adquiriram mais conhecimentos didáticos que transformaram e inovaram suas práticas com atividades inovadoras, ganharam mais experiências através do curso de formação.
Mostrar más

20 Lee mas

ENSINO DE ASTRONOMIA PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

ENSINO DE ASTRONOMIA PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

A dinâmica oportunizou uma estratégia de ensino que pode ser colocada para as crianças, pois as massas de modelar e as esferas de isopor são materiais do cotidiano da criança, além de ser de baixo custo e que podem ser trabalhos de forma interativa e lúdica junto com diversas componentes curriculares, como Matemática, Ciências, Geografia e Artes.

6 Lee mas

O NÍVEL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DAS ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO DE JARAGUÁ DO SUL

O NÍVEL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DAS ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO DE JARAGUÁ DO SUL

A LDB também define que o Ensino Médio é a “etapa final da educação básica”, hoje o Ensino Médio tem como objetivo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico e a formação pessoal para que possa integrar seu projeto individual ao projeto da sociedade em que vive, buscando a orientação básica para a sua inserção no mundo do trabalho, além disso, um de seus alvos é que os alunos consigam aprender sozinho após a conclusão do ensino básico.
Mostrar más

15 Lee mas

Rompendo paradigmas: experienciando a aula passeio na formação de pedagogas da Universidade Federal de Sergipe

Rompendo paradigmas: experienciando a aula passeio na formação de pedagogas da Universidade Federal de Sergipe

Figurando na Resolução sob nº 25/2008 do Conselho de Ensino Superior de Ensino e Pesquisa da Universidade Federal de Sergipe, a disciplina Ensino de História nos anos Iniciais do Ensino Fundamental, apresenta carga horária de 60 horas. A ementa aprovada pelo Colegiado do Curso de Graduação em Licenciatura de Pedagogia estabelece o seguinte ementário: “Concepções de História. Ensino-aprendizagem. Conceitos básicos do ensino de História. Políticas públicas para o ensino de história. Livros didáticos do ensino de História”. À luz do direcionamento estabelecido para a disciplina, uma das proposições estabelecidas pelo docente foi a de possibilitar aos alunos matriculados recortes têmporo-espaciais de localidades sergipanas, tendo em vista que, para as séries iniciais, é imprescindível subsidiar a formação com pressupostos da história local, sobretudo, com olhares interdisciplinares e voltadas à realidade dos discentes.
Mostrar más

16 Lee mas

O ensino de ciências nos anos iniciais: contribuições da obra de Paulo Freire para ampliar perspectivas em um curso de formação continuada

O ensino de ciências nos anos iniciais: contribuições da obra de Paulo Freire para ampliar perspectivas em um curso de formação continuada

Resumo: O presente artigo analisa dados de um curso de formação continuada sobre ensino de ciências para os anos iniciais da Educação Básica. Participaram professoras recém-formadas que atuavam em escolas públicas. Foram realizados encontros periódicos para estudo, discussão e elaboração de materiais didáticos. Foram mobilizadores de reflexões os conceitos provenientes da obra de Paulo Freire, como autonomia, engajamento e vocação ontológica do ser humano em ser mais. Assim, aspectos da elaboração do conhecimento científico e tecnológico foram discutidos com vistas à sua inclusão nos planejamentos didáticos das participantes. Os dados da pesquisa foram obtidos por gravações em vídeo e áudio, além de tarefas em papel. Os diferentes registros foram tratados com base na análise de conteúdo. Os resultados mostraram que nem sempre as participantes conseguiam incorporar uma perspectiva crítica nas aulas de ciências. Vários aspectos foram elencados, como suas concepções sobre a natureza da ciência, tais como neutralidade, incontestabilidade e imutabilidade do conhecimento científico. As discussões no grupo, bem como as atividades realizadas ao longo do curso de formação continuada contribuíram para que as participantes passassem a considerar as ciências naturais como parte integrante da vida das pessoas e como resultante de atividades humanas, que apresentam interesses/influências políticas, econômicas e sociais.
Mostrar más

25 Lee mas

Una visión general sobre la integración del conocimiento tecnológico en la formación del profesorado de ciencias

Una visión general sobre la integración del conocimiento tecnológico en la formación del profesorado de ciencias

Quatro Estudos de intervenção buscavam avaliar como os currículos e políticas educacionais trabalhavam a integração das TDIC na formação de professores e, também, buscavam avaliar estratégias e cursos que permitissem o desenvolvimento do CTPC. Os resultados apontam para um melhor desenvolvimento da CTPC quando as ações eram feitas de forma reflexiva e baseadas em soluções de problemas. Também foi mostrado que os participantes tiveram dificuldades em compreender a diferença entre o CP e o CT. Isso dificultou o entendimento sobre a integração da CTPC, o que fez os autores sugerirem a necessidade de se refinar o modelo. Alguns artigos alegaram que a reflexão pode ajudar os futuros professores a simplificar a complexidade de sua prática, pois a consciência inicial CTPC era limitada e superficial (Koh, Woo e Lim, 2013; Lee e Kim, 2014; Liangyue, 2013 e Reyes, 2016).
Mostrar más

