PDF superior Os efeitos do atraso dos reforços sobre a ressurgência

Os efeitos do atraso dos reforços sobre a ressurgência

Os efeitos do atraso dos reforços sobre a ressurgência

alvo foi sempre maior, na fase de Teste, em momentos da sessão que correspondiam à fase de Treino. Assim, controle temporal sobre a taxa de respostas alvo no início da fase de Teste não pode ser eliminado como uma variável de controle nesse experimento. Para tentar eliminar o controle temporal, no Experimento 4 o procedimento do Experimento 3 foi utilizado, exceto que a fase de Teste tinha início ao final da última sessão das fases de Treino e Eliminação. Ressurgência de maior magnitude no componente imediato foi observada para duas de quatro ratas mas, como no Experimento 3, controle temporal sobre a taxa de respostas alvo na fase de Teste foi observado. Em geral, no presente estudo, ressurgência de maior magnitude foi obtida no componente imediato do que no componente com atraso. Limitações do procedimento dos presentes experimentos e sugestões para o refinamento do procedimento para o estudo dos efeitos do atraso dos reforços sobre a ressurgência são discutidos.
Mostrar más

61 Lee mas

Efeitos da variação comportamental durante o atraso do reforço sobre a escolha por autocontrole

Efeitos da variação comportamental durante o atraso do reforço sobre a escolha por autocontrole

tem sido contestada por outros pesquisadores. Sonuga-Barke, Lea e Webley (1989), por exemplo, expuseram crianças com idades diferentes (4, 6, 9 e 12 anos) a uma situação de autocontrole onde os atrasos para o reforço de maior magnitude variavam ao longo das condições experimentais, não havia igualação temporal entre os elos de AC e de IP e as sessões terminavam após um determinado número de reforços (no caso, pontos). Dessa forma, em algumas condições as crianças obteriam um número maior de reforços, ao final da sessão, se preferissem o elo de AC, enquanto que em outras condições, um número maior de reforços era obtido se preferissem o elo de IP. Os resultados indicaram que as crianças de 12 anos apresentaram escolhas mais sensíveis à mudança nos atrasos do que as demais crianças, ou seja, tenderam a obter o maior número possível de reforços ao final da sessão, a despeito do elo corresponder a AC ou IP. Adicionalmente, no estudo de Darcheville, Rivière e Wearden (1993), em que havia igualação temporal entre os elos de AC e de IP, e o reforço era a apresentação de um desenho, crianças pré-verbais de 3 a 5 meses apresentaram preferência pelo elo de AC. Esses resultados sugerem que a preferência pelo elo de AC ou de IP, não pode ser atribuída, respectivamente, à presença ou não de comportamento verbal no repertório de um organismo, uma vez que organismos verbais podem preferir o elo de IP (Sonuga-Barke & cols., 1989), assim como organismos pré-verbais podem preferir o elo de AC (Darcheville & cols., 1993).
Mostrar más

93 Lee mas

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO HERBICIDA ROUNDUP SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE DROSOPHILA MELANOGASTER

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DO HERBICIDA ROUNDUP SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE DROSOPHILA MELANOGASTER

Em relação ao desenvolvimento foi possível perceber um déficit relacionado ao aumento progressivo das concentrações do herbicida. As concentrações de 1 e 2mg/ L demonstraram maiores números de eclosão nos primeiros dias em relação a grupos maiores. As Drosophila apresentaram um atraso no desenvolvimento e uma expressiva mortalidade a partir da concentração de 5mg/L. Nas concentrações de 10 e 20mg/ L o nascimento das moscas se deu mais tardiamente em relação aos demais tratamentos apresentando também um valor abaixo do grupo controle e tratamentos de menor concentração.
Mostrar más

6 Lee mas

O impacto da lei dos compromissos e dos pagamentos em atraso nos municípios do Algarve

O impacto da lei dos compromissos e dos pagamentos em atraso nos municípios do Algarve

