POTENCIAL EMPREENDEDOR E ALCANCE DE MARKETING COM BASE EM UMA PESQUISA TOP OF MIND

Texto completo

(1)POTENCIAL EMPREENDEDOR E ALCANCE DE MARKETING COM BASE EM UMA PESQUISA TOP OF MIND. Gisele Molinari 1 Camila Dalcin 2. Resumo: A instalação da Unipampa trouxe maiores perspectivas para a região onde se inseriu, tais como oportunidades de estudar, de trabalhar e de empreender. O objetivo do estudo é apurar a notoriedade dos empreendimentos, atuantes no município de Itaqui, mais lembrados pelo público da Universidade Federal do Pampa/Campus Itaqui, o que se caracteriza como uma pesquisa Top of Mind Universitário. Dessa forma, realizou-se considerações sobre a perspectiva de consumidor potencial e de oportunidades geradas para empresas locais e novas empresas a partir do público universitário que ingressou também no município. Além disso, nota-se o desenvolvimento da capacidade endógena da economia local.. Palavras-chave: Empreendedorismo. Marketing. Top of Mind.. Modalidade de Participação: Pesquisador. POTENCIAL EMPREENDEDOR E ALCANCE DE MARKETING COM BASE EM UMA PESQUISA TOP OF MIND 1 Docente. giselemolinari@rocketmail.com. Autor principal 2 Aluno de graduação. camilanad@yahoo.com.br. Co-autor. Anais do 9º SALÃO INTERNACIONAL DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SIEPE Universidade Federal do Pampa | Santana do Livramento, 21 a 23 de novembro de 2017.

(2) POTENCIAL EMPREENDEDOR E ALCANCE DE MARKETING COM BASE EM UMA PESQUISA TOP OF MIND 1. INTRODUÇÃO De forma sucinta, o enfoque acerca de estímulo ao desenvolvimento pode colocar-se sobre a produção ou sobre o consumo. De um lado, a questão centra-se na produção e dá-se importância ao empreendedorismo. Por outro lado, situa-se o estímulo à demanda agregada como política de desenvolvimento, prezando o consumo e o mercado interno. No primeiro caso, essa noção tem Schumpeter (1997) como expoente. Em seus estudos, ele traz à tona o papel do empreendedor, em especial destacando o componente da inovação ligado à ação empreendedora. Para Schumpeter (1997), a figura do empreendedor pode estar presente no empresário, empregado, gerente, diretor, promovedor, investidor, etc. e se manifestar em diversos tipos de atividades; enfim, referindo-se ao indivíduo que realmente toma decisões estratégicas e altera um caminho tradicional, cuja função distinta é realizar combinações novas. No segundo caso, atenta-se que o Estado pode desempenhar importante papel no provimento de ações benéficas ao desenvolvimento, em que se justifica sua influência keynesiana. Keynes centrou sua análise no princípio da demanda efetiva, discutindo os fatores de investimento e impactos sobre a renda e o emprego (Souza, 2005). A participação do governo pode posicionar-se para conter externalidades negativas, como também fomentar externalidades positivas, por exemplo, a educação. Segundo Riani (1986), investimentos na área de educação trazem benefícios à sociedade como um todo, em virtude de provocar externalidades positivas à medida que se tem uma sociedade mais educada, instruída e com melhores opções de emprego. Molinari (2016) identifica como resultado verificado nas últimas décadas, de 1994 a 2014, um crescimento do setor terciário, uma sociedade de consumo e uma economia mais voltada para o mercado interno. O referido estudo analisa a dinâmica econômico-espacial no envolto à implantação da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), a qual está em consonância com o planejamento público para a educação superior brasileira, perpassando um propósito de desenvolvimento, no sentido de redução das desigualdades sociais e regionais. Aponta, assim, coincidindo com a inserção da Universidade em parte da mesorregião Metade Sul, uma tendência de crescimento do número de estabelecimentos e de empregos na segunda metade do período analisado. Outros estudos (Hoff; Martin; Sopeña, 2011; Souza, 2015) também se debruçaram em analisar o impacto da Unipampa sobre a questão econômica regional, observando a movimentação dos recursos financeiros, expresso em gastos dos professores, funcionários e estudantes e em despesas da Universidade. Em vista disso, pode-se inferir que a instalação da Unipampa trouxe maiores perspectivas para a região onde se inseriu, tais como oportunidades de estudar, de trabalhar e de empreender. Nesse sentido, a pesquisa aqui proposta interessa-se em refletir sobre a perspectiva de consumidor potencial e de oportunidades geradas para empresas locais e novas empresas a partir do público universitário que.

