A SATISFAÇÃO COM TRABALHO E SUA RELAÇÃO COM A QUALIDADE NO SERVIÇO PRESTADO

Texto completo

(1)A SATISFAÇÃO COM TRABALHO E SUA RELAÇÃO COM A QUALIDADE NO SERVIÇO PRESTADO. Claudio Raimundo de Bastos Brasil Brasil 1 Guilherme Aquino Delevati 2. Resumo: Atualmente muito se tem falado sobre a Qualidade dos serviços prestados para o cidadão. Cada vez mais a população tem cobrado de seus gestores sobre os serviços que lhe são oferecidos, por pessoas qualificadas em suas gestões para que se possa oferecer agilidade e ter um bom desenvolvimento nas atividades da instituição. Desta maneira, buscamos conhecer alguns dos programas de qualidade, dentre eles: o Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização (GESPÚBLICA) e o Programa da Qualidade e Participação na Administração Pública (PQPAP) como forma de embasar o referido trabalho. Assim, esta pesquisa, através da aplicação de um questionário buscou-se identificar a satisfação no trabalho dos servidores da Secretaria de Saúde do município de Nova Esperança do Sul, analisando os fatores que os motivam a desempenhar suas atividades com eficiência e o reflexo disso em relação a qualidade dos serviços prestados. Os dados apontaram que para os colaboradores capacitação contínua e uma gestão participativa influenciam diretamente na qualidade do trabalho realizado, assim como salários compatíveis com cada cargo. Através da análise dos resultados sugeriu-se a atual gestão melhorias que venham a agregar no desempenho dos servidores e obviamente possam suprir as necessidades da população.. Palavras-chave: Qualidade, Qualidade na Administração Pública, Satisfação no Trabalho. Modalidade de Participação: Pesquisador. A SATISFAÇÃO COM TRABALHO E SUA RELAÇÃO COM A QUALIDADE NO SERVIÇO PRESTADO 1 Docente. claudio.brasil@iffarroupilha.edu.br. Autor principal 2 Estudante . guilhermeaquinodelevati@gmail.com. Co-autor. Anais do 10º SALÃO INTERNACIONAL DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SIEPE Universidade Federal do Pampa | Santana do Livramento, 6 a 8 de novembro de 2018.

(2) A SATISFAÇÃO COM TRABALHO E SUA RELAÇÃO COM A QUALIDADE NO SERVIÇO PRESTADO EM UMA SECRETARIA MUNICIPAL 1 INTRODUÇÃO O profissional contemporâneo, independentemente da sua área de atuação, tem buscado no mercado de trabalho, um emprego pelo menos estável, principalmente para que hajam condições mínimas para o bem-estar social e econômico de sua família. Assim sendo, o modo como esse profissional interage dentro da sua organização pode estar diretamente ligado ao grau de satisfação que o mesmo encontra no seu local de trabalho, o que pode ser imposto tanto pelos colegas e servidores, quanto pela própria função que o mesmo exerce. Pode-se afirmar que um bom ambiente de trabalho proporciona bons resultados para qualquer instituição. Conforme Sumariva e Ouriques (2010), uma equipe que se sente valorizada possui os melhores níveis de satisfação pessoal e profissional, visto que alcançar a qualidade de vida é a verdadeira vontade do ser humano. Portanto, o problema aqui discutido refere-se exatamente a relação satisfação x produtividade nas instituições de trabalho. De acordo com os pressupostos de Bortolozo & Santana (2011), uma instituição que se preocupa com seus servidores tende ao sucesso com a produtividade que, consequentemente, estes proporcionarão a corporação. Por isso, dispor de recompensas, motivações e formações constantes para os trabalhadores torna-se essencial para garantir o sucesso. No entendimento de Valdevino e Loureiro (2012), a satisfação profissional no trabalho é a forma estratégica que os gestores usufruem para atingir seus objetivos e metas dentro da corporação pública, que tem o cidadão como seu cliente e principal beneficiário. A verdade é que quando se trata de satisfação no trabalho não podemos esquecer do tema qualidade de vida no trabalho, pois, toda instituição prestadora de serviços, seja de forma pública ou privada, tem de atentar-se a questão social de seus funcionários, visto que, isso implica diretamente na qualidade e eficácia do serviço prestado. Desta forma, a pergunta de pesquisa deste trabalho consiste em: Qual o nível de satisfação no trabalho dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Esperança do Sul - RS e o que isso influencia na qualidade dos serviços prestados por essas pessoas? Para tentar se chegar a alguma resposta foram desenvolvidos os seguintes objetivos: 1.2 Objetivo Geral: identificar o nível de satisfação no trabalho dos servidores da Secretária Municipal de Saúde de Nova Esperança do Sul - RS e o quanto isso reflete na qualidade dos serviços prestados por esses servidores. 1.3 Objetivos Específicos ¾ Identificar os principais fatores que influenciam a satisfação dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Esperança do Sul; ¾ Relacionar a satisfação desses servidores com a qualidade dos serviços prestados pelos mesmos, ¾ Propor aos responsáveis, ações que possam contribuir para uma melhor Gestão de Pessoas na Secretaria Municipal em questão. 1.4 Justificativa Conforme já dissertado anteriormente no referido trabalho, questões como bem-estar (social e/ou profissional) dentro das organizações são um ponto chave para garantir o sucesso destas, tanto econômica quanto interpessoalmente, nas relações diversas dentro do ambiente de trabalho. Assim sendo, a referida pesquisa engaja-se na discussão destas questões, as quais Anais do 10º SALÃO INTERNACIONAL DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SIEPE Universidade Federal do Pampa œ Santana do Livramento, 6 a 8 de novembro de 2018.