- Segundo a alínea a) do n.º 3 do art.º 8.º da LCPA, as entidades “municípios” em que se verifique o aumento dos pagamentos em atraso, não poderão beneficiar da utilização da previsão de receitas próprias a cobrar nos três meses seguintes para efeitos do cálculo dos fundos disponíveis. A redução dos fundos disponíveis condiciona assim, a assunção dos compromissos, o que poderá colocar em causa a prossecução dos compromissos que os municípios têm perante a sociedade. - A alínea b) do n.º 3 do art.º 8.º estabelece que as entidades, que tenham aumentado os seus pagamentos em atraso, podem beneficiar de um aumento temporário, e excecionalmente, dos fundos disponíveis (n.º 1 do art.1.º da LCPA) desde que sejam autorizadas no caso dos municípios, pelo órgão executivo. Contudo, para a supressão da redução dos fundos disponíveis, não é exigido que deixem de existir pagamentos em atraso, mas sim, que se retome o nível de pagamentos em atraso, à data em que se verificou o aumento dos mesmos. Assim, a entidade “município” terá de proceder à correção dos fundos disponíveis. As consequências subjetivas de natureza institucional podem também incidir, segundo Fonseca (2013), na realização de auditorias efetuadas às entidades, quando se verifique que estas estão a infringir as disposições da LCPA, ou que sejam apresentados riscos acrescidos de incumprimento pelas entidades sujeitas à LCPA. O art.º 12.º desta lei estipula que as auditorias, a estas entidades, são efetuadas pela Inspeção Geral de Finanças (IGF), ou pela inspeção setorial respetiva.
Mostrar más

140 Lee mas

Efeitos da arborização urbana na redução do escoamento pluvial superficial e no atraso do pico de vazão

Efeitos da arborização urbana na redução do escoamento pluvial superficial e no atraso do pico de vazão

Quanto ao atraso na ocorrência dos picos de vazão, a mangueira foi a espécie que melhor atrasou a ocorrência do pico de escoamento superficial, 7 min (Tabela 3). Enquanto que o oiti foi o indivíduo com menor interferência no tempo de ocorrência da vazão de pico, apenas 1 min. Tais resultados refletem a relação direta das características arbóreas das espécies com suas respectivas capacidades de interferência no escoamento superficial e vazões de pico. De modo geral, o pico de vazão teve redução do volume variando entre 1 e 2.1 mm/min, e quanto ao retardo no tempo ao pico entre 1 a 7 min para este evento de maior PB. Tais interferências, assim como, nas pesquisas de Seitz e Escobedo (2011) que obtiveram reduções variando entre 4 mm/min a 13 mm/min, teve influência da intensidade e duração do evento, bem como da cobertura do solo. Nas áreas com maior capacidade de infiltração e cobertura arbórea, o desempenho, via de regra, delineia-se mais eficaz.
Mostrar más

15 Lee mas

Taxa de desconto em procedimento com probabilidade e atraso do reforço : efeitos da exposição ao álcool durante a adolescência em ratos

Taxa de desconto em procedimento com probabilidade e atraso do reforço : efeitos da exposição ao álcool durante a adolescência em ratos

Os resultados do Experimento 2 não mostraram a mesma consistência dos encontrados no Experimento 1. Tomados em grupos, os dados apresentam uma leve característica de desconto e, apesar da função que melhor descreve os dados do grupo AC (atraso/controle) ser a exponencial, assim como encontrado no Experimento 1, no grupo AA (atraso/álcool) os dados são melhor representados por uma função polinomial de segundo grau. Essa função tem como curva característica uma parábola que, por sua vez, demonstra o aumento da escolha pela alternativa com atraso (condições de 8 e 10 segundos) e com maior magnitude de reforço (ver Figura 10). Por outro lado, os dados tomado em grupo, principalmente referente ao grupo AA, devem ser analisados com cautela devido à grande variabilidade observada entre os sujeitos. Essa variabilidade pode refletir efeitos do álcool que pode induzir atividades motoras que interferem com os requisitos da tarefa e que podem mesmo atenuar ou neutralizar a impulsividade sugerida na literatura.
Mostrar más

