PDF superior PRODOCÊNCIA e PIBID: narrativas de iniciação à docência

PRODOCÊNCIA e PIBID: narrativas de iniciação à docência

PRODOCÊNCIA e PIBID: narrativas de iniciação à docência

Aluno do curso de Geografia, formando, Milton - nome fictício que faz alusão ao geógrafo brasileiro Milton Santos - é bolsista do Pibid há 01 ano. Antes de falarmos sobre sua experiência como pibidiano, ele contou que sempre gostou da disciplina geografia na escola e que, quando pensava em uma área em que pudesse atuar, a Geografia, a Geologia e a Biologia eram as que mais chamavam a sua atenção: “eu me via trabalhando ou com Geografia, Biologia ou Geologia”, mas o gosto pela Geografia falou mais alto na escolha da profissão. Na verdade, Milton disse que seu interesse maior era pela área física da Geografia e que o Pibid foi determinante para despertar sua atenção para a educação: “antes eu precisava ser só um geógrafo, trabalhar com a parte física da geografia. Eu, agora, penso em dar aula também. Então, o Pibid mudou um pouco o meu pensamento”.
Mostrar más

12 Lee mas

Formação continuada de professores de Matemática, Física e Química: a experiência de um programa brasileiro de iniciação à docência

Formação continuada de professores de Matemática, Física e Química: a experiência de um programa brasileiro de iniciação à docência

Em 2007, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES volta-se também ao aperfeiçoamento dos profissionais da educação básica por meio de ações de formação inicial e continuada e de valorização do magistério, e não só, à educação superior. Nesse contexto, vários programas foram lançados, objetivando fortalecer a formação docente. Destacam-se, nesse sentido, o próprio PIBID, o Parfor, o Programa de Consolidação das Licenciaturas (Prodocência), o Programa Observatório da Educação, o Programa Novos Talentos (Neves, 2012), dentre outras iniciativas. Tais ações fazem parte de uma Política Nacional de Formação de Professores, instituída no Decreto nº 6.755, de 29 de janeiro de 2009, que objetivava organizar a formação inicial e continuada dos profissionais do magistério para as redes públicas da educação básica, conferindo à CAPES o papel de promover programas de formação e de pesquisa em articulação com as escolas públicas. Este Decreto já foi substituído pelo Decreto nº 8.752/2016, de 9 de maio de 2016.
Mostrar más

22 Lee mas

A relação entre a formação inicial e o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência

A relação entre a formação inicial e o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência

educação física, na cultura corporal de movimento, mas também contextualizar, discutir e refletir acerca das questões que dificultaram o trabalho pedagógico. Livros, revistas, internet, colegas de aula, professores e também os colegas do PIBID foram as principais fontes de informações nos quais encontrei contribuições para meu processo pedagógico de aprendizagem e ensino, uma vez que dificilmente encontramos durante a formação inicial iniciativas para orientar as experiências de docência precoce, apesar das mesmas influenciarem a formação de maneira bem contundente. Para os rumos de nossa formação acadêmica. Assim, podemos identificar o PIBID como uma das poucas iniciativas que tem por sua função inserir o acadêmico em formação no ambiente escolar e proporcionar-lhe uma das mais raras vivências e aprendizados que se pode ter precocemente.
Mostrar más