14 Lee mas

A formação continuada no processo de atualização de professores de física: Formação para o Software Tracker

A formação continuada no processo de atualização de professores de física: Formação para o Software Tracker

Para o sucesso do uso de ferramentas tecnológicas no ensino da Física, faz-se necessário que os professores tenham conhecimentos e se apropriem dessas tecnologias. As tecnologias de informação e comunicação são um meio efetivo de formação do potencial criativo dos professores e dos futuros professores de física, pois, a familiarização com estas tecnologias através de um processo educacional, permitem uma formação solida para o seu uso na sala de aula [20]. Isto deve ser oportunizado não só para os estudantes de licenciatura em Física, mas também para os professores já em exercício. Assim, primeiramente buscou-se verificar junto aos professores aspectos relativos a sua formação, uso da tecnologias e demais aspectos pertinentes ao objeto desta pesquisa. Neste sentido observou-se:
Mostrar más

10 Lee mas

A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES : OS IMPACTOS DA PÓS GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES : OS IMPACTOS DA PÓS GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

A trajetória da pesquisa é norteada por algumas questões, que expressam o processo de formação continuada destes professores através do mestrado, objeto de estudo desta pesquisa. Percebendo que o mestrado tem sido uma crescente opção dos professores de Educação Básica desta instituição, e que a pós-graduação, está prevista no Plano Nacional de Educação na meta 16, como um caminho de capacitação para os professores da Educação Básica. Sendo assim, pergunto: por que a busca destes professores pelo mestrado? Qual o sentido tem este para o professor de Educação Básica? O tema da pesquisa do professor mestrando era voltada para a sua prática docente? No decorrer do curso de mestrado cursou algum componente curricular na área de formação de professores? Ocorreu mudança a partir do mestrado? Como houve a transposição didática dos seus saberes para a prática docente? Qual o impacto pedagógico e ou político do mestrado na ação docente do professor de Educação Básica?
Mostrar más

7 Lee mas

Experiências de formação de professores em centros e museus de ciências no Brasil

Experiências de formação de professores em centros e museus de ciências no Brasil

Nesse espaço foi observado o Programa ABC na Educação Científica - Mão na Massa. Utiliza metodologia francesa, com módulos de atividades traduzidos e adaptados à realidade brasileira, voltado aos alunos de educação infantil e séries iniciais da educação básica. É baseado em atividades de experimentação simples e no método científico para testar as hipóteses levantadas pelos alunos. Toda a estrutura do programa é idealizada pela equipe técnica, todavia, há espaço para que os professores colaborem na modificação do material de apoio e kit didático dos módulos. Os professores realizam todas as ações propostas pelo projeto da mesma maneira sugerida aos alunos. Há grande ênfase para os conteúdos que são abordados nos módulos e discussão sobre a metodologia do projeto; a reflexão sobre a prática pedagógica é estimulada durante os encontros nas escolas. As ações desenvolvidas visam a modificação da prática pedagógica, no entanto não há aprofundamento sobre os referenciais teóricos e embasamento pedagógico do projeto.
Mostrar más

19 Lee mas

A produção de material didático como estratégia de formação permanente de professores de ciências

A produção de material didático como estratégia de formação permanente de professores de ciências

Desde a perspectiva crítica da pedagogia, Giroux (1997) entende que os professores dos quais a sociedade precisa devem ser profissionais com uma grande leitura de mundo, capazes de visualizar o contexto de seus conteúdos dentro de uma visão ampla de ensino e realidade sócio- econômica. Assim, salienta que os professores devem assumir uma responsabilidade ativa pelo levantamento de questões sérias acerca do que ensinam, como devem ensinar, e quais são as metas mais amplas pelas quais estão lutando. Isto significa que eles devem assumir um papel responsável na formação dos propósitos e condições de escolarização, desenvolvendo uma linguagem crítica que esteja atenta aos problemas experimentados ao nível da experiência cotidiana, particularmente aquelas relacionadas às experiências pedagógicas ligadas à prática em sala de aula.
Mostrar más

24 Lee mas

Chemical composition of essential oils and anticholinesterasic activity of Eugenia sulcata Spring ex Mart.

Chemical composition of essential oils and anticholinesterasic activity of Eugenia sulcata Spring ex Mart.

Rua Doutor Mário Viana 523, Santa Rosa, CEP 24241-000, Niterói, RJ, Brazil 2 Departamento de Ciências, Faculdade de Formação de Professores,. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Dr[r]

1 Lee mas

Show all 10000 documents...

Related subjects