64 Lee mas

Resistência à mudança : efeitos da instrução e da taxa de reforços

Resistência à mudança : efeitos da instrução e da taxa de reforços

compreendia não somente os cinco acertos, mas também os erros. Essa incerteza em relação à ocorrência do reforço pode ter favorecido o controle pelo vídeo, gerando uma diminuição na taxa de respostas desses participantes. Um segundo aspecto que pode ter contribuído para a menor resistência entre os participantes do Grupo COM está relacionado à diferença entre a taxa de reforços dos dois grupos na Condição de Treino. Um vez que instruções facilitam a aquisição do responder, era esperado que os participantes do Grupo COM apresentassem desempenhos mais eficientes e, assim, recebessem um maior número de reforços do que os participantes do Grupo SEM. Isso poderia gerar maior resistência no primeiro grupo, o que dificultaria a avaliação da variável presença versus ausência de instruções. Para contornar esse problema foi usado o acoplamento do número de reforços. Entretanto, o acoplamento reduziu, mas não eliminou, a diferença entre os reforços obtidos por ambos os grupos. Conforme descrito no método, as características do acoplamento permitia que o participante do Grupo COM, no máximo, obtivesse a mesma quantidade de reforços obtidos pelo participante do Grupo SEM ao qual foi acoplado. Assim, os participantes do Grupo COM apresentaram porcentagens de taxa de reforços obtidos um pouco inferiores àquelas dos participantes do Grupo SEM, o que pode ter favorecido, como sugerem os estudos de resistência (Bouzas, 1978; Nevin e cols., 1983; Nevin e cols., 1990), a menor resistência observada no primeiro grupo.
Mostrar más

69 Lee mas

Efeitos do tempo de liberação miofascial com bastão sobre o desempenho neuromuscular dos flexores do cotovelo

Efeitos do tempo de liberação miofascial com bastão sobre o desempenho neuromuscular dos flexores do cotovelo

Sullivan et al. (2013) compararam quatro diferentes tempos de LMF (1x 5”, 2x 5”, 1x 10”, 2x 10”). A amostra foi composta por 17 voluntários recreacionistas (sete homens e 10 mulheres), sendo que três homens e seis mulheres participaram do grupo controle, os quais não sofreram nenhuma intervenção. Os participantes realizaram duas visitas ao laboratório, separadas por 24h, tendo sido realizadas duas intervenções em cada uma delas. Com o auxílio de um equipamento criado pelos pesquisadores, os voluntários foram expostos às intervenções nos isquiostibiais, separadas por um IR de 30 minutos, em pernas opostas. A carga de 13 kg foi determinada e mantida pelo equipamento (Figura 1A) e a frequência de 120 bpm foi controlada por um metrônomo. Foram avaliadas as variáveis dependentes ADM, a ativação muscular, a contração isométrica voluntária máxima (CIVM) e o atraso eletromecânico. Houve aumento significativo da ADM, sem déficit no desempenho neuromuscular, nos maiores tempos de intervenção (2 x 10”). Os pesquisadores sugerem que novos estudos precisam ser realizados com tempos de intervenções maiores, sugerindo que o tempo de LMF pode alterar as respostas fisiológicas. Apesar de apresentar um maior rigor metodológico, o estudo também mostra curtos IR entre as sessões de LMF.
Mostrar más

49 Lee mas

Atraso dos reforços, taxa de respostas e resistência à mudança

Atraso dos reforços, taxa de respostas e resistência à mudança

A Figura 10 mostra a relação entre a resistência diferencial entre os componentes (componentes com atraso menor ou com atraso maior - componente imediato) e a diferença na taxa de respostas entre os componentes na LB (Análise foi conduzida como na Figura 5). Para isso, cada ponto foi calculado a partir da diferença do log (base 10) da resistência média entre os componentes do esquema múltiplo, em cada condição, para cada rata; este valor, então, foi analisado como função da diferença da média da taxa de resposta das últimas cinco sessões de linha de base entre os componentes do esquema múltiplo (média da taxa de respostas do componente imediato/ média da taxa de respostas do componente com atraso maior e com atraso menor). Valores positivos e negativos indicam, respectivamente, que a resistência foi maior nos componentes com atraso e no componente imediato. Os resultados dos testes de extinção indicam uma relação direta entre as variáveis: quanto maior a diferença na taxa de respostas entre os componentes do esquema múltiplo na LB, maior a resistência à mudança diferencial. Esses resultados replicam aqueles do Experimento 1 (Figura 5) e aqueles dos estudos de Kuroda et al. (2018), Nevin et al. (2001) e Teixeira (2017). Para os testes de saciação, não se observou uma relação entre diferença na taxa de respostas e resistência à mudança diferencial. Nesse caso, maior a resistência à mudança diferencial foi encontrada quando houve uma menor diferença na taxa de respostas entre os componentes do esquema múltiplo na LB. Por fim, também é possível verificar nessa figura que a resistência à mudança diferencial entre os componentes foi maior nos testes de extinção do que nos testes de saciação.
Mostrar más

70 Lee mas

Restabelecimento, ressurgência, renovação e resistência à mudança : efeitos da taxa de respostas e de reforços