6 Lee mas

UM RELATO DO PIBID QUÍMICA SOBRE A EXPERIMENTAÇÃO QUÍMICA PARA CRIANÇAS

UM RELATO DO PIBID QUÍMICA SOBRE A EXPERIMENTAÇÃO QUÍMICA PARA CRIANÇAS

A estimulação dos discentes nos primeiros anos escolares contribui para o seu aprendizado futuro, desenvolvendo as suas capacidades motoras, afetivas e de relacionamento social. Reconhece-se a necessidade do professor estimular, instigar a curiosidade desses alunos, com metodologias que permitem uma participação ativa (a "mão na massa"). Para tanto, o uso de aulas com experimentação para esses pequenos estudantes conduz para uma aprendizagem significativa, despertando um maior interesse em investigar e a questionar o que os cerca. Com esta visão, o aluno deixa de ser um ser receptor de conhecimento, e passa a ser um construtor do conhecimento à medida que ele investiga diversas fontes de conhecimento e intercruza teorias a fim de construir novas teorias ou confirmar teorias. Desenvolvido por acadêmicos do curso de licenciatura em química, bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência, o projeto intitulado "cientista mirim" teve como foco inserir conhecimentos químicos no ensino fundamental, priorizando uma abordagem contextualizada. O projeto "Cientista mirim" desenvolveu-se durante quatro semanas e foi aplicado em cinco turmas do ensino fundamental, no período vespertino pelos bolsistas do PIBID juntamente com a direção da instituição escolhida. Tal ação teve como finalidade apresentar aos alunos da 1° à 5° série a ação prática de experimentos envolvendo recursos do cotidiano e visa permitir que os mesmos apresentem ao público no âmbito escolar, experimentos propostos pelos pibidianos e professores responsáveis pelas turmas. Buscou-se também inserir os bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência ao cotidiano de uma escola da rede pública, tendo em vista que o programa é uma fonte gigantesca de conhecimento e inspiração, além de possibilitar que os alunos das licenciaturas conheçam os desafios da docência e as dificuldades que irão enfrentar em uma escola. As atividades desenvolvidas nesse projeto não são complexas e podem ser relacionadas a conteúdos didáticos e principalmente ao dia a dia desses discentes.
Mostrar más

7 Lee mas

PROJETO “ANANSE, A ARANHA” E OUTROS CONTOS”: RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PIBID INTERDISCIPLINAR

PROJETO “ANANSE, A ARANHA” E OUTROS CONTOS”: RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PIBID INTERDISCIPLINAR

Este trabalho objetiva descrever e analisar o projeto "Ananse, a aranha" e outros contos, desenvolvido pelos bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), subprojeto Interdisciplinar, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), campus Chapecó; e aplicado na Escola de Educação Básica Professora Lourdes Ângela Sarturi Lago (Chapecó-SC) com alunos do quarto ano do Ensino Fundamental. O projeto, elaborado pelos pibidianos Bruna Eccher, Marina Mueller e Matheus Eduardo Borsa, é uma iniciativa que tem por objetivo esclarecer aos alunos a respeito do dia 20 de novembro, o dia da Consciência Negra, e também orientá-los a respeito de alguns atos racistas, cometidos muitas vezes. A proposta é que estes temas sejam tratados da forma mais lúdica e atenta à linguagem e necessidades dos alunos. Além de explicar o surgimento do dia da Consciência Negra, o projeto procurou apresentar aspectos positivos da cultura negra e ensinar o respeito pelo outro, sobretudo quanto à cor e etnia. O projeto foi escrito em outubro de 2017 e aplicado em novembro do mesmo ano, e os resultados mostram que o tema foi trabalhado de uma forma interessante e lúdica, tendo grande receptividade por parte dos alunos. Para os pibidianos, a aplicação do projeto contribuiu para a sua formação profissional, pois articula a prática e a teoria. Conclui-se, com base nos resultados, que foi possível contextualizar a realidade dos alunos com o que vinha sendo trabalhado, agregando conhecimento tanto para os alunos quanto para os pibidianos.
Mostrar más

5 Lee mas

O professor e o seu conhecimento prático profissional em um programa brasileiro de iniciação à docência em Física

O professor e o seu conhecimento prático profissional em um programa brasileiro de iniciação à docência em Física