(3) ingressou também nas cidades de implantação da Unipampa. O objetivo desse estudo é, então, apurar a notoriedade dos empreendimentos de um dos municípios de instalação da Unipampa por meio do seu público universitário, o que se caracteriza como uma pesquisa Top of Mind Universitário. Neste caso, tratar-se-á do município de Itaqui (RS) e, portanto, a pesquisa irá apontar os empreendimentos, atuantes no referido município, mais lembrados pelo público da Universidade Federal do Pampa/Campus Itaqui. Desse modo, após indicar a importância da Universidade como investimento em capital humano e externalidades positivas geradas, deseja-se considerar a potencialidade de empreendedorismo e o alcance de marketing por parte das atividades econômicas locais no sentido de desenvolvimento de suas capacidades endógenas. 2. METODOLOGIA O estudo que foi realizado caracteriza-se como descritivo. Realizou-se uma pesquisa de opinião sobre marcas lembradas por potenciais consumidores, conhecida como Top of Mind, a qual é um tipo de pesquisa de mercado concernente à área de administração de marketing, com o propósito de apurar a notoriedade espontânea das marcas. A pesquisa apresenta enfoque local, contemplando os empreendimentos atuantes no município de Itaqui (RS), mencionados pelo público consultado da Universidade Federal do Pampa/Campus Itaqui. A expressão empreendimento, remetendo ao sentido empreendedor, foi usada genericamente para se referir a uma empresa, marca ou instituição. De modo que os respondentes deveriam indicar o primeiro empreendimento que vinha à sua mente quando se mencionavam os quesitos direcionados a empreendimentos nas seguintes categorias, aqui denominadas: social, ambiental e cultural; alimentos; bebidas; produtos; alimentação; rede de lojas; comércio; serviços; entretenimento; e comunicação. Ao todo, estes quesitos perfizeram o número de 40. Além disso, foi requisitado que o empreendimento fosse atuante no município de Itaqui. Entende-se, assim, que poderia ser local ou não local, mas sobremaneira que seja disponível/encontrado no referido munícipio. Itaqui possui 39.088 habitantes em 2015 (IBGE, 2017), 2.250 estabelecimentos formais em 2014 (RAIS, 2017), e cerca de 30% do seu Valor Adicionado Bruto (VAB) está concentrado no setor agropecuário, 17% no setor industrial e 52% no setor de serviços (FEE, 2017). Em relação aos respondentes, o Top of Mind Universitário contemplou o público da Universidade Federal do Pampa/Campus Itaqui, considerando discentes, docentes e técnico-administrativos, pois estes incluem pessoas que não são somente do município de Itaqui, também podendo ser oriundos de outros municípios do Rio Grande do Sul e de outros estados do país. Sendo assim, no final do ano de 2016, o Campus Itaqui, de acordo com o seu Relatório de Gestão, continha 1.034 discentes matriculados, 86 docentes e 47 técnicos-administrativos, totalizando um público de 1.167. Logo, a amostra (n) representativa da população finita (N) deve ser de, no mínimo, 89 respondentes, para um nível de 95% de confiança (Z = 1,96) e admitindo-se uma margem de erro (e) de 10%: n. (Z ) 2 u p u q u N e2 u N - 1 (Z 2 ) u p u q. 89.