Restabelecimento, ressurgência, renovação e resistência à mudança : efeitos da taxa de respostas e de reforços

empregaram a segunda; para investigar ressurgência, da Silva e cols. (2008) e Podlesnik e Shahan (2009) utilizaram a primeira medida, enquanto Reed e Morgan (2007) e Cançado e Lattal (2011) empregaram a segunda medida; para avaliar renovação, Berry e cols. (2014) e Podlesnik e Shahan usaram a primeira medida, e Todd e cols. (2012) utilizaram a segunda. No entanto, Cançado, Abreu-Rodrigues e Aló (2016) argumentam que, embora ambas as medidas representem o fenômeno da recaída, elas oferecem informações diferentes sobre esse fenômeno. A taxa de respostas na Condição de Teste como proporção da Condição de Eliminação mostra o quanto a taxa de respostas reaparece após sua extinção. Dada a consistência entre essa medida e a definição padrão de recaída, i.e., recorrência de uma resposta previamente reforçada e posteriormente extinta (Epstein, 1983, 1985), Cançado e cols. a denominam ‘restabelecimento’, ‘renovação’ ou ‘ressurgência’, dependendo do processo sob análise. Por outro lado, a medida de taxa de respostas na Condição de Teste como proporção da taxa de respostas na Condição de Treino aponta o quanto a taxa de respostas na última condição se aproxima daquela obtida na primeira condição. Essa medida foi denominada por esses autores de ‘recuperação’. Uma vez que as medidas relativas de recaída podem fornecer informações inconsistentes (i.e., o restabelecimento pode ser maior em um componente de um esquema múltiplo do que em outro, mas o oposto pode ocorrer com a recuperação), os autores propõem o uso de ambas na avaliação do fenômeno. Essa recomendação foi seguida no presente estudo.
Mostrar más

74 Lee mas

Arquivamento do Inquérito Policial: uma análise sobre a imutabilidade dos seus efeitos

Arquivamento do Inquérito Policial: uma análise sobre a imutabilidade dos seus efeitos

No primeiro caso, arquivamento fundado nos incisos II e III do artigo 395 do CPP ter-se-á uma sentença que impede o enfrentamento do caso penal, porém, precluídas as vias recursais e impugnativas, ocorre tão somente a coisa julgada formal, sendo possível novas pesquisas por parte da autoridade policial quando houver notícia de novas provas, o chamado desarquivamento na forma do artigo 18 do CPP, ou o ofere- cimento de denúncia ou queixa com base em novas provas, conforme interpretação jurisprudencial sedimentada pelo verbete sumular 524 do STF. Neste caso ocorre a estabilidade da decisão, mas não a imuta- bilidade dos seus efeitos.
Mostrar más

24 Lee mas

Efeito do atraso do arrefecimento na qualidade de frutos de morango e framboesa

Efeito do atraso do arrefecimento na qualidade de frutos de morango e framboesa

Portugal tem regiões com excelentes condições para a produção de framboesas com qualidade, podendo assegurar-se a sua disponibilidade para o mercado em fresco, durante períodos de tempo mais alargados, desde que os produtores recorram a adequadas tecnologias de produção, em que se inserem a cultura protegida com cultivares apropriadas, diversas épocas e densidades de plantação e diferentes datas de poda das plantas (Sousa, 2007). Através da cultura protegida nas regiões do litoral alentejano, Algarve e Ribatejo e Oeste consegue-se produzir framboesa durante praticamente todo o ano e através da cultura de ar livre é possível obter produção de framboesa entre abril e setembro. Portugal tem condições para produzir framboesa entre Outubro e Dezembro, período em que poucos países conseguem produzir. Esta é uma das mais-valias que faz com que o sector tenha grande rentabilidade, sendo também uma das razões pelas quais as empresas de capital estrangeiro se têm vindo a instalar no nosso país (OMAIAA, 2011a).
Mostrar más

228 Lee mas

Dicen que somos el atraso

Dicen que somos el atraso

Galería Daniel Morón, which defines itself as a collective without a physical space, created the work Galería Bicentenario (GB) in 2009 for the now-defunct Sala Cero; the curatorial p[r]

48 Lee mas

Efeitos do Programa Bolsa Família sobre o rendimento escolar : a percepção dos professores

Efeitos do Programa Bolsa Família sobre o rendimento escolar : a percepção dos professores