Resumo: Se considerarmos os programas existentes que visam a melhoria da formação inicial dos licenciandos de Física nas Instituições de Ensino Superior do Brasil, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), efetivamente criado em 2010, é o que conta com o maior número de participantes. Os primeiros trabalhos associados ao PIBID relatando experiências e resultados em nível nacional, na área de Ensino de Física, foram apresentados em 2011 no XIX Simpósio Nacional de Ensino de Física (SNEF) e em 2012 no XIV Encontro de Pesquisa em Ensino de Física (EPEF), os dois eventos mais importantes e representativos da área no Brasil. Desta forma, apresentamos uma análise de conteúdo dos trabalhos completos reportados nestes eventos, relacionados ao PIBID, buscando compreender qual é o espaço destinado para o conhecimento prático profissional do professor de Física. Concluímos que, embora as atividades do programa sejam iniciadas com um período de observação da rotina escolar, nenhum trabalho faz qualquer menção direta à prática do professor. Esta postura caracteriza um programa de formação docente desenvolvido pelas universidades como algo produzido apenas neste espaço constituindo-se, portanto, em uma ação que não tem levado em conta o conhecimento profissional do professor, estabelecendo assim uma relação vertical de cima para baixo.
Mostrar más

15 Lee mas

Avaliação do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID): estudo de caso na Universidade Federal do Ceará (UFC)

Avaliação do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID): estudo de caso na Universidade Federal do Ceará (UFC)

Pesquisado 43 – [...] A experiência do PIBID teve grande peso na minha escolha profissional, me estimulando seguir os caminhos da educação após concluir o curso. Contudo, ao sair do meio acadêmico e adentrar as salas, agora na qualidade de professora e não mais como bolsista do PIBID, pude perceber uma outra realidade. As condições que nos são impostas na realidade cotidiana da escola (salas lotadas, indisciplina, falta de apoio da coordenação, lecionar em diversas turmas para complementar o salário, algumas vezes turmas divididas em várias escolas e etc.) não são totalmente apreendidas durante o período de PIBID [...].
Mostrar más

24 Lee mas

INICIAÇÃO À LEITURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

INICIAÇÃO À LEITURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Este relato decorre de uma atividade realizada através do Programa de Iniciação à Docência (Pibid) do subprojeto de Pedagogia (2017), área Letramento e Educação Infantil, fomentado pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), sendo este trabalho realizado pelas bolsistas da Escola de Educação Infantil Professora Verdina Raffo, localizada no município de Jaguarão/RS.

5 Lee mas

A participação no PIBID e o percurso formativo de professores de Educação Física . Um estudo a partir dos egressos do CEFD/UFSM

A participação no PIBID e o percurso formativo de professores de Educação Física . Um estudo a partir dos egressos do CEFD/UFSM

O estudo tem como objetivo compreender de que modo o percurso e as experiências acumuladas no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) agregadas ao longo do período de formação acadêmica na graduação repercutiram sobre o processo formativo dos(as) alunos(as) egressos do curso de Educação Física – Licenciatura do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). A formação inicial deve fornecer o auxilio necessário para que durante o seu percurso formativo os acadêmicos possam acumular saberes e experiências que os auxiliem na sua ação docente após o período acadêmico. O PIBID, através do subprojeto “Cultura esportiva da escola”, vem se constituindo como um dos espaços privilegiados para uma aproximação com a realidade do cotidiano escolar, tendo como objetivo a criação de um campo de atuação na docência na escola de educação básica aos futuros educadores em formação inicial, através do desenvolvimento de práticas educacionais e de estratégias educacionais inovadoras na área da educação física escolar. Concluímos que o PIBID representa um importante espaço formativo e que propicia a antecipação da experiência docente, incidindo sobre a socialização profissional e construção da identidade docente desses acadêmicos. O programa pode, no entanto, avançar no sentido de aprofundar as reflexões e formulações teóricas sobre as experiências e saberes delas originados.
Mostrar más

9 Lee mas

O PIBID como ferramenta de teoria aliada à prática docente: um relato de experiência

O PIBID como ferramenta de teoria aliada à prática docente: um relato de experiência