(4) Conforme uma amostra piloto de 10 respondentes, definiu-se o gênero (feminino e masculino) como critério da proporção amostral, obtendo p = q = 50%. Por fim, parte da coleta dos dados pesquisa foi feita de maneira on-line, por meio de formulário do Google®, atingindo aproximadamente 50% dos respondentes; enquanto, foram aplicados formulários de forma presencial a outros cerca de 50%. A pesquisa alcançou 111 respondentes e os dados foram tabelados em frequências relativas. 3. RESULTADOS e DISCUSSÃO Primeiramente, a pesquisa atingiu um público composto por 92% de discentes, 6% de docentes e 2% de técnicos-administrativos. Destes, 60% referemse ao gênero feminino e 40%, ao masculino, sendo a maioria com idade entre 16 e 20 anos (43%) e entre 21 e 25 anos (23%). Quanto ao local de origem, 79% são do Rio Grande do Sul, vindos de diferentes municípios do estado, sendo a maior parte de Itaqui e cidades vizinhas. Mas também, São Paulo é o estado de origem de 13% dos respondentes, além de outros cinco estados (Minas Gerais, Maranhão, Pará, Pernambuco e Rondônia). No sentido de empreendimentos ligados a um caráter social, ambiental e cultural, o empreendimento em que muitos gostariam de trabalhar é a empresa local Camil (10%), bem como a própria Unipampa (8%). Com relação ao empreendimento preocupado com o meio ambiente, Josapar (9%) e Ibama (6%) foram os mais indicados. Camil (14%) e Confraria do Rock (9%) destacaram-se quanto à lembrança dos empreendimentos que investem em cultura. Contudo, no conjunto dessa categoria, grande percentual dos respondentes mencionou algo não específico, não se referindo a um empreendimento, assim como muitos apontaram não saber, não conhecer ou não lembrar. Na categoria de alimentos e bebidas, em geral, a empresa Camil (56%) foi a mais lembrada quando se mencionou o arroz. A rede de lojas Cacau Show (41%) despontou em relação ao chocolate, seguida pela empresa Nestlé (32%). Ao mencionar café, a marca Nescafé (21%) da empresa Nestlé e a multinacional alemã Melitta (18%) alcançaram maior notoriedade entre os respondentes. Já, a erva-mate para o preparo do chimarrão teve como lembrança associada as ervateiras Seiva Pura (27%) e Rei Verde (24%). A marca da empresa gaúcha Elegê ficou em primeiro lugar no que se refere ao leite (47%). Por sua vez, a Coca-Cola evidenciou sua reputação no quesito refrigerante (53%). As cervejas Polar (26%) e Skol (19%), ambas produzidas pela Ambev, são as primeiras colocadas e, sobre o vinho, a vinícola local Campos de Cima angariou 32%. Com relação à notoriedade de alguns produtos de consumo, a rede de lojas Andrade Tênis, atuante em Itaqui, foi a indicada quando se fazia menção a calçados (20%), seguida pela marca estadunidense Nike (14%). Acerca de perfumes, a marca brasileira O Boticário obteve grande representatividade entre os respondentes (61%). A estadunidense Dell (25%) e a taiwanesa Acer (19%) estão entre as mais apontadas no quesito computador, enquanto a italiana Fiat (23%) destaca-se no quesito carro. Referindo-se a serviços de alimentação, foi mencionado aos respondentes churrascaria, restaurante, pizzaria, lanchonete e sorveteria. Como resultado obtevese, respectivamente, Restaurante Sabor Brasil (16%), Restaurante Sabor Brasil.