Não há como falar de pobreza sem trazer determinadas questões, pois o capitalismo e seus efeitos tem total relação com o processo de pobreza e desigualdade social desencadeada no Brasil e em países da América Latina. Com a globalização, fenômeno que ocorreu com a expansão do capitalismo e se traduz em diversas mudanças nas relações econômicas, de trabalho, nas formas de dominação e nos fluxos de informações ao redor do mundo, muitas empresas se uniram formando grandes blocos ao redor do mundo fazendo com que pequenas empresas não conseguissem sobreviver. Com os lucros maximizados, passaram a aproveitar dos países subdesenvolvidos para conseguir mão-de-obra barata, matéria-prima abundante, baixo custo e ainda subvenção de impostos. Dessa forma, podemos visualizar o que Boron (2010) mencionara: o capitalismo só faz bem aos ricos, mas muito mal aos pobres.
Mostrar más

15 Lee mas

A estabilização dos efeitos da tutela antecipada antecedente e o princípio do contraditório

A estabilização dos efeitos da tutela antecipada antecedente e o princípio do contraditório

O que é de duvidosa legitimidade constitucional é equiparar os efeitos do procedimento comum – realizado em contraditório, com ampla defesa e direito à prova – com os efeitos de um procedimento cuja sumariedade formal e material é extremamente acentuada. Essa opção do legislador, portanto, remete ao problema de saber qual é a função do processo civil no Estado Constitucional. Somente a partir dessa perspectiva será possível analisar se semelhante opção é suportada pela nova ordem constitucional. Sendo a obtenção de uma decisão justa uma das finalidades do processo civil no Estado Constitucional, o que remete para a necessidade de construirmos procedimentos orientados à sua busca, parece-nos que a limitação do direito ao contraditório e do direito à prova ínsita à sumarização procedimental e material da não antecedente atua em sentido contrário à busca por uma decisão justa – e, pois, desmente uma das razões de ser da necessidade de um processo justo. 191
Mostrar más

57 Lee mas

Efeitos do Sistema de Inovação no Desempenho Exportador dos Municípios de Minas Gerais

Efeitos do Sistema de Inovação no Desempenho Exportador dos Municípios de Minas Gerais

Além da variável de grau de pessoal ocupado em P&D, a variável grau de pessoal ocupado na indústria de transformação também não se mostrou significativa, tal resultado pode ser explicado pelo fato de o potencial industrial não estar sendo direcionado para as exportações, além disso, à falta de dinamismo do empresariado nacional no que tange ao desenvolvimento de inovações e à forte presença de empresas transnacionais que mantêm suas atividades de P&D em suas matrizes, de modo a não estabelecer conexões locais no processo inovativo. Esses fatores ajudam a atrofiar o desenvolvimento dos SI’s regionais (FAJNZYLBER, 2000) e o desenvolvimento das exportações. Santos (2010) afirma que especialização industrial não é determinante essencial do desenvolvimento de um SI local.
Mostrar más

20 Lee mas

Central do Carregado e central do Ribatejo: avaliação comparativa dos efeitos na qualidade do ar

Central do Carregado e central do Ribatejo: avaliação comparativa dos efeitos na qualidade do ar

Os dados de entrada relativos às características das fontes pontuais de poluição contemplam essencialmente a altura, diâmetro, temperatura e velocidade de saída dos gases e localização da fonte. O caudal mássico emitido também é um dado de entrada associado à fonte emissora. Os dados horários relativos à meteorologia de superfície incluem a direção e velocidade do vento, e a temperatura do ar ambiente. O modelo requer ainda, as classes de estabilidade, de acordo com a classificação de Pasquill-Gifford. Elaborada por Pasquill, em 1961, esta classificação é o método mais antigo e comum para a determinação da estabilidade atmosférica. Através da velocidade do vento à superfície e da radiação solar incidente, Pasquill qualificou a turbulência em seis classes de estabilidade (Tabela 4.1), nomeadamente “A”, “B”, “C”, “D”, “E”, “F”, sendo “A” a classe menos estável e mais turbulenta, e “F” a classe mais estável e menos turbulenta (Pasquill, 1961).
Mostrar más