El objetivo de este artículo es relatar las experiencias de estudiantes becarios de licenciatura en matemática en el PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) en escuelas de la red pública. Se trata de un estudio descriptivo, del tipo relato de experiencia, que se realizó a partir de métodos observacionales. El estudio se desarrolló en el período comprendido entre 2014 y 2015 en las ciudades de Divinópolis y Formiga (MG), Brasil. Con base en las experiencias obtenidas en el Programa, el artículo describe el punto de vista pedagógico y docente en conjunto con los relatos de experiencia, análisis sobre el impacto del PIBID en la vida de los estudiantes participantes y en la comunidad en que se desarrolló. El texto concluye con algunas consideraciones sobre el PIBID señalando que permite que los alumnos desarrollen capacidades importantes sobre el ambiente que los rodea. También se señala que este programa promueve en el futuro docente una carga sustancial de aprendizajes sobre el proceso de enseñanza-aprendizaje, permitiéndole crear y recrear estrategias que proporcionen mejorar, organizar y desarrollar actividades que sirva de orientaciones para sus futuras prácticas de docencia.
Mostrar más

7 Lee mas

Pibid: o subprojeto cultura esportiva da escola

Pibid: o subprojeto cultura esportiva da escola

Resumo: O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à DocênciaPIBID/CAPES, com o Subprojeto “Cultura Esportiva da Escola” tem como foco de ação a criação de um campo de atuação na docência na escola de educação básica aos futuros educadores em formação inicial e formação continuada, desenvolvendo práticas e estratégias educacionais na área da Educação Física escolar. O subprojeto acontece em diferentes momentos, como: levantamento de informações sobre a realidade escolar; discussão no coletivo dos envolvidos; planejamento e aplicação de um programa de práticas esportivas/formativas e, avaliação do subprojeto como espaço de formação inicial na docência em escola pública. Resultados parciais: organização de grupo de estudo semanal; ampliação das possibilidades de participação em programa de práticas esportivas/formativas; melhoria e qualificação da 10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias
Mostrar más

8 Lee mas

INTERPRETAÇÃO DE GRÁFICOS NO ENSINO MÉDIO

INTERPRETAÇÃO DE GRÁFICOS NO ENSINO MÉDIO

Este trabalho foi desenvolvido no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e tem como objetivo verificar o desempenho de estudantes do primeiro ano do ensino médio, da escola conveniada ao programa, ao ler e interpretar gráficos contextualizados e, por meio destes, identificar o comportamento da função no seu domínio. Dos quatro tipos de registros citados anteriormente, escolheu-se trabalhar o registro de representação gráfica e o registro de língua natural.

7 Lee mas

CORPO EM MOVIMENTO: UMA ESTRATÉGIA QUE UNE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA

CORPO EM MOVIMENTO: UMA ESTRATÉGIA QUE UNE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA

O presente trabalho tem como objetivo avaliar as contribuições das ações do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID no processo de ensino aprendizado, a partir da aplicação de um projeto sobre o sistema ósseo e muscular com uma turma de 4º ano de uma escola de periferia da cidade de Dom Pedrito - RS. Esta prática justifica-se pela importância de integrar a tecnologia, presente no cotidiano da maioria das crianças e adolescentes, no processo de ensino e aprendizado. Este projeto apresenta como diferencial a inserção da tecnologia, vídeo game, através da utilização do jogo "just dance", promovendo uma aproximação entre a TIC e o conteúdo de Ciências da Natureza. Destaca-se que esta atividade aproximou a comunidade escolar do espaço universitário, pois os alunos participantes se deslocaram até a UNIPAMPA - campus - Dom Pedrito, para então participarem do projeto. Utilizou- se como instrumento de coleta dados os registros das observações e os registros fotográficos realizados durante aplicação, com a intenção de avaliar o envolvimento dos estudantes, bem como as contribuições teóricas acerca do vídeo game na aprendizagem dos conceitos de sistemas ósseo e muscular. Sendo assim o PIBID realizou essa prática com o propósito de diferenciar a maneira de apresentação do conhecimento, levando os alunos a experimentar uma metodologia diferenciada motivando os estudantes a relacionar a vivência da dança com o conteúdo científico. A partir do exposto pode-se afirmar nas conclusões deste projeto que a tecnologia aliada uma boa prática de ensino constrói uma conhecimento significativo no estudante que dela participou e também pode-se afirmar que o PIBID é um grande agente construtor do conhecimento, este se faz necessário pela sua inovação pedagógica na escola apresentando atividades diferenciadas que fogem da velha rotina escolar, monótona e sem estímulo ao educando.
Mostrar más