(3) coincidem-se como sendo o alicerce, a base para a construção de um trabalho eficaz e de qualidade, beneficiando tanto empregador, quanto o servidor público. 2 METODOLOGIA A dinâmica metodológica utilizada para a realização do referido trabalho se encaixa dentro dos parâmetros que caracterizam uma pesquisa-ação. Nesse tipo de pesquisa há um entrosamento demasiado entre o pesquisador e seu objeto de estudo, que se opõe à pesquisa tradicional comumente realizada, com caráter independente. Conforme o nome sugere, une o trabalho teórico à ação prática. Impreterivelmente, a pesquisa-ação utilizada neste caso deve, segundo Gajardo (1985), tentar solucionar um problema que favoreça o bem comum e interceda no meio social, para que toda a instituição seja favorecida. Quanto ao tipo de pesquisa, a mesma caracteriza-se como uma pesquisa descritiva, que segundo Silva & Menezes (2000 ³visa descrever as características de determinada população ou fenômeno ou o estabelecimento de relações entre variáveis. Envolvendo o uso de técnicas padronizadas de coleta de dados: questionário e oEVHUYDomR VLVWHPiWLFD ´ Desta forma, no referido trabalho escolheu-se a forma de coleta de dados através de questionário pois, além de ser uma forma de organização de informações eficaz, traz consigo a facilidade de aplicação, visto que os mesmos podem ser respondidos pelo público alvo no momento que lhes é oportuno, não interferindo no horário de trabalho. Outro ponto importante a ser apontado aqui refere-se a questão de o TXHVWLRQiULR ³GDU YR]´ DRV funcionários, visto que estariam mais confortáveis ao escreverem a respeito de problemas, dúvidas, reclamações, do que verbalizarem em uma entrevista, por exemplo. A análise dos dados obtidos foram tabulados em uma planilha do Microsoft Excel , objetivando se proceder a interpretação, pelo seu conteúdo, e atendendo o propósito da pesquisa. 3 RESULTADOS e DISCUSSÃO Após a aplicação do questionário na secretaria de saúde os principais resultados encontrados foram: ¾ Você se considera satisfeito com a instituição no qual trabalha? Nesta questão obtivemos 100% dos entrevistados como resposta sim, dentre suas justificativas tivemos diversas abordagens: x a importancia da reunião semanal com toda a equipe da secretaria; x a relação de trabalho entre colegas/ ambiente de trabalho que foi considerada boa, tendo em vista que quando surgem necessidades tanto individuais quanto coletivas as mesma são resolvidos com a maior brevidade e da melhor maneira possível; x a questão salarial dos colaboradores, a grande maioria dos entrevistados estão satisfeitos com o que recebem, dentre eles apenas uma pessoa não está satisfeita com sua remuneração, mas também citou que mesmo com remuneração abaixo do ideal não faltam materiais para os atendimentos. ¾ Você acredita que a atual gestão da instituição preocupa- se com os seus colaboradores? Nesta questão, todos os entrevistados informaram que a gestão procupa-se com seus colaboradores pois, sempre que se tem oportunidade oferecem treinamento e capacitação para os mesmos e sempre que são solicitados para resolução de algum problema ou necessidades, na maioria das vezes tudo é resolvido. ¾ Você acredita que existe uma equipe unida e coesa no seu local de trabalho? Referente a esta questão todos os entrevistados responderam que a equipe da secretaria de saúde trabalham unidos ajudando uns aos outros, tendo assim um bom ambiente de Anais do 10º SALÃO INTERNACIONAL DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SIEPE Universidade Federal do Pampa œ Santana do Livramento, 6 a 8 de novembro de 2018.