(5) -DQH &XFD¶s (25%), Rei do Lanche (29%) e Peccato Gelateria (32%), sendo todas essas empresas locais. E, em outros serviços, foram mencionados o hotel Biasi (33%), a imobiliária JK (32%), a academia Paulo Beach (48%) e a escola de idiomas CCAA (71%). O Banco do Brasil (33%) desponta em relação a banco. Entre as farmácias, destacam-se Panvel (34%) e Fronteira (32%) e, entre os supermercados, aparece em primeiro lugar o Baklizi (28%), seguido pelos locais Supermercado Dato (20%) e Super Duda (19%). No que se refere a livrarias, a Saraiva (15%) ficou à frente da empresa local Entre Livros (13%). Mais especificamente sobre o comércio, Andrade Tênis (56%) é a loja de calçados mais lembrada; 3 Passos (14%) como loja de roupas; Deltasul (31%) como loja de eletrodomésticos; e Quero-Quero (34%) como loja de material de construção. Por fim, a respeito de entretenimento e comunicação, houve menção à agência de formatura SulLab (35%), localizada no município de Santiago (RS), e ao Theatro Prezewodowski (20%) como centro de eventos no município estudado. A emissora de rádio local Pitangueira (59%) é bastante notória para os respondentes, e a emissora de televisão mais lembrada é a Globo/RBS TV (51%). A operadora de celular Vivo (68%) é bastante abrangente e a operadora de internet mais citada foi a Oi (41%). Por fim, a rede social que desponta é o Facebook (51%) e os times de futebol notórios são Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense (39%) e Sport Club Internacional (35%). 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS Com base nos resultados apresentados, o empreendimento Top of Mind é a escola de idiomas CCAA. Neste caso, ressalta-se que esta é uma das poucas empresas do segmento que se encontra no município. Também outras empresas alcançaram um público de mais de 50%, tais como a operadora de celular Vivo, a marca de perfume O Boticário, a emissora de rádio Pitangueira, a agroindústria de arroz Camil, a loja de calçados Andrade Tênis, a marca de refrigerantes Coca-Cola e a rede social Facebook. Dentre essas, destaca-se a notoriedade das empresas locais Pitangueira e Camil, ao lado de grandes empresas em nível nacional e global que investem bastante em comunicação junto a seu público-alvo. Além disso, é importante observar as empresas locais que já alcançaram a notoriedade do público que ingressa na Universidade. 5. REFERÊNCIAS FEE. Fundação de Economia e Estatística. Informações socioeconômicas relativas ao Rio Grande do Sul e seus municípios. [acesso em set. 2017]. Disponível em: http://feedados.fee.tche.br/feedados/#!home/apresentacao. HOFF, D. N.; MARTIN, A. S. S.; SOPEÑA, M. B. Universidades e desenvolvimento regional: impactos quantitativos da Unipampa em Santana do Livramento. REDES, Santa Cruz do Sul, v. 16, n. 3, p. 157-183, set./dez. 2011..

(6) IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Informações sobre os municípios brasileiros. [acesso em set. 2017]. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/home.php. MOLINARI, G. Em direção a uma economia de aprendizado? Análise da dinâmica econômico-espacial sobre a implantação da Universidade Federal do Pampa. 160 p. 2016. Monografia (Especialização em Engenharia Econômica), Universidade Federal do Pampa, Alegrete, 2016. RAIS. Relação Anual de Informações Sociais. Dados do Programa de Disseminação de Estatísticas do Trabalho (PDET). [acesso em set. 2017]. Disponível em: http://pdet.mte.gov.br/rais?view=default. RIANI, F. Economia do setor público: uma abordagem introdutória. São Paulo: Atlas, 1986. SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. Tradução de Maria Sílvia Possas. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1997. SOUZA, N. J. Desenvolvimento econômico. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2005. SOUZA, N. L. Z. O impacto de implantação da Universidade Federal do Pampa no município de São Borja ± RS. Missões ± Revista de Ciências Humanas e Sociais, v. 1, n. 1, p. 1-10, jan./jun. 2015..

(7)

Figure

Actualización...

Referencias

Actualización...