7 Lee mas

COLEÇÃO ZOOLÓGICA ITINERANTE ALIADA AO ENSINO DE ZOOLOGIA

COLEÇÃO ZOOLÓGICA ITINERANTE ALIADA AO ENSINO DE ZOOLOGIA

Dessa maneira o presente trabalho, realizado pelo Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID), propôs o uso de coleções zoológicas como material didático para o ensino de zoologia na educação básica, tendo como objetivos: trabalhar o conhecimento de zoologia através de uma coleção zoológica e propor o contato dos alunos com uma coleção científica.

7 Lee mas

EXPERIMENTOS INVESTIGATIVOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA: REAÇÕES QUÍMICAS

EXPERIMENTOS INVESTIGATIVOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA: REAÇÕES QUÍMICAS

O Presente trabalho desenvolvido por bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), subprojeto de Química do curso de Ciências Exatas-Licenciatura da Universidade Federal do Pampa/ UNIPAMPA, campus Caçapava do Sul/RS, apresenta uma sequência didática envolvendo atividades experimentais de caráter investigativo a fim de contribuir nas aulas de Química da Educação Básica, as quais foram realizadas com uma turma de 2° Ano do Ensino Médio de uma escola da rede pública de ensino do município de Caçapava do sul. Nas referidas intervenções os alunos foram instigados a investigar os processos que caracterizam a ocorrência de reações químicas, tendo como apoio a experimentação em sala de aula, o que pode facilitar a compreensão do conteúdo, possibilitando estabelecer relações entre teoria e prática.
Mostrar más

7 Lee mas

JOGOS LÓGICOS MATEMÁTICOS: UMA FORMA LÚDICA DE ENSINAR

JOGOS LÓGICOS MATEMÁTICOS: UMA FORMA LÚDICA DE ENSINAR

O presente trabalho se desenvolveu no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) a partir de uma oficina realizada na 5ª Semana Acadêmica de 2017 do curso de Matemática Licenciatura com os bolsistas do subprojeto matemática do Campus Itaqui e os bolsistas do subprojeto matemática do Instituto Federal Farroupilha (IFF) de São Borja. Na qual desenvolveu-se uma oficina versando sobre jogos lógicos-matemáticos, sendo eles a Torre de Hanói e o Hex. Diante do exposto, este estudo tem por objetivo divulgar uma ação do subprojeto do Campus Itaqui e discutir as potencialidades do uso de jogos no ensino de matemática.
Mostrar más

7 Lee mas

JOGO DAS DAMAS : UMA RELAÇÃO ENTRE OS EIXOS

JOGO DAS DAMAS : UMA RELAÇÃO ENTRE OS EIXOS

Este trabalho foi desenvolvido no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) pelas autoras, bolsistas de iniciação à docência, em duas turmas de primeiro ano do Ensino Médio de uma escola conveniada ao programa. A atividade proposta foi intitulada "Jogo das damas", que desenvolveu-se durante dois períodos de aula em cada turma, sendo estas turmas onde as autoras desenvolvem suas atividades do PIBID. O mesmo apresentou e discutiu uma atividade elaborada sobre o tema plano cartesiano. O jogo teve por objetivo retomar as coordenadas no plano cartesiano, assim como os quadrantes e os respectivos sinais. Em termos metodológicos, trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativa. De modo geral pode-se concluir que a aplicação ocorreu de acordo com o programado, inclusive, esse fato contribui com a ideia de que novas metodologias e aplicações vão ao encontro de bons resultados, tanto para o aluno quanto para o professor/educador.
Mostrar más