91 Lee mas

Classes de Equivalência: Efeitos do Elemento Redundante e da Ordem dos Testes

Classes de Equivalência: Efeitos do Elemento Redundante e da Ordem dos Testes

Moreira (2010) realizou três estudos com adultos típicos com o objetivo de investigar parâmetros de procedimentos que produzem respostas de escolha sob o controle das dimensões dos estímulos programadas pelo experimentador. Foram treinadas três relações AB (A1B1, A2B2, A3B3) e três relações BC (B1C1, B2C2, B3C3), com a tarefa de discriminação simples simultânea com estímulos compostos, e realizados testes de discriminação simples e condicional. A estrutura de treino linear resultou em formação de duas e três classes de equivalência. A forma de composição dos estímulos negativos em cada tentativa afetou a emergência de relações condicionais e não foi verifi cada diferença nos resultados com os dois tipos de testes. Um quarto estudo foi realizado para testar uma manipulação que poderia produzir relações estímulo-estímulo diferentes das explicitamente programadas. Para tanto, foi acrescentado um elemento redundante (uma pequena mancha preta) nos estímulos de treino A1B1 e B1C1, que permitia 100% de acerto nos treinos, sem a necessidade de atentar para os demais elementos do estímulo. O desempenho de apenas dois participantes demonstrou transitividade e equivalência. Independentemente do tipo de tarefa utilizada para testar as relações (discriminação simples simultânea ou pareamento ao modelo), a presença do elemento redundante produziu falhas no estabelecimento de classes tanto com os estímulos compostos em que a mancha foi inserida nos treinos, quanto com os estímulos treinados sem a mancha (Moreira et al., 2017).
Mostrar más

11 Lee mas

Efeitos do estresse, da sonolência e dos distúrbios do sono nas práticas de docentes do ensino fundamental

Efeitos do estresse, da sonolência e dos distúrbios do sono nas práticas de docentes do ensino fundamental

No trabalho colaborativo, a desenvolver em comunidade aprendente (Senge et al., 2000), é preciso que os professores, em conjunto, planifiquem e concretizem a ação docente, num trabalho realmente produtivo. Como tal, o diálogo entre docentes é absolutamente crucial, para, em comunidade, os professores refletirem sobre possíveis caminhos, rumo à solução dos problemas (Alarcão & Roldão, 2008). Cabe ao supervisor compreender que os transtornos do sono acarretam, para o docente, prejuízos não somente físicos, como emocionais. Como afirma Bakshi (2003), é preciso respeitar as etapas do ciclo do sono, para favorecer o sistema de comunicação entre as células de defesa. Dito isto, esse Autor realça que o não respeito das sequências normais dos ciclos de sono parece ser um fator contribuinte para não ajudar o processo de produção do meio de comunicação entre as células de defesas imunológicas que, consequentemente, levam ao enfraquecimento de todo o sistema imunológico. Ora, considerando que, segundo o Ministério da Educação Brasileiro (cit. por Sanchez, 2011), em 2009 40% dos professores da Educação Básica trabalhavam em mais de um turno de (33% em dois turnos e 7% em três turnos) parece legítimo que esses estejam particularmente expostos a problemáticas relacionadas com o sono.
Mostrar más

116 Lee mas

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS TOXICOLÓGICOS DO MN EM DROSOPHILA MELANOGASTER SOBRE PARÂMETROS COMPORTAMENTAIS

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS TOXICOLÓGICOS DO MN EM DROSOPHILA MELANOGASTER SOBRE PARÂMETROS COMPORTAMENTAIS

O manganês (Mn) é um metal de transição de suma importância para os seres vivos, atuando como co-fator em inúmeras reações enzimáticas e também fazendo parte da composição de diversas proteínas. Porém, uma exposição excessiva a esse metal pode acarretar em danos neurológicos severos. Um dos sintomas encontrados são as alterações comportamentais, semelhantes a Síndrome de Parkinson configurando uma condição tóxica denominada manganismo (Avila et al., 2013). A Drosophila melanogaster é um modelo que tem sido amplamente utilizado para a compreenção das alterações fisiológicas associadas a exposições a xenobioticos e doenças neurodegenerativas. Vantagens como seu curto ciclo de vida e mapeamento genético que possibilita a análise precisa dos testes em um curto período de tempo e com um custo menor em comparação a modelos mais complexos (Mora et al., 2014). Devido, a ainda existir formas de exposição ao Mn, e que os seus efeitos e mecanismos tóxicos não estão ainda bem elucidados. O objetivo desse trabalho foi analisar os efeitos do manganês sobre parâmetros de locomoção e de sensibilidade ao calor no modelo de D. melanogaster.
Mostrar más

6 Lee mas

Show all 10000 documents...