(4) trabalho e consequentemente obtendo ótimos resultados referentes aos serviços prestados a população. ¾ Em relação ao seu local e ambiente de trabalho (Secretaria de Saúde) identifique três pontos três pontos positivos e três pontos negativos: Sobre esta questão diversos pontos foram mencionados, dentre os pontos positivos os mais citados foram: bom relacionamento entre colaboradores, infraestrutura, disponibilidade adequada de materiais para execuções de todas as tarefas e gestão compreensiva e capacitada. Em relação aos pontos negativos, foram citados: falta de treinamento para os servidores, estrutura física e falta de um local somente para atividades voltadas para educação e saúde. Uma outra questão abordava a seguinte pergunta: o que mais te deixa satisfeito no seu trabalho atualmente? Na questão de satisfação com o trabalho foram mencionados a boa relação e comunicação entre funcionários, salários satisfatórios, gestão com uma visão diferenciada do trabalho em equipe trazendo tranquilidade e incentivando os colaboradores para um bom desenvolvimento de suas tarefas. Foi pedido ainda: defina qualidade no máximo em duas palavras: Sobre isso, as respostas mais citadas foram: ambiente satisfatório, profissionalismo e união, bom trabalho, respeito e responsabilidade, qualificação, capacidade, satisfação, competência e habilidade. Essas respostas apenas corroboram com diversos autores quando os mesmos indicam que Qualidade1 é de fato com conceito subjetivo e que pode ser diferente de elemento para elemento, ou seja, é um conceito que geralmente está relacionado as expectativas, percepções, necessidades e resultados obtidos por cada pessoa. Foi perguntado ainda aos entrevistados: o que você acredita que mais colabore para que um servidor público preste um serviço de boa qualidade a população? As principais respostas em ordem de importância foram: questão salarial, formação permanente, equipe coesa, valorização pela chefia e valorização pelo público externo. Resultados que corroboram com Griffin e Moorhead (2006, p.114), autores que acreditam que há grande atratividade pelo servidor no desempenho de suas funções, salvo a valorização das mesmas. Uma ultima perguntada questionava: o que você sugere que possa ser melhorado para que as suas atividades e consequentemente a Secretaria de Saúde preste um serviço de melhor qualidade? Entre as ideias que foram sugeridas a principal foi de buscar investir cada vez mais na capacitação dos servidores para assim melhorar ainda mais o atendimento em relação aos serviços prestados pela secretaria. Resposta essa que vai ao encontro dos propostos de CHIAVENATO (2010, p. 295) quando o autor cita: Treinamento é o processo de desenvolver qualidades nos recursos humanos para habilitá-los a serem mais produtivos e contribuir melhor para o alcance dos objetivos organizacionais. O propósito do treinamento é aumentar a produtividade dos indivíduos em seus cargos, influenciando seus comportamentos.. Após a realização do trabalho os pesquisadores reuniram-se com a atual gestão da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Esperança do Sul com o objetivo de mostrar os dados obtidos. Mas, principalmente para que estes possam ficar a par das necessidades e anseios de seus servidores, tentando na medida do possível fazer um mapeamento e identificação de 1. Para mais informações acessar: LOBOS, J. Qualidade através das pessoas. São Paulo, J.Lobos, (1991) e GELLERMAN, S. W. Motivação e Produtividade. São Paulo, (1986), entre outros. Anais do 10º SALÃO INTERNACIONAL DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SIEPE Universidade Federal do Pampa œ Santana do Livramento, 6 a 8 de novembro de 2018.