5 Lee mas

O RACIOCÍNIO PROBABILÍSTICO DESENVOLVIDO ATRAVÉS DO JOGO

O RACIOCÍNIO PROBABILÍSTICO DESENVOLVIDO ATRAVÉS DO JOGO

O presente trabalho desenvolveu-se a partir do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) em duas turmas do 3° Ano do Ensino Médio de uma Escola Estadual do município de Itaqui- RS.No qual tem por objetivo analisar através dos registros dos estudantes se a sequência empregada potencializa os conceitos básicos de probabilidade e, ainda, se desenvolve o raciocínio probabilístico. Sendo assim desenvolveram-se 2 jogos que foram adaptados, com ênfase no estudo do acaso, na incerteza que devem se manifestar intuitivamente, tendo como foco o desenvolvimento do raciocínio probabilístico, no qual o estudante possa formular hipóteses e desenvolver conjecturas. A primeira atividade proposta foi o jogo da moeda, e a segunda foi a do par e ímpar. Nas atividades foi proposto alguns questionamentos com relação ao desenvolvimento do jogo e assim problematizando. Após todo desenvolvimento dos jogos foram analisados os registros identificou-se que os jogos contribuem para o processo de ensino e aprendizagem do conceito de potencialização, pois possibilitam a visualização e desenvolve o raciocínio probabilístico. Com isso demonstrando a importância do jogo quando bem planejado e orientado, pois o mesmo potencializa a compreensão de conceitos matemáticos.
Mostrar más

6 Lee mas

Narrativas históricas: subjetividades docentes face à precarização do trabalho

Narrativas históricas: subjetividades docentes face à precarização do trabalho

Nenhuma das vertentes de definições operadas pelos professores sobre os sentidos da docência está livre de idealização. Seja no viés vocacional, missionário e militante, seja focada no trabalho, a definição parece carregar elementos da constituição sócio histórica dessa profissão. Inclusive os olhares frustrados, pessimistas e irônicos. Estes últimos fazem interface entre a idealização e a realidade que os professores descreveram nos questionários ao tratarem de salários, jornadas, contratos, bonificação, violência e adoecimento. Instados a definir a docência, alguns professores vincularam suas definições ao cenário que haviam reconstituído na descrição de suas condições e cotidianos de trabalho. Assim, uma delas escreveu que docência “ultimamente está significando penitência" (Questionário 02) e outra relatou que significa “cuidar dos filhos dos outros” (Questionário 05). Vale dizer que, embora relevante, tal abordagem foi numericamente diminuta, não alcançando dez depoimentos.
Mostrar más

14 Lee mas

SEMINÁRIOS ABERTOS: SOCIALIZAÇÃO DO SABER CIENTÍFICO

SEMINÁRIOS ABERTOS: SOCIALIZAÇÃO DO SABER CIENTÍFICO

O bolsista ingressante no PET é orientado a realizar diversas leituras que têm como intuito introduzi-lo na iniciação científica. Carta de uma orientadora: o primeiro projeto de pesquisa, da antropóloga brasileira Débora Diniz, foi a primeira obra introdutória desse processo. A autora apresenta a relação entre orientadora e orientanda, elencando as diferentes etapas envolvidas e apontando os seus desafios no exercício de conduzir o discente em sua pesquisa. O livro também apresenta, e insere o petiano no universo da iniciação científica, em que compreende desde a seleção e delimitação do tema abordado, passando pelos processos de orientações, correções, ensaios até a apresentação final.
Mostrar más

5 Lee mas

Show all 10000 documents...

Related subjects