(5) competências2, com o objetivo de realizar ações que possam minimizar a insatisfação de algum servidor, elevar o bem-estar da equipe e consequentemente manter a qualidade do serviço prestado que como pode-se observar é considerada positiva na atualidade. 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS Uma das justificativas deste trabalho era a preocupação da qualidade do serviço prestado a comunidade, visto que cada vez mais a população vem cobrando pela melhoria continua dos serviços públicos. Contudo para que isso se concretize, necessita-se do comprometimento da Gestão da Secretaria e servidores em geral. Com base nos resultados obtidos na pesquisa concluiu-se que a maioria dos servidores da secretaria estão satisfeitos com seu trabalho, pois os mesmos mencionaram a união de todos para desenvolvimento de trabalhos em equipe, colocaram também que todos são informados quando há mudanças dentro da secretaria. Dispôs-se na pesquisa, que a Gestão da Secretaria está sempre aberta para sugestões de melhoria e para soluções de problemas, tanto dos problemas de rotina, quanto problemas voltados para a área de pessoal. A respeito dos pontos negativos mencionados na pesquisa pode-se destacar a insatisfação salarial que um dos entrevistados mencionou, além da questão de qualificações na área de atuação, sendo que no momento estão sendo realizadas muito poucas capacitações. Podemos assim sugerir, por conseguinte, que se implantem programas de capacitação e motivação do servidor, tendo salários compatíveis conforme funções desempenhadas, fazendo assim que este se sinta satisfeito em seu ambiente de trabalho e através cada vez mais disso prestar um serviço de qualidade para a população, serviço esse que já é considerado bom pela maioria dos entrevistados. Acredita-se ainda que outros elementos também devem ser priorizados na secretaria, não apenas a capacitação contínua dos servidores (de tempo em tempo), mas, também uma gestão participativa que aceite ideias que possam ajudar a melhorar no desenvolvimento das atividades diárias, consequentemente melhoram a qualidade dos serviços prestados a comunidade local. REFERÊNCIAS AMORIM, T. G. F. N. Qualidade de vida no trabalho: preocupação também para servidores públicos? [Online]. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa ± RECAM, v. 9, n. 1, p. 3548. Campo Largo ± Paraná, 2010. Disponível em: <http://revistas.facecla.com.br/index.php/recadm/article/view/357> Acesso em: 31/05/2018. BORTOLOZO, A. SANTANA, D. D. Qualidade de vida no trabalho: os fatores que melhoram a qualidade de vida no trabalho. 1º Simpósio Nacional de Iniciação Científica, 2011. Disponível em: http://www.unifil.br/portal/arquivos/publicacoes/ paginas/2012/1/420_685_publipg.pdf. Acesso em 15 de Outubro de 2017. CAMPOS, Vicente Falconi. TQC: Controle da Qualidade Total. 7.ed. Nova Lima: Tecnologia e Serviços Ltda, 2004.. 2. Borges (2016), o desenvolvimento das competências no setor público foi instituído o decreto nº 5.707/2006, que estabeleceu a Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoal (PNDP). A PNDP possui como uma de suas diretrizes, HVWLSXODGDV SHOR $UW ž † ,,, D SURPRomR H ³> @ FDSDFLWDoão gerencial do servidor e VXD TXDOLILFDomR SDUD R H[HUFtFLR GD DWLYLGDGH GH GLUHomR H DVVHVVRUDPHQWR´ (BRASIL, 2006). Anais do 10º SALÃO INTERNACIONAL DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SIEPE Universidade Federal do Pampa œ Santana do Livramento, 6 a 8 de novembro de 2018.

(6) CHIAVENATO, Idalberto. Administração de Recursos humanos. 4 Ed. São Paulo: Editora Atlas, 1999. _____________________. Recursos Humanos. Edição compactada. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010. DEJOURS, C. A carga psíquica do trabalho. In: BETIOL, M. I. S. (coord.) Psicodinâmica do trabalho: contribuições da Escola Dejouriana à análise da relação prazer, sofrimento e trabalho. 3ed. São Paulo: Atlas, 1994. p. 21-32. FISCHER, F. M.; & PARAGUAY, A. I. B. B. A ergonomia como instrumento de pesquisa e melhoria das condições de vida e trabalho. In: FISCHER, F. M.; GOMES, J. R.; & COLA- CIOPPO, S. (coord.). Tópicos de saúde do trabalhador. São Paulo: Hucitec, 1989. GAJARDO, Marcela. Pesquisa participante: propostas e projetos. In: BRANDÃO, Carlos Rodrigues (Org.). Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 15-50. GARVIN, David A. Gerenciando a Qualidade: a visão estratégica competitiva. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002 GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999. GRIFFIN, Ricky W; MOORHEAD Gregory. Fundamentos do Comportamento Organizacional ± 1 ed. São Paulo: Ática, 2006. LOCKE, Edwin A. O que é satisfação no trabalho? Comportamento organizacional e desempenho humano, v. 4, n. 4, p. 309-336, 1969. Prefeitura Municipal de Nova Esperança do Sul. Disponível http://www.novaesperancadosul.rs.gov.br/pm/secretaria-de-saude/ Acesso em 21/06/18.. em:. SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. Florianópolis: UFSC/PPGEP/LED, 2000. SUMARIVA, A.; OURIQUES, M. A. Qualidade de vida ocupacional dos profissionais de educação física que atuam nas academias de Blumenau SC nas modalidades de musculação e ginástica. Blumenal, 2010. VALDEVINO, D. C.; LOUREIRO, T. J. A. Satisfação no trabalho dos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte ± IFRN. [Online]. Campus Nova Cruz. Palmas, Tocantins, 2012. Disponível em: <http://propi.ifto.edu.br/ocs/index.php/connepi/vii/paper/viewFile/4358/2684> Acesso em: 30/03/2018.. Anais do 10º SALÃO INTERNACIONAL DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - SIEPE Universidade Federal do Pampa œ Santana do Livramento, 6 a 8 de novembro de 2018.

(7)

Figure

Actualización...

Referencias

Actualización...